fbpx

sexta, 24 de setembro de 2021

Porto Chibatão receberá investimentos de R$ 36,9 milhões

Recursos devem ser utilizados para a melhoria da infraestrutura do Porto Chibatão e da estação Rio Amazonas Terminais, além de aquisição de novos equipamentos.

9 de julho de 2021

Compartilhe

Contrato foi assinado pelo Ministério de Infraestrutura (Foto: Reprodução)

Contrato assinado pelo Ministério da Infraestrutura prevê investimentos no Terminal de Uso Privado (TUP) Chibatão Navegação e Comércio Ltda no valor de R$ 36,9 milhões. No total, 11 contratos foram assinados destinando R$1,4 bilhão aos portos em todo o país, valor proveniente de recursos privados para melhorias em infraestrutura.

O Ministério também assinou outro contrato referente ao Amazonas, mas sem previsão de novos repasses de recursos. O documento autoriza a prorrogação do cronograma físico-financeiro do contrato assinado em 2017 que previa, na época, R$ 6 milhões em investimentos à Estação de Transbordo de Carga (ETC) Rio Amazonas Terminais e Empreendimentos Ltda.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, os recursos devem ser utilizados para a melhoria da infraestrutura do porto Chibatão e da estação Rio Amazonas Terminais, além de aquisição de novos equipamentos, entre outras benfeitorias.

A pasta não soube informar a previsão de reflexo no transporte de cargas, no estado, decorrente dos investimentos e citou que, anualmente, mais de 60 milhões de toneladas de carga sólida devem circular pelos TUPs instalados nos oito estados, objetos dos contratos assinados, dentre eles, o do Amazonas.

Terminais estão distribuídos em oito estados

Os contratos se referem a terminais localizados nas cidades de Aracruz (ES), Barcarena e Itaituba (PA), Itaguaí (RJ), Jaguarão (RS), Manaus (AM), Maragogipe (BA), Santana (AP) e São Luís (MA).

Os documentos foram assinados com as empresas WSAM, Edlog & Zport, Imetame, Porto São Luiz, Rio Amazonas, Hidrovias do Brasil, PLA, Chibatão, Enseada, Porto Sudeste e Plataforma Logística do Amapá.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

CNC: comércio terá a melhor contratação de temporários desde 2013

Para 2021, a expectativa é de mais de 94,2 mil vagas para atender o movimento sazonal de fim de ano. Segundo previsão da CNC, as vendas deverão crescer 3,8% no Natal.

24 de setembro de 2021

Índice de Preços ao Consumidor tem variação de 1,14% em setembro

Com isso, o IPCA-15 apresenta a maior variação mensal desde fevereiro de 2016, quando encerrou em 1,42%. Variação mensal deste mês foi a maior para setembro desde 1994.

24 de setembro de 2021

Preços de mercadorias e combustíveis pressionam os pequenos negócios

De acordo com a 12ª edição da Pesquisa de Impacto da Pandemia nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV, esses são os principais gastos das empresas.

24 de setembro de 2021

Mentoria ‘Gestão 4.0 Amazônia’ foca em empresários e executivos

Evento, que acontece nos dias 1° e 2 de outubro em Manaus, tem como objetivo elevar a capacidade técnica e as habilidades de empresários e altos executivos da cidade.

24 de setembro de 2021

Indústria e comércio devem puxar contratos temporários no trimestre

Indústria mantém projeção de aumento na oferta de trabalho temporário mesmo em meio à falta de insumos. Comércio também prevê admitir cerca de 3 mil trabalhadores temporários

24 de setembro de 2021

Prazo para prova de vida de servidores aposentados acaba dia 30

Comprovação de vida deve ser feita na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento. Necessidade dessa comprovação foi suspensa de março de 2020 a junho de 2021.

24 de setembro de 2021

Nilton Lins lança programa de formação superior em Turismo Sustentável

Programa será realizado na modalidade de ensino a distância (EAD) e é voltado para estudantes e profissionais que já atuam na área, principalmente nos municípios do interior.

24 de setembro de 2021

Preço do gás de cozinha pode superar os R$ 100 em novo reajuste

Alta acumulada de 96% nos preços do propano, matéria-prima para o gás de cozinha, no mercado internacional em 2021 já pressiona o preço do combustível aqui no Brasil.

24 de setembro de 2021