fbpx

segunda, 04 de julho de 2022

Após pedido de Lula, João Pedro desiste de disputar Governo do AM pelo PT

O ex-senador agradeceu o apoio dado pelo PT, mas destacou que nesse momento a prioridade do partido é a retomada do projeto político através da eleição de Lula.

14 de junho de 2022

Compartilhe

O, agora, ex-pré-candidato não comentou se irá disputar outro cargo dentro da sigla (Foto: Reprodução)

Após insistências e reafirmações de que seria o candidato do PT ao Governo do Amazonas, o ex-senador João Pedro acabou desistindo da disputa. O petista destacou em suas redes sociais que há um ano começaram as discussões acerca da sua candidatura, agradecendo o apoio dado pela sigla.

João Pedro revelou que, com a aproximação do período eleitoral, o ex-presidente Lula fez um pedido e ele acabou retirando-se do processo.

”Em reunião do Grupo de Trabalho Eleitoral Nacional, presidida pela presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann […] o presidente Lula, que estava presente na reunião, fez um pedido para que retirássemos a nossa pré-candidatura, a fim de que se avancem articulações politicas, que fortalecerão o nosso projeto nacional”,

explicou João Pedro.

Ele reforçou que nunca se dissociou daquilo que chamou de ”meta maior”, que é a eleição de Lula em 2022.

”Desta forma, por entendermos que nunca foi tão importante a eleição do presidente Lula […] decidimos, em comum acordo com os companheiros e companheiras que nos apoiaram nessa luta, retirar a nossa pré-candidatura ao Governo do Estado”.

João Pedro não respondeu ao RealTime1 se irá disputar outro cargo dentro da sigla ainda no pleito desse ano.

No dia 19 de maio, o presidente estadual do PT, deputado Sinésio Campos, já havia garantido ao RealTime1 que o PT não teria candidatura própria. Na época, o ex-senador afirmou que tinha direito de se lançar candidato e que iria tentar até quando fosse possível.

Agora, com a saída de João Pedro da disputa, o caminho fica livre para um diálogo entre Lula e o senador Eduardo Braga (MDB), que pode passar a ser o candidato do petista no Estado. Para isso, o MDB precisa liberar os diretórios estaduais para a construção de alianças regionais, sem determinar a candidatura da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Texto: João Luiz Onety

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro diz torcer para STF derrubar liminar que ampara ZFM

Presidente voltou a atribuir crise econômica no Brasil à manutenção dos incentivos para as empresas da Zona Franca de Manaus.

3 de julho de 2022

PT escolhe vereadora de Itacoatiara como suplente de Omar Aziz

Cheila Moreira é vice-presidente da Câmara Municipal de Itacoatiara e pessoa de confiança do deputado Sinésio Campos, presidente estadual do PT.

3 de julho de 2022

Reunião do PSol-AM acaba em briga e adia debate sobre disputa ao Governo

Partido reuniu filiados no último sábado no diretório regional, mas não conseguiu avançar na definição da disputa interna pela pré-candidatura ao Governo do AM.

3 de julho de 2022

Eleições 2022: restrições para agentes públicos começam a valer

Eles também não podem fazer pronunciamento oficial em cadeia de rádio de televisão, salvo em casos de questões urgentes e relevantes autorizados pela Justiça Eleitoral.

3 de julho de 2022

PT divulga nome de pré-candidatos a deputado federal e estadual no AM

Além dos pré-candidatos para a Aleam e Câmara Federal, os petistas homologaram o nome de Cheila Moreira para suplência do senador Omar Aziz (PSD).

2 de julho de 2022

Com apoio de Omar e Sidney, Manacapuru ganha escola construída sobre as águas

A escola municipal e a Quadra Poliesportiva Almir Batista da Silva, na comunidade Rainha dos Apóstolos, atenderão pelo menos 250 criança e jovens.

2 de julho de 2022

Datafolha: maioria diz que professor deve evitar falar de política

Pesquisa mostra que 54% dizem que pais têm o direito de proibir as escolas de ensinar temas que não achem adequados, mas apoiam discussão sobre pobreza e desigualdade social.

2 de julho de 2022

Com futuro incerto na disputa pelo Governo, PSol reúne filiados

Quatro nomes disputam internamente a preferência dos filiados, mas nenhum tem força suficiente para ser anunciado na briga pelo Governo sem ter que passar pelas prévias.

2 de julho de 2022