fbpx

sábado, 28 de maio de 2022

Sinal verde à derrubada de veto no setor de eventos é bem visto no AM

Veto de Bolsonaro sobre isenção tributário ao setor de eventos por cinco anos pode cair. Notícia é bem vista pela Associação de Entretenimento do Estado do Amazonas.

9 de fevereiro de 2022

Compartilhe

Para Asseeam, medidas garantem sobrevivência das empresas de eventos (Foto: Divulgação/AGBrasil)

O setor de eventos no Amazonas comemorou o aceno do governo federal para derrubar o veto, do próprio presidente Jair Bolsonaro (PL), à isenção tributária por cinco anos para empresas ligadas às atividades de eventos e também de turismo. A medida é uma compensação às perdas dessas empresas devido à pandemia de Covid-19 e os decretos de restrição de público.

O presidente da Associação de Entretenimento do Estado do Amazonas (Asseeam), Gerson Sampaio, disse que o setor precisa muito dessa medida para poder “ter uma retomada com base sólida”. “É fundamental para a sobrevivência do setor no País”, disse Sampaio ao RealTime1.

O senador Flávio Bolsonaro (PL), filho do presidente, foi quem tomou a iniciativa de defender o veto. No mês passado, ele disse que o pai havia vetado a isenção “para não incorrer em crime de responsabilidade fiscal”.

O alvo da iniciativa são empresas de hotelaria, cinemas, casas de eventos, salões de feiras, festas e bufês. A isenção, se aprovada, também beneficia agências de viagens, transportadoras de turismo, parques temáticos, acampamentos e hotéis, pensões, e outros meios de hospedagem.

A renúncia de receitas foi estimada em R$ 3,2 bilhões para este ano e os parlamentares devem deliberar sobre o veto no dia 16 de fevereiro.

Segundo Sampaio, os impostos que mais impactam a atividade são: Imposto de Renda, PIS e Confis e a CSSL. No âmbito municipal o ISS, incluindo o que incide sobre o cachê de atrações artísticas.

O presidente da Asseeam disse que a medida também prevê parcelamento de dívidas tributárias, compensação de parte dos prejuízos com a pandemia e duas linhas de créditos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

“Vamos aguar o governo federal definir o que deixará de ser votado”, ponderou o presidente da Asseeam.

Texto Emerson Medina

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Saiba avaliar os custos envolvidos na compra da casa própria

Os gastos com a casa própria vão além do financiamento e precisam constar do planejamento, incluindo os gastos fixos mensais com água, luz, gás e internet.

28 de maio de 2022

Em Manaus, empresa oferta vagas de emprego na área da Segurança

A empresa não recebe currículos por e-mail ou contato telefônico e a candidatura é feita somente online, por meio de um perfil na rede social LinkedIn.

28 de maio de 2022

Fapeam inscreve propostas de CT&I em editais de R$ 25 milhões

Sete editais da Fapeam buscam o desenvolvimento de diversas cadeias produtivas do Estado com incremento da Ciência, Tecnologia e Inovação e recursos que somam R$ 25 milhões.

27 de maio de 2022

Programa Manaus + Agro contempla 70 produtores no ramal do Brasileirinho

Produtores rurais da região receberam alevinos, sementes e kits de agricultura familiar. Além disso, foram entregues 10 toneladas de ração para avicultores e piscicultores.

27 de maio de 2022

Ipea: Uma a cada quatro pessoas poderia trabalhar remotamente

Maioria dos trabalhadores que poderiam exercer atividades remotas é mulher (58,3%); branca (60%); com nível superior completo (62,6%); e tem idade entre 20 e 49 anos (71,8%).

27 de maio de 2022

Fundador do Grupo Digitron, Sung Un Song é o Industrial do Ano 2022

Título será concedido nesta sexta pela Fieam. Também serão homenageados os industriais Irani Bertolini e Gilberto Novaes e a empresa maior exportadora de 2021, a Recofarma.

27 de maio de 2022

Havan inaugura primeira megaloja em Manaus no dia 25 de junho

Nova Havan estará em anexo ao Shopping Manaus Via Norte. De acordo com a rede varejista, serão geradas 150 novas vagas de emprego diretos e cerca de 650 indiretos na capital.

27 de maio de 2022

5G poderá ser o ‘divisor de águas’ para a indústria do PIM, avalia Cieam

Segundo avaliação de representantes do setor, a nova tecnologia, caso implantada de forma satisfatória, poderá proporcionar agilidade ao processo produtivo, ao operacional.

27 de maio de 2022