fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

Belarmino alivia e Joana Darc ganha fôlego para seguir com mandato

Deputado Delegado Péricles pede a suspensão do mandato de Joana Darc por quebra de decoro ao acusar o presidente da Casa de ter comprados votos para se eleger em 2020.

15 de dezembro de 2021

Compartilhe

Belarmino Lins pediu vistas do processo que pede a suspensão do mandato de Joana e dificilmente devolverá no primeiro semestre do próximo ano (Foto: Reprodução)

Um pedido de vista do deputado estadual Belarmino Lins (PP) transferiu para 2022 o julgamento da deputada Joana Darc (PL) por quebra de decoro parlamentar ao ter acusado Roberto Cidade (PV) pela compra de votos para conseguir a presidência da Assembleia Legislativa (Aleam). A denúncia indicava que o parlamentar teria usado R$ 200 mil para comprar os colegas da Casa.

A acusação redundou na abertura de um processo por quebra de decoro apresentado pelo deputado Wilker Barreto e o então partido dele, o Podemos. Na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), o relator escolhido foi Dermilson Chagas, que também era do Podemos. Dermilson, contudo, abdicou do posto por ser interessado no processo e defender a cassação da deputada por crime de injúria e calúnia.

A deputada ficou afastada por mais de seis meses da Aleam por conta de uma gravidez de risco e posteriormente entrou em licença maternidade, só voltando ao trabalho neste último trimestre.

Com a volta dela aos trabalhos, o processo andou sob a relatoria do deputado Delegado Péricles (PSL), que ontem apresentou seu parecer para deliberação na comissão.

Para Péricles, a deputada quebrou o decoro ao acusar, sem apresentar provas, o deputado Roberto Cidade e outros colegas que articularam a eleição para a presidência da Casa. Deste modo, Péricles sugeriu a suspensão do mandato da deputada, acrescentando que essa era uma pena intermediária suficiente para reparar o dano causado aos colegas.

Quando a votação do parecer de Péricles ia entrar em votação, Belarmino Lins pediu vista do processo e como a agenda da Casa nos próximos dois dias está lotada com a votação de mensagens governamentais e a Lei Orçamentária Anual, é improvável que a CCJR volte a se reunir antes de fevereiro do próximo ano.

Ai o tempo voltará a jogar a favor de Joana Darc, pois 2022 é ano eleitoral e a atenção dos parlamentares estará focada na própria campanha, que deverá ser acirrada a partir de junho, com a realização das convenções.

Portanto, é praticamente certo que Joana terminará este mandato sem punição e poderá renová-lo tranquilamente.

O RealTime1 tentou ouvir Belarmino Lins e Joana Darc, mas foi informado pelas assessorias que ambos estão focados nos trabalhos finais da Aleam e não poderiam comentar o assunto.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Ministério prorroga por 30 dias custeio de leitos de UTI para Covid-19

O Ministério informou que a prorrogação das UTIs é uma demanda do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde

23 de janeiro de 2022

Projeto amplia participação popular no enfrentamento a queimadas

Texto altera o Código Florestal para que a gestão da Política Nacional de Manejo e Controle de Queimadas, Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais seja participativa.

23 de janeiro de 2022

Wilson Lima destaca apoio do Governo Federal para enfrentar pandemia

No Sambódromo em Manaus, Wilson Lima participou, ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, da mobilização de ações contra a Covid-19 realizada pelo Ministério da Saúde.

23 de janeiro de 2022

Governo publica regulamento para transporte hidroviário intermunicipal

Regulamento referente à Lei Estadual 5.604, de setembro de 2021, foi elaborado pela Agência Reguladora com base em contribuições de parlamentares da Assembleia Legislativa.

23 de janeiro de 2022

Prefeito de Manaus, David Almeida, testa positivo para Covid-19

Esta é a segunda vez que David Almeida (Avante) foi diagnosticado com Covid-19. A primeira foi em setembro de 2020, durante a pré-campanha para prefeito de Manaus.

22 de janeiro de 2022

Governo vai enviar doses pediátricas para estados com baixos estoques

Remessa emergencial de vacinas para crianças será enviada a estados com estoques abaixo das 40 mil doses. Segundo o Ministério da Saúde, doze estados estão nessa situação.

22 de janeiro de 2022

‘De novo’: Bolsonaro minimiza números de mortes de crianças por Covid

Bolsonaro voltou a citar remédios sem eficácia comprovada contra o coronavírus e disse que o número de mortes de crianças pela doença foram insignificantes.

22 de janeiro de 2022

Ministério da Saúde prorroga contrato do Programa Mais Médicos em Manaus

O contrato seria encerrado no final deste mês, mas foi prorrogado a pedido da Prefeitura por conta do aumento dos atendimentos por Covid-19 e outras síndromes respiratórias.

22 de janeiro de 2022