domingo, 14 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Na 1ª semana de novembro, exportações caem e importações sobem

Média diária das exportações do país na primeira semana de novembro passou de US$1.724,14 milhões em outubro para US$1.409,16 milhões no mês de novembro, queda de 18,3%.
COMPARTILHE
exportações

Conforme divulgado pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, a média diária das exportações do país na primeira semana de novembro passou de US$1.724,14 milhões em outubro para US$1.409,16 milhões no mês de novembro, queda de 18,3% entre os meses.

No mesmo período, as importações tiveram uma variação positiva de 59,5% na comparação da média por dia em relação a primeira semana de outubro, sendo o valor médio por dia naquele mês de US$890,07 milhões e em novembro de US$1.419,28 milhões.

No acumulado da primeira semana do mês de novembro, as exportações apresentaram aumento de 145,2% em relação ao mesmo período do mês outubro, sendo US$4.227,49 milhões no mês de novembro e US$1.724,14 milhões em outubro.

As importações acumuladas durante a primeira semana de novembro apresentaram avanço de 378,4% em relação ao mesmo período do mês outubro, sendo US$4.257,83 milhões no mês de novembro e US$890,07 milhões em outubro.

Em outubro, os valores acumulados na primeira semana estavam considerando 1 dia útil, já em novembro foram considerados 3 dias úteis.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

O saldo médio diário da balança comercial na primeira semana foi de US$834,07 milhões em outubro recuando para -US$10,11 milhões em média no mesmo período de novembro. Resultado influenciado pelo aumento diário médio das importações (59,5%) e a queda nas exportações (-18,3%).

O saldo no período é de -US$30,34 milhões, queda de 103,6% em relação ao mês anterior (US$834,07 milhões). Contudo, da mesma forma que os dados das exportações e importações, a apuração na primeira semana de outubro contou apenas com um dia útil, enquanto a de novembro, três dias úteis.

Fonte: Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)

Leia mais:

COMPARTILHE