fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Passagens aéreas, Uber e 99 devem ficar mais caros neste mês

Plataformas da transporte por app anunciaram formas de compensar os gastos de motoristas após preço da gasolina subir. Alta do querosene também encarece passagens aéreas.

14 de março de 2022

Compartilhe

Alta dos combustíveis encarece viagens aéreas e por app (Foto: Reprodução)

Quem depende do transporte por aplicativo também vai sentir no bolso os impactos do reajuste nos preços dos combustíveis, anunciado na última sexta-feira (11) pela Petrobras.

As principais plataformas da transporte já anunciaram formas de tentar compensar os gastos dos motoristas parceiros. Esses custos, é claro, serão repassados aos passageiros.

A Uber, por exemplo, anunciou aumento temporário de 6,5% no preço das corridas a partir desta semana. Segundo a companhia, a ideia é ajudar os motoristas a lidar com os custos operacionais que estão mais caros.

Além disso, a 99 garantiu acréscimo de 5% no valor pago por quilômetro rodado aos motoristas, o que também deverá ter impacto direto nos custos das viagens. De acordo com a plataforma, o reajuste deverá ser implementado já nesta semana nas 1.600 cidades onde a empresa opera. Além disso, a 99 estuda a concessão de uma espécie de subsídio para compensar a volatilidade nos preços dos combustíveis e evitar que os motoristas sofram com o ritmo de altas e baixas do mercado.

Viagens aéreas

Além de andar de carro, viajar de avião também deve ficar mais caro com a alta no preço internacional do petróleo. Isso porque o querosene de aviação ficou mais caro.

O combustível, que também é derivado do petróleo, responde por um terço dos custos das linhas aéreas e tem mais de 50% de seus preços no Brasil indexados ao dólar, segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

Com isso, as companhias Gol, Latam e Azul preparam reajuste nos preços das passagens aéreas ainda para o mês de março.

Da redação

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Com R$ 195 bilhões, Receita bate recorde de arrecadação em abril

No quadrimestre (de janeiro a abril de 2022), a arrecadação da Receita Federal alcançou o valor de R$ 743,2 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,05% pelo IPCA.

26 de maio de 2022

Redução do ICMS: Bolsonaro sinaliza veto a compensação para estados

Bolsonaro disse que compensação, prevista em projeto aprovado na Câmara que limita ICMS da energia e de combustíveis, "não tem cabimento" e que poderá vetar o dispositivo.

26 de maio de 2022

Criticado até por bolsonarista, salário mínimo de R$ 1.212 é aprovado

Valor já está em vigor desde o primeiro dia do ano, quando Bolsonaro editou a medida provisória. A proposta, no entanto, precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

26 de maio de 2022

Wilson Lima anuncia investimentos de quase R$ 25 milhões para CT&I

Por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeam), os recursos serão aplicados em sete editais, sendo seis inéditos, de programas de apoio a pesquisas científicas.

26 de maio de 2022

Para economistas, ICMS em 17% terá pouco impacto na redução de preços

Economistas acreditam que projeto que estipula teto de 17% na cobrança de ICMS não resultará em redução expressiva no preço do combustível, com queda de até 5% nos preços.

26 de maio de 2022

Novamed anuncia expansão no PIM com investimento de R$ 50 milhões

Empresa pretende aumentar a produção de 1 bilhão e 100 milhões de comprimidos/mês para 1 bilhão e 400 milhões/mês, além da garantia de cerca de 900 postos de trabalho.

26 de maio de 2022

Indígenas Tikuna participam de oficina de artesanato em Benjamin Constant

O Workshop, promovido em parceria com o Sebrae Amazonas, contou com a presença de consultores de artesanato do Ceará, do Espírito Santo, Colômbia e Brasília.

26 de maio de 2022

Caixa amplia em até 21,4% subsídio do programa Casa Verde Amarela

Percentuais vão variar de 12,5% a 21,4%. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, acréscimo varia conforme região, renda familiar e população do município.

26 de maio de 2022