fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

Ataque à ZFM pode prejudicar aliados e Bolsonaro no 2º turno, dizem analistas

Analistas avaliam que o núcleo duro do eleitorado bolsonarista em Manaus manterá o apoio apesar das medidas tomadas pelo presidente que fere de morte a Zona Franca.

5 de maio de 2022

Compartilhe

Os eleitores do Amazonas representam 1,7% do eleitorado brasileiro. Em 2018, 65,7% do eleitorado de Manaus votou em Bolsonaro no segundo turno das eleições presidenciais (Foto: Divulgação)

Medidas como a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI), que afeta a competitividade da Zona Franca de Manaus (ZFM), podem minar a votação do presidente Jair Bolsonaro (PL) no Amazonas, especialmente, no segundo turno das eleições gerais de outubro. No interior do Estado, onde o presidente só ganhou em três municípios em 2018, a perda de votos pode ser maior. É o que apontam analistas políticos.

Para os analistas, correligionários do presidente no Estado também podem ficar menos competitivos após a edição dos decretos que reduzem o IPI em 35% e o outro que zera o IPI dos concentrados, ambos publicados na quinta-feira passada. 

Para o cientista político Helso Ribeiro, a redução do IPI é eleitoreira, justamente porque corre anunciada apenas durante o ano eleitoral. Ribeiro salienta que o eleitorado do Amazonas é pequeno comparado ao resto do país. 

“Na eleição passada, o presidente ganhou bonito em Manaus, mas ele só ganhou em três municípios do Amazonas. Acredito que os municípios do interior vão virar as costas ainda mais para o presidente. O Amazonas tem 4,2 milhões de habitantes e o Brasil mais de 200 milhões. Eles não se importam com a gente”, analisa Ribeiro.

Professor de Administração da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o dono da Action Pesquisas, Afranio Soares, afirma que a postura do presidente referente à ZFM pode prejudicar Bolsonaro num eventual segundo turno para a corrida presidencial.

Se a eleição fosse hoje, Afrânio projeta que, no Amazonas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ganharia com 8 a 10 pontos percentuais à frente de Bolsonaro. Se a questão do IPI for trabalhada da maneira correta, essa vantagem do petista ainda pode aumentar. 

“Talvez no segundo turno isso tenha algum impacto, mas no primeiro essa diferença que o presidente venha a perder não compromete a ida dele para o segundo turno, não. Se essa redução for explorada claramente, mostrando os benefícios e os malefícios, benefícios do Polo e malefícios da redução de imposto, acho que em Manaus também impacta”, analisou. 

Perfil do apoiador bolsonarista

Segundo Helso Ribeiro, em Manaus, o eleitor do presidente, o considerado mais raiz, dificilmente consegue entender os efeitos da redução do IPI. Ribeiro classificou essa parcela do eleitorado do Amazonas de “focas” por bater palma para tudo que o presidente faz, inclusive para o “cometa Paulo Guedes”, em referência ao ministro da Economia. 

Um caso registrado no sábado passado, em Tefé, exemplifica a análise do cientista político. Na ocasião, um apoiador do presidente, identificado como Paulo Igson, agrediu verbalmente uma comitiva composta pelo senador Omar Aziz (PSD) e pelos deputados federais Marcelo Ramos e Sidney Leite, que também integram o PSD. Os três políticos hostilizados estão na lista dos que mais fazem oposição às políticas de Bolsonaro contra a ZFM.

Atual cenário relembra disputas entre PT e PSDB

O cientista social Carlos Santiago lembra que o atual embate pela defesa das vantagens comparativas da ZFM remonta às eleições passadas disputadas entre PT e o PSDB. Na época, de um lado, o Partido dos Trabalhadores se colocava como defensor da ZFM e do outro, o Partido Social da Democracia Brasileira questionava o modelo alicerçado em renúncias fiscais. 

De acordo com Santiago, assim como foi o caso do PSDB no Amazonas, que por conta da postura crítica à Zona Franca, não teve votações significativas no Estado, aliados do presidente Bolsonaro também podem ter dificuldade para deslanchar nas eleições. 

“Pode afetar os correligionários do presidente Bolsonaro à medida que estes apoiadores fazem parte da narrativa que critica e que toma medidas contrárias ao modelo Zona Franca. Isso acaba de qualquer forma ajudando os políticos que estão fazendo a defesa da Zona Franca”, analisou. 

Eleitorado do Amazonas

Conforme dados disponibilizados pelo TSE, o Amazonas possui 2,4 milhões de eleitores. Os eleitores do Estado representam 1,7% do eleitorado brasileiro.  Em 2018, 65,7% do eleitorado de Manaus votou em Bolsonaro no segundo turno das eleições presidenciais. Foram 686,9 mil votos  contra 34,2% obtidos pelo candidato do PT, Fernando Haddad. 

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro aproveita ato religioso para comentar questão do IPI da ZFM

O presidente garantiu que o Amazonas não terá prejuízos com os decretos que foram assinados por ele a partir de fevereiro deste ano. Especialistas asseguram o contrário.

28 de maio de 2022

Alfredo Nascimento passa despercebido na agenda de Bolsonaro no AM

O ex-ministro dos Transportes é presidente do PL - mesma leganda do presidente - no Amazonas. Ao contrário de muitos, não teve destaque na agenda presidencial deste sábado.

28 de maio de 2022

‘Marcha’ inicia após Bolsonaro reunir com evangélicos no Teatro Amazonas

Esta é a primeira vez que o presidente vem ao Amazonas após assinar decretos que tiram a competitividade da Zona Franca de Manaus (ZFM); aliados acompanham agenda.

28 de maio de 2022

Omar Aziz aprova repasses de mais de R$ 38 mi a sete municípios

Os repasses foram destinados a melhorias nas áreas da saúde, educação, infraestrutura e assistência social nas cidades de Envira, Ipixuna, Guajará, Itamarati, Eirunepé.

28 de maio de 2022

Seminário aborda importância de mais participação da mulher na política

Apesar de as mulheres representarem mais de 50% do eleitorado e da população do País, o Brasil ocupa a 143ª posição entre 193 países em participação de mulheres na política.

28 de maio de 2022

Wilson Lima recepciona Bolsonaro e comitiva em Manaus

Wilson Lima recebeu Bolsonaro, que chega à capital para participar da Marcha Para Jesus, evento organizado pelas igrejas evangélicas, no estado.

28 de maio de 2022

Instituto Datafolha aponta que eleitores confiam na urna eletrônica

Pesquisa divulgada neste sábado (28), aponta que 73% dos eleitores confiam nas urnas eletrônicas usadas nas eleições do país. Enquanto 24% disseram não confiar.

28 de maio de 2022

Senado acompanhará investigação da morte de Genivaldo em ato policial

Senadores querem acompanhar as medidas adotadas pelas autoridades nas investigações sobre a morte de Genivaldo de Jesus, ocorrida durante ação da Polícia Rodoviária Federal.

28 de maio de 2022