fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Sicredi anuncia abertura de novas agências no estado do Amazonas

Quatro delas estão previstas para serem abertas já no próximo ano, sendo duas na capital Manaus e mais duas no interior, nos municípios de Parintins e Itacoatiara.

19 de outubro de 2021

Compartilhe

Até 2025, a instituição financeira planeja abrir 19 agências (Foto: Divulgação)

Com um ano de atuação no Estado do Amazonas, o Sicredi dá continuidade ao projeto de expansão e anuncia a abertura de novas agências no Estado. Até 2025, a instituição financeira cooperativa, por meio da cooperativa Sicredi Vale do Cerrado, planeja abrir 19 agências. Quatro delas estão previstas para serem abertas já no próximo ano, sendo duas na capital Manaus e mais duas no interior, nos municípios de Parintins e Itacoatiara.

Atualmente, a população manauara é atendida por duas agências, uma localizada no bairro Adrianópolis (desde setembro de 2020) e outra no Amazonas Shopping (desde julho deste ano), que juntas possuem uma carteira de crédito de R$ 135 milhões e somam mais de cinco mil associados, que usufruem não apenas de serviços financeiros.

Na área social, entre os principais projetos realizados pelo Sicredi estão o Programa A União Faz a Vida (que beneficia educadores e estudantes) e o Cooperação na Ponta do Lápis, com ações voltadas para educação financeira, além do Sicredi na Comunidade, uma plataforma digital que facilita o processo de solicitação de apoio por entidades que desenvolvem projetos de Patrocínio e Fundo Social.

“Estar em mais localidades é um dos objetivos do Sicredi, cujo propósito é o desenvolvimento dos seus associados e das comunidades onde está presente, e a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Somos uma instituição financeira cooperativa, de pessoas para pessoas”, destaca o presidente da cooperativa Sicredi Vale do Cerrado (que atende o Amazonas), Sérgio Dezordi, ao complementar que o associado é dono da cooperativa e participa de suas decisões, por meio de seu voto nas assembleias.

Entre os diferenciais do Sicredi, Dezordi ressalta ainda o relacionamento próximo e consultivo junto aos associados, a distribuição de resultados e a prática de taxas justas, se comparadas a outras instituições financeiras, diferenciais competitivos do cooperativismo de crédito.

Valor agregado

Os benefícios do cooperativismo de crédito passaram a ser mensurados pelo Sicredi, a partir das soluções financeiras oferecidas aos associados e das ações realizadas junto às comunidades. Chamado de Valor Agregado, a atuação do Sicredi entregou nada menos que R$ 4,9 bilhões à sociedade brasileira em 2020, o que demonstra e comprova o seu real interesse pelas comunidades. Nas regiões Centro-Oeste e Norte, que abrangem Mato Grosso, Pará, Rondônia, Acre e Amazonas, foram R$ 1,163 bilhão.

Esse valor é a soma dos Resultados (lucro da cooperativa) distribuídos aos associados e da remuneração sobre o capital; da economia com taxas obtidas pelos associados nas operações realizadas na instituição financeira se comparada à taxa média de mercado; e dos projetos locais (patrocínios, Fundo Social e Programa A União Faz a Vida) desenvolvidos nos municípios.

Outras ações realizadas incluem o Dia de Cooperar (Dia C), evento anual junto à Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), para celebrar o voluntariado. Este ano, as cooperativas se uniram para o combate à fome e desigualdades. Só em Manaus, mais de seis toneladas de alimentos foram destinadas a famílias em situação de vulnerabilidade. Além disso, a cooperativa destinou mais de R$ 50 mil a instituições de saúde para o combate à Covid-19.

Francisco Motta, diretor-executivo da cooperativa, acrescenta que o Sicredi quer mostrar ao Amazonas a força que o cooperativismo pode proporcionar no desenvolvimento local.

