fbpx

terça, 09 de agosto de 2022

Amazonas nunca elegeu candidato assumidamente LGBTQIA+

Para o cientista político Carlos Santiago, a sociedade brasileira ainda não está representada de forma adequada nos parlamentos e nos governos brasileiros.

1 de julho de 2022

Compartilhe

Gabriel Mota e Bruna La Close concorreram em 2020 para vaga na CMM (Foto: Divulgação)

Segundo um pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada em maio deste ano, existem 60 mil pessoas (2,3%) declaradas homossexuais ou bissexuais no Amazonas. No entanto, até hoje, o Estado nunca elegeu um candidato assumidamente LGBTQIA+ para cargos legislativos desde o processo em que se estabeleceu a Constituição Federal, em 1988.

Ainda segundo a pesquisa, 97 mil pessoas (3,7%) não souberam ou não quiseram responder sobre a orientação sexual.

Em 2020, o Psol chegou a lançar Paulo Trindade, ativista gay, como pré-candidato à Prefeitura de Manaus, mas o partido acabou recuando e oficializando o apoio à candidatura de José Ricardo (PT) e Marklize Siqueira (Psol).

Mas quem chegou mais próximo do parlamento foi Gabriel Mota (PCdoB), com 2.231 mil votos nas eleições de 2020, quando concorria à vaga na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Ele considera importante que haja representantes LGBTQUIA+ no parlamento porque as demandas da sociedade atingem a todos, mas é a classe quem lida com problemas de forma discriminatória.

“No final das contas, a falta de moradia, a falta de trabalho, exclusão da educação, negligência na saúde são pautas que nos atingem de maneira muito forte e fazem parte geral da população. Mas, por nós passarmos por tudo isso de uma maneira preconceituosa discriminatória, a gente tem muito mais sensibilidade para trabalhar pelo coletivo”, disse Gabriel.

Segundo o ativista, as pessoas que não são classificadas no grupo LGBTQIA+ têm dificuldade em entender as necessidades impostas pela comunidade, por isso ele considera “importante que seja [eleita] uma pessoa que use o gênero e a opção sexual de maneira pública, para que sirva de exemplo e mostre que há competência suficiente para ocupar os parlamentos espaços e legislar em prol de todos”.

Outros nomes, assumidamente da comunidade LGBTQIA+, já concorreram em algum pleito no Amazonas, como as ativistas Bruna La Close (PT) e Jaqueline Malldonnado, além do candidato a vereador, Rômulo Vlasak, do PT de Parintins.

Para o cientista político Carlos Santiago, a sociedade brasileira ainda não está representada de forma adequada nos parlamentos e nos governos.

“A democracia deve refletir a sociedade. Uma democracia representativa deve refletir a diversidade brasileira para que comunidades, tipo LGBTQIA+, possam eleger seus representantes para defesa de suas pautas, suas reivindicações, seus espaços”, disse Santiago.

Segundo o cientista, para consolidar a democracia representativa, “é mais que justo que movimentos de mulheres de indígenas, de negros e comunidades LGBTQIA+ possam indicar e eleger seus representantes para espelhar, de fato, a pluralidade social no Brasil”.

Texto: Aldizangela Brito

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Michelle Bolsonaro ataca Lula e associa religiões africanas a ‘trevas’

Em vídeo divulgado por Michelle, Lula se encontra com representantes de religiões de matriz africana. Para ela, o ato corresponde a "principados e potestades das trevas".

9 de agosto de 2022

DC refaz contas para garantir mínimo da cota feminina nas Eleições do AM

Antes, o partido não havia apresentado o mínimo de candidaturas femininas para a disputa na Câmara Federal. Agora, a sigla conta com duas mulheres e quatro homens.

9 de agosto de 2022

Após definir palanque com Braga e Omar, Lula vem ao AM em setembro

Viagem está marcada para o início do mês de setembro, conforme informou ao RealTime1 o presidente estadual do PCdoB, Eron Bezerra.

9 de agosto de 2022

TRE-AM realiza curso para Prestação de Contas das Eleições 2022

O treinamento visa a correta prestação de contas, desde a utilização do sistema da Justiça Eleitoral até o lançamento das receitas e despesas. Inscrições encerram dia 12.

9 de agosto de 2022

Chico diz que tentará Senado de forma avulsa, mas pode ser impugnado

O alerta é do advogado Augusto Sampaio que aponta que Chico Preto não pode ser beneficiado pela decisão do TSE porque o Avante apoia coligação que já tem senador.

9 de agosto de 2022

Silas Câmara declara patrimônio de R$ 3,5 milhões à Justiça Eleitoral

O patrimônio do deputado federal evoluiu de R$ 2,1 milhões para R$ 3,5 milhões. Em 2006, quando ele foi eleito pela 3º vez para Câmara, os bens declarados somavam R$ 574 mil.

9 de agosto de 2022

Patrimônio dos irmãos Pinheiro evolui de R$ 557 mil para R$ 3 milhões

Candidata à reeleição, Mayara Pinheiro declarou possuir o patrimônio de R$ 1,9 milhão. A soma é R$ 864,6 mil a mais que os bens declarados pelo irmão, Adail Filho.

9 de agosto de 2022

O que faz um suplente de senador? O AM já definiu estes nomes; confira

Candidatos a suplentes nas chapas majoritárias são empresários, ex-dirigente de partido, professores e membros da comunidade indígena.

9 de agosto de 2022