fbpx

segunda, 14 de junho de 2021

Barra Torres defende quebra de patentes como um ‘ato humanista’

O presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres disse que é necessário avaliar quebra de patentes e voltou a comentar sobre a atuação de Nise Yamaguchi na defesa da cloroquina.

11 de maio de 2021

Compartilhe

Médica Nise Yamaguchi é uma das defensoras do uso da cloroquina no combate a Covid-19. (Foto: Reprodução)

A quebra de patentes das vacinas, discutida em âmbito internacional nas últimas semanas, foi defendida pelo presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, durante depoimento nesta terça-feira (11) à CPI da Covid.

Para ele, apesar da necessidade de avaliação dos prejuízos às empresas e da viabilidade da produção dos medicamentos no País, a liberação da fabricação de imunizantes por outras farmacêuticas é uma questão “humanista”.

Respondendo aos questionamentos da representante da bancada feminina, senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), Barra Torres criticou as ações do presidente Jair Bolsonaro no último fim de semana ao promover um passeio de moto sem máscara e se disse contra qualquer tipo de aglomeração.

“Qualquer coisa que fale em aglomeração, não usar álcool, não usar máscara e negar a vacina não tem nenhum sentido no ponto de vista sanitário” , declarou.

Sobre o uso da hidroxicloroquina, disse que foi defendido pela médica Nise Yamaguchi, mas não soube informar se ela atuaria como conselheira paralela do presidente e afirmou que nas reuniões às quais compareceu, os filhos de Bolsonaro – o vereador Flávio Bolsonaro e o senador Flávio Bolsonaro – nunca se fizeram presentes.

Já ao senador Humberto Costa (PT-PE), o presidente da Anvisa falou que entregará à CPI a lista de documentos que estão sendo requisitados para a aprovação de vacinas brasileira ButanVac e Versamune, mas reiterou que nunca houve ordens do chefe do executivo federal para aprovação ou não de vacinas.

Texto: Giovanna Marinho

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Wizard poderá ser levado à CPI por condução coercitiva, caso falte na quinta

Caso o empresário não compareça, o auditor do TCU, Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, estará de sobreaviso para antecipar depoimento à comissão investigadora.

14 de junho de 2021

Entusiasmo de governador e prefeito esbarra na vontade da população

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

14 de junho de 2021

PEC da Guarda Municipal avança, mas sem trechos inconstitucionais

A proposta para regulamentação da Guarda Municipal armada no Amazonas tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa e deve entrar em pauta nesta quarta-feira (16).

14 de junho de 2021

Supremo abre crise na CPI com decisões divergentes sobre sigilos

Analisando casos de quebras dos sigilos telefônico e telemático, Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski tomaram decisões bastante diferentes.

14 de junho de 2021

Parceria com David na imunização vai ter ‘bis’ nos próximos dias, diz Wilson

Governador e prefeito comemoraram os números alcançados na ação do final de semana e agradeceram aos profissionais da saúde envolvidos na operação.

14 de junho de 2021

Depoimento de Marcellus Campêlo pode evidenciar omissões de Bolsonaro

O ex-secretário de Saúde do Amazonas deve ser questionado acerca da crise de oxigênio vivida em janeiro e da imposição do tratamento precoce pelo Ministério da Saúde.

14 de junho de 2021

Deputados levam indícios de crime de responsabilidade de Bolsonaro ao TCU

Os dados foram apresentado pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) também à CPI da Covid. O desvio de valores destinados a publicidade seriam de R$ 52 milhões.

14 de junho de 2021

Pesquisa da Exame aponta 50% de desaprovação ao governo Bolsonaro

Maior percentual dos mais de 1,2 mil entrevistados afirmou reprovar o atual governo. Maior parcela também é contra a realização da Copa América no país.

13 de junho de 2021