fbpx

sábado, 22 de janeiro de 2022

Aleam e CMM se mobilizam para incluir 37 ONG’s na lista de emendas

Com a titularidade pública, institutos da sociedade civil podem administrar recursos de emendas parlamentares por um período de cinco anos.

13 de setembro de 2021

Compartilhe

A LOA é peça orçamentária que contém os recursos de cada área, inclusive os valores a serem empenhados em emendas (Foto: Hudson Fonseca/Divulgação)

A pouco mais de um mês para o envio da Lei Orçamentária Anual (LOA), a Câmara Municipal de Manaus (CMM) e a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) correm para declarar como de utilidade pública 37 Organizações Não-Governamentais (ONG’s) e institutos sem fins lucrativos. 

A titularidade pública garante aos institutos e associações do terceiro setor a inscrição em editais de secretarias para administrar verbas públicas oriundas de emendas parlamentares impositivas individuais. Os títulos de utilidade pública têm validade de cinco anos.

 Só na Aleam, tramitam 20 projetos de lei para conceder títulos de utilidade pública. 11 já foram aprovados, 9 projetos aguardam emissão de parecer de comissões temáticas para seguir para deliberação em plenário. 

Na CMM, os vereadores apresentaram 17 propostas para tornar de utilidade pública organizações da sociedade civil. 6 foram aprovadas, enquanto que 11 tramitam na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR). 

A Aleam aprovou, em julho, uma Lei Orçamentária Anual (LDO) de R$ 21,7 bilhões, com uma previsão de que R$ 261 milhões (1,2%) da receita corrente líquida serão reservados para o pagamento de emendas parlamentares impositivas. 

A primeira proposta orçamentária do prefeito David Almeida (Avante) prevê 0,8% de um orçamento de R$ 6,9 bilhões para as emendas impositivas. Conforme a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) encaminhada às respectivas Casas (Aleam e CMM), o governo tem prazo de até 31 de outubro para encaminhar a LOA, enquanto que a Prefeitura deve encaminhar orçamento até 15 de outubro. 

O presidente da Casa da CMM, David Reis (Avante), além do vereador Caio André (PSC), Eduardo Alfaia (PMN), Kennedy Marques (PMN), João Carlos (PRB), Marcelo Serafim (PSB), Luis Mitoso (PTB), Sandro Maia (DEM) e Thaysa Lippy (PP) são os autores dos projetos.

Os deputados da Aleam que apresentaram iniciativas de lei para conceder os títulos são: o presidente da ALE-AM, deputado Roberto Cidade (PV), vice-presidente, deputado Carlinhos Bessa (PV), Abdala Fraxe (Podemos), Adjuto Afonso (PDT), Álvaro Campelo (Progressistas), Fausto Júnior (MDB), Felipe Souza (Patriota), Joana Darc (PL), João Luiz (Republicanos), Sinésio Campos (PT) e Therezinha Ruiz (PSDB).

Da lista, os deputados Felipe Souza e Sinésio Campos são os parlamentares que mais propuseram projetos para tornar utilidade pública Ongs e institutos. Souza tem 4 propostas de lei em tramitação, uma já é lei. Já as 4 propostas de Campos estão em tramitação.

Em junho, o RealTime1 mostrou que uma nova regra de autoria do deputado Fausto Júnior (MDB) retira do Executivo a possibilidade de requerer a cassação da denominação e vincula exclusivamente essa responsabilidade à Aleam. 

A norma foi incluída no projeto de lei que tornou de utilidade pública Associação de Ex-deputados e Deputados Estaduais (Adeam). O projeto foi aprovado em abril. 

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Wilson e Queiroga participam de mobilização contra Covid-19 em Manaus

Mobilização de ações contra a Covid-19, com a vacinação e a testagem da população em larga escala, acontecem simultaneamente nos sete estados da região Norte neste sábado.

21 de janeiro de 2022

Carol Braz e Luiz Castro dão primeiro passo na disputa por Governo e Senado

Carol desfiliou-se do PSC para disputar o governo do Amazonas pelo PDT, enquanto Luiz deixou a Rede para tentar pela segunda vez chegar ao Senado Federal.

21 de janeiro de 2022

Prefeito de Parintins, Bi Garcia revela que testou positivo para Covid-19

Nas redes sociais o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia, revelou que sentiu sintomas leves na noite desta quinta-feira e resolveu fazer um exame que confirmou a doença.

21 de janeiro de 2022

Bolsonaro chega ao velório da mãe, que morreu aos 94 anos em São Paulo

Olinda, que sofria com Alzheimer, morreu aos 94 anos na madrugada desta sexta. Ela estava internada em um hospital de São Paulo e a causa da morte não foi divulgada.

21 de janeiro de 2022

Lula segue na liderança do primeiro turno com 42%; Bolsonaro tem 28%

Esta rodada, no entanto, trouxe um fato novo: Lula entrou na zona do empate técnico em comparação ao somatório das intenções de voto dos demais candidatos.

21 de janeiro de 2022

TRE autoriza desfiliação de Marcelo Ramos do Partido Liberal

Marcelo Ramos confirmou que a partir de agora está formalmente fora do PL. O vice-presidente da Câmara Federal afirmou que deve anunciar um novo partido em breve.

21 de janeiro de 2022

MPAM expede recomendação contra nepotismo na Prefeitura de Canutama

Promotoria do MPAM de Canutama recomendou que o Município exonere agentes públicos que tenham algum parentesco com o prefeito e o vice-prefeito, em até 30 dias.

21 de janeiro de 2022

Partido de Bolsonaro tem de Tiririca a líder da bala no Congresso

Além de um numeroso grupo de candidatos leais a Bolsonaro e alinhados ao ideário do atual presidente, o PL deve chamar a atenção durante as eleições pela composição eclética.

21 de janeiro de 2022