fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Vendas no comércio amazonense caíram 10% em janeiro, diz Fecomércio

Resultado é em relação ao ano de 2020. Segundo a entidade, a ocorrência de chuvas, o novo surto de Covid-19 e síndrome gripal afetaram o desempenho das comercializações.

3 de fevereiro de 2022

Compartilhe

Fecomércio registrou queda de 10% nas vendas em janeiro. (Foto: Reprodução)

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio-AM) registrou queda de 10% nas vendas do segmento no primeiro mês do ano, em relação a janeiro de 2020, considerando que em 2021 o setor estava de portas fechadas devido à pandemia. Segundo a entidade, a ocorrência de chuvas, o novo surto de Covid-19 e síndrome gripal afetaram o desempenho das comercializações.

Segundo o presidente da Fecomércio-AM, Aderson Frota, após o último bimestre positivo nas vendas, o fluxo de pessoas reduziu nos estabelecimentos comerciais por conta do aumento no número de casos da Covid-19, de gripe e síndromes respiratórias, na capital. Consequentemente, as vendas foram afetadas.

“A população tem acesso a informação e consegue obter um diagnóstico com mais facilidade em relação à possível contaminação pelo vírus. Muitos foram atingidos pelo vírus, outra parte teve ou ainda tem receio de sair de casa por conta das chuvas. Tivemos um primeiro mês de queda nas vendas”, comentou Frota.

O empresário ainda informou que os trabalhadores que apresentam qualquer sintoma gripal são encaminhados a exames para diagnóstico e cumprimento de protocolos médicos. Ele afirma que o comércio não teve problemas de abstenção motivada pelos problemas de saúde.

CDLM afirma que janeiro foi positivo

Contrariando os números da Fecomércio, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM), Ralph Assayag, disse que as vendas comerciais em janeiro superaram os resultados de igual período de 2020. Sem citar números, ele afirma que o crescimento no número de estabelecimentos abertos no último ano ajudaram a alavencar as vendas.

“Em relação a janeiro de 2020 tivemos crescimento em número de lojas, em número de empregos, em relação ao preço do produto, que é a inflação, consequentemente, todos tiveram crescimento em vendas”, disse.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Bolsonaro recua de reajuste para policiais e sugere 5% para todos os servidores

Chefe do Executivo busca garantir o apoio de servidores federais à sua reeleição, mas afirma que tem enfrentado dificuldade para abrir espaço no Orçamento.

27 de maio de 2022

Plano de saúde individual vai subir 15%, a maior alta em 22 anos

Percentual deve impactar cerca de 8,9 milhões de consumidores de planos individuais de saúde no Brasil. Reajuste não vale para planos coletivos empresariais e por adesão.

27 de maio de 2022

Manejo florestal sustentável é aposta para diversificação econômica do AM

O Estado está preparando uma política de governo para o tema. O planejamento estratégico, orientado por Wilson Lima, vislumbra novos vetores que gerem emprego e renda.

27 de maio de 2022

‘Catastrófico’, cita Sefaz sobre projeto que unifica ICMS em 17%

Secretário da Sefaz afirma que caso projeto de unificação do ICMS em 17% seja sancionado, arrecadação estadual terá perda de R$ 1 bilhão ao ano, afetando serviços à população

27 de maio de 2022

Com R$ 195 bilhões, Receita bate recorde de arrecadação em abril

No quadrimestre (de janeiro a abril de 2022), a arrecadação da Receita Federal alcançou o valor de R$ 743,2 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,05% pelo IPCA.

26 de maio de 2022

Redução do ICMS: Bolsonaro sinaliza veto a compensação para estados

Bolsonaro disse que compensação, prevista em projeto aprovado na Câmara que limita ICMS da energia e de combustíveis, "não tem cabimento" e que poderá vetar o dispositivo.

26 de maio de 2022

Criticado até por bolsonarista, salário mínimo de R$ 1.212 é aprovado

Valor já está em vigor desde o primeiro dia do ano, quando Bolsonaro editou a medida provisória. A proposta, no entanto, precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

26 de maio de 2022

Wilson Lima anuncia investimentos de quase R$ 25 milhões para CT&I

Por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeam), os recursos serão aplicados em sete editais, sendo seis inéditos, de programas de apoio a pesquisas científicas.

26 de maio de 2022