fbpx

quarta, 19 de janeiro de 2022

BID aprova empréstimo de 80 milhões de dólares para o Prosamin+

Processo segue para o Senado para a aprovação da Operação de Crédito Internacional pela União, antes da assinatura do contrato

2 de dezembro de 2021

Compartilhe

(Foto: Tiago Corrêa - UGPE)

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aprovou, nesta quarta-feira (01/12), o empréstimo de 80 milhões de dólares que será concedido ao Governo do Amazonas para financiar o Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+). O valor global do projeto é de 114 milhões de dólares, com contrapartida de 34 milhões do Estado.

A aprovação do financiamento pela diretoria executiva do banco é a última etapa antes da formalização do contrato, que agora aguarda a autorização do empréstimo pelo Senado Federal.

A nova etapa do programa, que é executado pela Unidade Gestora de Projetos (UGPE), abrangerá uma área de 340 mil m², entre as zonas sul e leste de Manaus, que se estende desde a Manaus 2000, no Japiim, até a comunidade da Sharp, no bairro Armando Mendes.

Pela primeira vez na Zona Leste de Manaus

É a primeira vez que o programa alcançará a zona leste de Manaus, explica o coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo. Segundo ele, as intervenções incluem obras de infraestrutura, saneamento básico, urbanismo, habitação e recuperação ambiental. “O programa vai beneficiar, diretamente, 60 mil pessoas”, afirmou.

Entre as obras previstas estão 648 unidades habitacionais; sistema de esgotamento sanitário com 48 quilômetros de rede de coleta, seis elevatórias e uma estação de tratamento; ampliação da cobertura de água tratada, sistema de drenagem urbana com 5 quilômetros de margens tratadas e 34 quilômetros de nova rede de drenagem urbana, além de soluções para o complexo viário da área.

Contrato será assinado em março

De acordo com Marcellus Campêlo, a previsão de assinatura do contrato é para o próximo mês de março. “O BID avaliou o projeto e aprovou os planos de execução de cada uma das etapas, garantindo que vai financiar o Prosamin+. Agora, a operação de crédito internacional segue para o Senado dar o aval à União, que é a garantidora do empréstimo”, explicou”.

Essa formalidade, ele explica, não impede que o programa já esteja em execução. “O governador Wilson Lima autorizou a liberação de recursos da contrapartida do Estado, que é de 30% do valor global do projeto, o equivalente a 34 milhões de dólares e, com esses recursos, estamos trabalhando na área”.

Com recursos do Tesouro Estadual, o Governo do Amazonas lançou recentemente dois editais de licitação, a fim de contratar empresa especializada para a execução de obras e serviços de engenharia para a construção de duas quadras habitacionais do Prosamin+, uma localizada na avenida Lourenço da Silva Braga, na Cachoeirinha e outra na General Rodrigo Otávio, no Japiim.

As equipes da UGPE já trabalham nas áreas do programa há cerca de um ano e meio. Entre as ações já realizadas estão os Planos de Reassentamento, Estudos de Impacto Ambiental e Social e Consultas Públicas. Recentemente, a UGPE e a Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab) iniciaram o processo de certificação dos imóveis que serão reassentados.

Nesse processo, o morador recebe o documento com o qual a Suhab iniciará o processo de reassentamento. Os trabalhos de arqueologia também já foram aprovados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e já estão sendo realizados na área.

Sobre a UGPE

A Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) é um órgão do Governo do Amazonas. Tem por missão planejar e executar políticas públicas voltadas à promoção de melhorias nas áreas de saneamento básico, urbanismo e socioambiental.

A UGPE executa os projetos de implantação do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus e Interior (Prosamin+). Com as obras do Prosamin+, o objetivo é contribuir, de forma sustentável, para a melhoria dos problemas socioambientais e urbanísticos da população residente nas áreas de abrangência.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Sabá Reis, secretário da Semulsp, testa positivo para a Covid-19

Sabá é o terceiro secretário de David Almeida que testa positivo para a Covid nos últimos cinco dias. No dia 13, os titulares da Semcom e Semsa também testaram positivo.

18 de janeiro de 2022

Quadro pandêmico e período de chuvas faz CMM antecipar retorno das férias

O presidente David Reis disse que o momento pede que os vereadores se unam às demais autoridades para enfrentar novo quadro da Covid e ajudar pessoas afetadas pelas chuvas.

18 de janeiro de 2022

Prefeito de Rio Preto diz que ‘religião e bolsonarismo’ boicotam vacinação

Anderson Sousa disse que em Rio Preto da Eva tem dado suporte à vacinação até na zona rural, mas que o empecilho tem sido os líderes religiosos que são contra a vacina.

18 de janeiro de 2022

Municípios com baixo índice de vacinação faltam em reunião com Wilson Lima

Reunião vem após fala do governador sobre preocupação com índices de vacinação. Alguns prefeitos culparam a internet como responsável por falhas na atualização dos números.

18 de janeiro de 2022

Governo anuncia retorno do Vacina Amazonas em Iranduba para este sábado

O anúncio foi feito pelo governador Wilson Lima como uma das medidas para que os municípios do interior avancem no número de pessoas vacinadas em todo o Amazonas.

18 de janeiro de 2022

Mário de Mello e Josué Neto vão julgar contas do Governo e Prefeitura

O Pleno do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) definiu os relatores das contas do governador Wilson Lima e do prefeito de Manaus, David Almeida, para o exercício de 2022.

18 de janeiro de 2022

Vanda Witoto entra no Rede para fortalecer candidaturas indígenas

Vanda Witoto filia-se à Rede Sustentabilidade para fortalecer candidaturas indígenas em defesa dos povos tradicionais da floresta e da representatividade das mulheres.

18 de janeiro de 2022

MPs e Defensorias recomendam passaporte vacinal ‘geral’ no AM

Para os MPs e Defensorias, não há justificativa na exceção para que os estabelecimentos em geral fiquem sem exigir a comprovação vacinal contra a Covid-19 dos clientes.

18 de janeiro de 2022