fbpx

sexta, 26 de fevereiro de 2021

Cieam diz que não está preocupado com prejuízo de paralisação no PIM

De acordo com o presidente Wilson Périco, a prioridade das indústrias é contribuir com a saúde. Para isso, empresas doaram 43 mil metros cúbicos de oxigênio a hospitais.

15 de janeiro de 2021

Compartilhe

Empresas do PIM doaram 43 mil metros cúbicos de oxigênio a hospitais de Manaus (Foto: Reprodução)

Mesmo com a paralisação parcial de fábricas, que ficaram sem oxigênio após doação feita aos hospitais de Manaus, as indústrias do Polo Industrial de Manaus (PIM) não estão preocupadas com possíveis prejuízos.

A declaração é do presidente do Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco.

Em entrevista ao RealTime1, Périco afirmou que as doações de oxigênio aos hospitais da capital somaram o volume de 43 mil metros cúbicos.

De acordo com o presidente, a iniciativa teve início na última segunda-feira (11), antes do pedido formal feito pelo governo do estado para que as empresas contribuíssem com o gás.

Prejuízo não avaliado

Além disso, o empresário acrescenta que as indústrias do PIM aceitaram também não receber mais oxigênio, até que a situação nos hospitais seja equalizada, sabendo e assumindo os impactos que viriam.

“Ninguém colocou no papel o prejuízo da indústria. Então nós não estamos preocupados com os impactos na economia neste momento. Estamos fazendo o nosso melhor para que os hospitais tenham condições de prestar o devido atendimento à nossa população”, destacou.

Empresas vão funcionar por quanto tempo?

Questionado sobre quanto tempo as indústrias do PIM continuarão funcionando sem o estoque de oxigênio, Périco afirmou que não é possível cravar uma data.

“Depende muito de empresa para empresa, do quanto elas tinha de nitrogênio e oxigênio disponíveis na rede. Os gases que já estão na rede não dá para tirar. Então vai depender muito de empresa para empresa”, finalizou.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

Leia mais sobre Economia

Cheia dos rios afeta produção agrícola nas calhas do Purus e Juruá

Em 13 municípios, manejos que ocorrem em áreas de várzea, como o cultivo de frutas e hortaliças, e a pecuária, foram interrompidos pela elevação do nível das águas.

26 de fevereiro de 2021

IR: acaba hoje prazo para empresas entregarem informes de rendimento

Segundo a Receita, o empregador que deixar de fornecer o comprovante dentro do prazo ou fornecer com inexatidão, ficará sujeito ao pagamento de multa de R$ 41,43.

26 de fevereiro de 2021

Grileiros vendem terras públicas no Sul do Amazonas até pelo Facebook

Decisão da Justiça Federal mostra que pecuaristas estão comprando terras públicas ou de áreas de conservação ambiental a espera da MP da Grilagem

26 de fevereiro de 2021

Caminhoneiros: MEI pode desburocratizar e baratear frete

Como MEI, trabalhadores autônomos poderão ter redução de 30% no pagamento de tributos e acesso à liberação de cargas por meio eletrônico.

26 de fevereiro de 2021

Índices de confiança da indústria e dos serviços caem em fevereiro

Índice de Confiança da Indústria recuou 3,4 pontos, na segunda queda consecutiva, e chegou a 107,9 pontos em uma escala de zero a 200 pontos, o menor patamar desde setembro.

26 de fevereiro de 2021

13,4 milhões sem trabalho: Brasil bate recorde de desemprego em 2020

Com taxa média de desemprego de 13,5%, 2020 registrou o pior resultado desde o início da série histórica, em 2012, segundo números da Pnad Contínua, divulgada pelo IBGE.

26 de fevereiro de 2021

Amazonas continua sem resposta com relação ao imposto das bicicletas

Na última terça-feira, o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu um prazo de 24 horas para dar uma resposta a sobre a redução no Imposto de Importação sobre bicicletas.

25 de fevereiro de 2021

Pandemia reduziu em quase 70% o número de voos para Manaus

Manaus teve queda de 69% no receptivo em janeiro de 2021, em relação a janeiro de 2020. Para Abear, menor fluxo de passageiros no aeroporto é reflexo da pandemia da Covid-19.

25 de fevereiro de 2021