fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Ausências e atrasos de deputados prejudicam votação na Aleam

É a terceira semana seguida que a Aleam registra faltas e atrasos de parlamentares. O vice-presidente chamou atenção e chegou a pedir ajuda de assessores dos deputados.

27 de abril de 2022

Compartilhe

Sessão desta quarta começou com atraso. (Foto: João Luiz Onety/Portal RealTime1)

Ausências e atrasos de deputados prejudicaram o início dos trabalhos na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), na manhã desta quarta-feira (27), dia de votação. É a terceira semana seguida no mês de abril que a Casa registra faltas e atrasos de parlamentares.

Nesta quarta, a votação começou com atraso. A sessão, que iniciou às 9h20, contava com apenas cinco deputados presentes: Carlinhos Bessa (PV), Mayara Pinheiro (Republicanos), João Luiz (Republicanos), Tony Medeiros (PL) e Delegado Péricles (PL). Wilker Barreto (Cidadania) acompanhava de forma virtual.

Às 9h45, mesmo com a chegada de outros parlamentares, o vice-presidente da Casa, deputado Carlinhos Bessa (PV), precisou chamar a atenção dos colegas. Ele orientou que os parlamentares permanecessem no Plenário e chegou a pedir ajuda dos assessores dos deputados.

“Gostaria de pedir que os assessores dos deputados que não estão aqui fossem chamá-los nos gabinetes. Nós temos que cumprir com o nosso dever de deputado”, disse.

Às 10h05, a sessão foi suspensa por cinco minutos por falta de quórum mínimo [número mínimo] para a votação. Os trabalhos foram retomados apenas às 10h30, já com o presidente da Aleam, Roberto Cidade (PV), presidindo a sessão.

Atrasos e ausências

Na quarta-feira passada (20), um dia antes do feriado de Tiradentes e no dia 13, dois dias antes da Sexta-Feira da Paixão, as sessões contaram com a presença de poucos parlamentares.

Depois que a situação passou a se repetir, o presidente da Casa, que antes era a favor de sessões híbridas – presenciais e online – afirmou que as votações voltaram a ser apenas no formato presencial a partir do dia 2 de maio, próxima segunda-feira.

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Projeto que limita ICMS deve ter tramitação lenta, avaliam senadores

Senadores avaliam que a proposta que fixa o ICMS de combustívveis e energia em 17%, aprovada pela Câmara dos Deputados, deverá deixar um grande rombo nos cofres regionais.

27 de maio de 2022

Petrobras e Minas e Energia devem explicar alta dos combustíveis na Câmara

Sidney Leite propôs audiência para discutir as constantes subidas nos preços dos combustíveis e a inflação com o dono da Petrobras e o ministro de Minas e Energia.

27 de maio de 2022

Péricles minimiza destituição de cargo de Marcelo: ‘problema do Congresso’

O deputado Delegado Péricles, que agora integra o partido de Jair Bolsonaro, o PL, minimizou os efeitos da destituição de Marcelo Ramos (PSD) da vice-liderança da Câmara.

27 de maio de 2022

Pré-candidato do PL reconhece ‘deslizes’ do Governo Bolsonaro

O Delegado Costa e Silva, pré-candidato a deputado federal pelo PL, mesmo partido de Bolsonaro, falou ao RealTime1 sobre os planos para chegar à Câmara dos Deputados.

27 de maio de 2022

Omar diz que Amazonas precisa voltar a investir em programas sociais

A declaração do senador - que concorre à reeleição - aconteceu durante a prestação de contas que ele fez na noite desta quinta-feira (26), nas zonas Leste e Sul de Manaus.

27 de maio de 2022

Eleição Geral testará lei que combate violência política contra a mulher

Para acompanhar emprego da lei no pleito de outubro, o Comitê de Combate a Corrupção e Caixa 2 Eleitoral criou o grupo de mulheres de combate à violência política de gênero.

27 de maio de 2022

Bolsonaro adia live em dia de derrota nas pesquisas para Lula nos dois turnos

Bolsonaro estabiliza e Lula cresce em nova pesquisa Datafolha divulgada no dia que o presidente adia tradicional live de quinta-feira para falar com apoiadores .

26 de maio de 2022

Datafolha: cresce diferença entre Lula e Bolsonaro para o segundo turno

Pesquisa do Datafolha divulgado nesta quinta-feira aponta que Lula tem 58% das intenções de voto no segundo turno, enquanto Bolsonaro chega a 33%

26 de maio de 2022