fbpx

quinta, 25 de fevereiro de 2021

Produção do PIM registra terceira maior alta do País em novembro

Na comparação com outubro, produção do Polo Industrial de Manaus cresceu 3,4%. O desempenho amazonense em novembro só foi superado pelos estados da Bahia e Rio Grande do Sul.

14 de janeiro de 2021

Compartilhe

Segundo o IBGE, produção do PIM teve o terceiro melhor desempenho do país (Foto: Reprodução)

A produção das indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou alta de 3,4% em novembro, na comparação com outubro. Os números foram divulgados nesta quinta-feira (14) pelo IBGE.

O resultado coloca as indústrias do Amazonas na terceira posição entre as que mais cresceram no país em novembro, atrás apenas dos estados da Bahia (+4,9%), Rio Grande do Sul (+3,8%).

Da mesma maneira, na comparação com novembro de 2019 a indústrias incentivadas do PIM também tiveram uma alta expressiva: +7,8%.

Como resultado, nesta comparação o desempenho amazonense foi o quinto melhor do Brasil, sendo superado pelo Paraná (+14,0%), Santa Catarina (+11,1%) e Pernambuco (+10,0%) e Rio Grande do Sul (+8,7%).

Acumulado do ano

Por outro lado, quando levado em consideração o desempenho acumulado de janeiro a novembro, a indústria local teve o quarto pior resultado do país, com uma queda de 7,2%.

A redução ainda reflete os impactos na produção da paralisação dos trabalhos causada pela pandemia do coronavírus, entre os meses de março e abril.

De acordo com o IBGE, nesta comparação houve redução na produção industrial de 12 dos 15 locais pesquisados.

Os estados do Espírito Santo (-15,9%), Ceará (-8,2%) e Rio Grande do Sul (-7,4%) foram os que tiveram os piores desempenhos no acumulado de 2020 até novembro.

Novembro-2019/novembro-2020

Por fim, o resultado acumulado em 12 meses no Amazonas também foi negativo.

De acordo com os dados do IBGE, entre novembro de 2019 e novembro de 2020 a produção do Polo Industrial de Manaus recuou 6,0%.

Novamente, houve taxas negativas em 12 dos 15 locais pesquisados.

Entre os estados, os piores desempenhos foram registrados pelos estados do Espírito Santo (-16,6%), Ceará (7,3%), Rio Grande do Sul (-7,0%), São Paulo (-6,8%), Mato Grosso (-6,2%) e Amazonas.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Economia

Infraero vai viabilizar retomada de voos em aeroportos do Amazonas

A empresa foi contratada para fazer os estudos, projetos, obtenção de licenças, contratação e fiscalização de obras de melhorias nos aeroportos do Amazonas.

24 de fevereiro de 2021

Em três anos, Bolsonaro e Guedes acumulam ataques à Zona Franca

Desde 2019, além do polo de bicicletas, segmentos de concentrados e eletroeletrônicos do PIM também já foram ameaçados por decisões tomadas por Bolsonaro e Paulo Guedes.

24 de fevereiro de 2021

‘Desconhecimento’ de Guedes sobre Zona Franca surpreende indústria

Para Federação das Indústrias, o ministro Paulo Guedes não pode afirmar que desconhece a economia local, pois a Suframa é ligada à sua pasta.

24 de fevereiro de 2021

Receita libera programa da declaração do Imposto de Renda 2021

Programa de preenchimento e de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2021 estará disponível a partir das 8h desta quinta-feira. Prazo vai até 30 de abril.

24 de fevereiro de 2021

Indústria de Manaus está otimista quanto a investimentos

Empresários valorizam o incremento no número de projetos e apostam na vacinação para reiterar o combate à pandemia e retomada da economia.

24 de fevereiro de 2021

Índice de Confiança do Consumidor registra alta em fevereiro

Melhoria da confiança pode estar vinculada ao início da campanha de vacinação contra a Covid-19 e à possibilidade de pagamento de novas parcelas do auxílio emergencial.

24 de fevereiro de 2021

Preocupação é manter empregos, diz Abraciclo sobre polo de bicicleta

Decisão do governo federal de reduzir, de 35% para 20% a alíquota do Imposto de Importação para bicicletas, inviabiliza a produção nacional.

23 de fevereiro de 2021

Reestruturação pode fechar agências do Banco do Brasil no Amazonas

Reestruturação foi barrada por liminar concedida pela Justiça do Maranhão. Decisão suspende o fechamento de agências em todo o país durante o período da pandemia da Covid-19.

23 de fevereiro de 2021