fbpx

domingo, 16 de maio de 2021

Economistas são contra Bolsonaro receber título de Cidadão Amazonense

Classe se posicionou por meio de nota emitada pela Associação Brasileira de Economistas pela Democracia. Eles classificam posição política do presidente como 'nefasta'.

21 de abril de 2021

Compartilhe

Classe diz que comportamento de Bolsonaro na pandemia afetou economia do país (Foto: Reprodução)

Os economistas amazonenses, vinculados à Associação Brasileira de Economistas pela Democracia (ABED), emitiram uma nota de repúdio a decisão da Assembleia Legislativa do Amazonas de conceder ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) o título de Cidadão Amazonense. O documento foi divulgado nesta quarta-feira (21).

Segundo a classe, o posicionamento contra tal homenagem se dá pela “nefasta política ambiental, indigenista, econômica e, principalmente, sanitária” adotada pelo presidente.

“A atuação do presidente no combate à pandemia do novo coronavírus foi e é de uma irresponsabilidade tão grande, que levou o país, começando pelo Amazonas, a atingir recordes de mortes, muitas delas que poderiam ser salvas. Até o momento, são mais de 378 mil mortos no país, sendo 12,4 mil somente no Estado”, justifica o documento.

A nota de repúdios dos economistas dá destaque ao comportamento negacionista do presidente em relação aos protocolos de combate e prevenção à Covid-19, como o uso de máscara facial, por exemplo. O documento lembra ainda a crise do oxigênio vivida pelos amazonenses na segunda quinzena de janeiro, ressaltando que a atitude de Bolsonaro afetou a economia do país.

“A política econômica de restrições fiscais do presidente afeta investimentos, empregos e a imperiosa necessidade, neste momento da crise sanitária, de ajudar a população mais vulnerável, que voltou a passar fome. Somente no Amazonas são cerca de 1 milhão de cidadãos em situação de insegurança alimentar”, destaca a nota, que também cita as decisões do Governo Federal pela privatização dos Correios e outros órgãos importantes para o setor.

“Conceder este título a alguém que tanto mal fez pelo povo do Amazonas, consideramos uma afronta e um desrespeito que criam constrangimento a centenas de milhares de amazonenses que perderam seus entes queridos ou seus empregos pela inação ou omissão do presidente da República”, finaliza o documento.

A nota, na íntegra, pode ser lida NESTE LINK.

Texto: Rosianne Couto

Leia Mais:

Leia mais sobre Negócios

Caixa começa a pagar hoje segunda parcela do auxílio emergencial

Mais de 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial, que será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020.

16 de maio de 2021

Diesel S-10 tem recorde de vendas em abril, indica Petrobrás

Mesmo com as remarcações constantes nos preços dos combustíveis no início deste ano, a Petrobras anunciou o aumento de 4,4% nas vendas do diesel S-10.

15 de maio de 2021

Guedes quer estreitar laços comerciais com os Estados Unidos

Apesar do posicionamento ideológico do governo Bolsonaro estar distante do defendido pelo presidente estadunidense, Joe Biden, na área econômica Paulo Guedes vê convergências

15 de maio de 2021

Cerca de 12 milhões de pessoas ainda não enviaram declaração do IR

O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até as 23h59min59s de 31 de maio. A data limite foi adiada em um mês devido a pandemia de Covid-19.

15 de maio de 2021

Estado beneficia produtores com compra de 113 toneladas de alimentos

Programa estadual atende aos produtores rurais afetados pela pandemia e pela cheia dos rios. Em dois meses, o estado adquiriu mais de R$190 mil em produtos, que são doados.

15 de maio de 2021

Governo lança edital de chamamento público para aquisição de casa de farinha

Para o Estado, a aquisição desses equipamentos é importante para atender o produtor da ponta e fomentar ainda mais a cadeia produtiva da mandioca.

14 de maio de 2021

Pix Cobrança começa a funcionar com pagamentos por meio de QR Code

Nova funcionalidade do sistema Pix permite que prestadores de serviços recebam pagamentos por meio de QR Code. A partir de julho, pagamentos poderão ser agendados.

14 de maio de 2021

AM aderiu a 6,6 mil acordos em programa de redução de salários

O volume de acordos firmados no Estado representa 0,43% do total registrado em todo o país, com crescimento de 205%. No dia 6 de maio, o Amazonas somava 2.184 adesões.

14 de maio de 2021