“Atualmente, 39 dos 51 municípios de atuação do Sicredi Vale do Cerrado estão em Manaus e planejamos ser 145 mil associados até 2025, o que demonstra a relevância do Estado em nosso Planejamento Estratégico”, comenta ao afirmar que a cooperativa tem um orçamento relevante de investimentos para o Amazonas nos próximos anos.

Impactos do cooperativismo

Com a chegada da instituição financeira cooperativa, a localidade tem a chance de experimentar novas oportunidades de desenvolvimento, como constatado por uma pesquisa encomendada pelo Sicredi e divulgada em 2020. De autoria da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o estudo avaliou dados econômicos de todas as cidades brasileiras com e sem cooperativa de crédito entre 1994 e 2017 e cruzou informações do IBGE.

Evidenciou que o cooperativismo de crédito incrementa o PIB per capita dos municípios em 5,6%, cria 6,2% mais vagas de trabalho formal e aumenta o número de estabelecimentos comerciais em 15,7%, o que estimula o empreendedorismo local.

A pesquisa também calculou o Multiplicador do Crédito Cooperativo, um coeficiente que indica o impacto do crédito concedido pelas cooperativas no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro – cada R$ 1,00 concedido em crédito gera R$ 2,45 no PIB da economia e a cada R$ 35,8 mil concedidos pelas cooperativas, uma nova vaga de emprego é criada no país.

De acordo com a Fipe, a inclusão financeira de famílias, pequenos produtores e empresas, forma um ciclo virtuoso que fomenta o empreendedorismo local, reduz desigualdades econômicas e aumenta a competitividade e a eficiência no sistema financeiro nacional.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 25 estados* e no Distrito Federal, com mais de 2.000 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

*Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Inflação medida pelo IPC-S sobe para 1,08% em novembro, diz FGV

Alta da taxa de outubro para novembro foi puxada por apenas dois dos oito grupos de despesas que compõem o IPC-S. Inflação de transportes mais do que duplicou no período.

1 de dezembro de 2021

Carnaval e Covid: empresários temem perder mais vidas e não vendas

Empresários consideram que o possível cancelamento do carnaval poderá afetar o faturamento dos setores. Porém, destacam que o momento é de prevenção à saúde pública.

1 de dezembro de 2021

Garimpo no Madeira expõe falta de alternativas no interior, diz Sidney Leite

Segundo Sidney Leite, a cadeia produtiva da mineração beneficia a mais de 38 mil famílias que trabalham na calha do Madeira, principalmente nas proximidade de Humaitá.

30 de novembro de 2021

No Brasil, desemprego cai 1,6 ponto percentual e atinge 12,6%

Número de pessoas em busca de emprego no país recuou 9,3% e, com isso, chegou a 13,5 milhões. Os ocupados tiveram um crescimento de 4%, alcançando 93 milhões de pessoas.

30 de novembro de 2021

Produtor terá acesso a linhas de crédito especiais durante Expoagro

Ao menos cinco instituições financeiras vão participar da Exposição Agropecuária ofertando linhas de crédito em condições especiais para o produtor rural do Amazonas.

30 de novembro de 2021

Desemprego cai, mas informalidade ainda atinge 59% dos amazonenses

Taxa de desocupação do estado caiu 2,3 pontos percencetuais no 3º trimestre, passando de 15,8%, entre abril e junho, para 13,4% entre julho e setembro, segundo dados do IBGE.

30 de novembro de 2021

Sob expectativa do público, Havan não tem data de inauguração em Manaus

A empresa se restringiu em informar que a unidade da Havan será inaugurada em 2022 e que os planos foram afetados pela pandemia e por reflexos no setor de construção civil.

30 de novembro de 2021

Conhecimento é vital para a sobrevivência de empresas, diz especialista

O prof. Marcelo Miyashita, um dos mais reconhecidos profissionais de marketing do país, estará em Manaus ministrando dois cursos sobre Networking e Gestão de Atendimento.

30 de novembro de 2021