fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

Adail Filho encontra-se com Amazonino, que intensifica contatos no interior

Em redes sociais o ex-prefeito cassado de Coari se refere a Amazonino como "eterno governador" e diz que ambos estão confiante na recuperação do Estado após a pandemia.

23 de junho de 2021

Compartilhe

A foto, tirada na casa de Amazonino, foi publicada em uma rede social por Adail Filho (Foto: Reprodução da internet)

O ex-prefeito de Coari Adail Filho (Progressistas), que foi cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral e não pôde assumir um novo mandato conquistado nas urnas em 2020, publicou foto em suas redes sociais mostrando um encontro com o ex-governador Amazonino Mendes (Podemos), a quem chamou de “eterno governador”.

Em tom de campanha, Adail Filho afirma que ambos lamentam a situação atual (da pandemia de Covid), mas “apesar das preocupações, também temos a esperança de que dias melhores estão por vir e o povo amazonense irá sorrir novamente”. No encontro, os dois políticos dispensaram o uso de máscaras.

Conforme uma fonte, Amazonino, aos 81 anos, está intensificando os contatos com lideranças do interior do Estado visando a eleição do próximo ano, quando poderá disputar o governo contra Wilson Lima, um “repeteco” da eleição de 2018.

Eleição suplementar

Já Adail Filho preocupa-se com a realização da eleição suplementar no município de Coari. Na decisão que cassou o mandato dele conquistado na eleição de 2020, os juízes do TRE-AM haviam determinado a realização de novo pleito em até 40 dias, prazo que expirou em janeiro. Até o momento a eleição não foi realizada devido a embargos impetrados por Adail em cortes superiores.

No julgamento da ação, impetrada pelo adversário derrotado por Adail na eleição passada, o empresário Robson Tiradentes (PSC), os juízes do TRE-AM entenderam que o vencedor do pleito estava indo para o terceiro mandato familiar seguido, uma vez que antes do Filho exercer o mandato na prefeitura, o pai dele, Adail Pinheiro, era prefeito do município, o mais rico do interior do Estado. A situação é proibida pela legislação eleitoral.

Texto: Da Redação

Leia Mais:

 

Leia mais sobre Política

PEC do Voto Impresso pode ser votada por Comissão na próxima quinta

Para garantir o sigilo do voto, será proibido o uso de qualquer elemento de identificação do eleitor na cédula impressa.

30 de julho de 2021

Garantido no Senado até 2026, Plínio não quer se aventurar a vice em 2022

Senador acredita ser uma boa opção para uma terceira via na disputa pelo Governo do Amazonas, mas descarta formar chapa com o tucano Arthur Neto na Eleição majoritária.

30 de julho de 2021

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021