fbpx

sexta, 27 de maio de 2022

Com gasolina cara, motoristas pressionam prefeitura por subsídios

As altas seguidas no preço dos combustíveis reduzem cada vez mais a margem de lucro de quem trabalha no setor de transportes de passageiros.

11 de março de 2022

Compartilhe

Motoristas recorrem à prefeitura para pedir subsídios (Foto: Reprodução)

As altas seguidas no preço dos combustíveis reduzem cada vez mais a margem de lucro de quem trabalha no setor de transportes de passageiros. No segmento de transporte por aplicativo, a cada mês, cerca de 70 a 100 motoristas deixam a profissão e migram para outra atividade econômica em busca de renda. Na mesma esteira, taxistas sentem os reflexos e afirmam que já recorreram à Prefeitura para solicitar recomposição da bandeira tarifária.

Nesta sexta-feira (11), o preço do litro da gasolina pode ser encontrado por preços entre R$7 e R$7,59, conforme verificado pela reportagem.

Segundo o presidente da Associação dos Motoristas e Entregadores por Aplicativo do Estado do Amazonas, Alexandre Matias, mensalmente entre 70 e 100 motoristas por aplicativo deixam a atividade e migram para outro ramo de atuação. A desistência, segundo ele, é por conta dos menores ganhos, decorrentes do aumento no preço dos combustíveis e maior desconto por parte das empresas detentoras do sistema de transporte.

Matias informa que a categoria realizará uma manifestação na próxima segunda-feira (14), em frente à sede da Prefeitura para pedir subsídios à atuação da categoria. Entre os pleitos, os motoristas solicitam a inclusão da categoria para operação por meio do aplicativo Use Taxi, plataforma moderada pelo município e que desconta apenas 5% do valor da corrida para a gestão municipal.

“O preço dos combustíveis aumenta e torna muitas viagens desvantajosas para os motoristas. As plataformas de aplicativo cobram 35% e 55% do valor total da viagem e torna a atividade quase inviável. Vamos até à Prefeitura solicitar ajuda por meio da inclusão na plataforma Use Taxi e também pedir que o município legalize, controle a mobilidade urbana por meio do transporte por aplicativo. Incentivo à instalação do Gás Natural Veicular também estará na pauta”, adiantou.

Taxistas querem reajuste de bandeira tarifária

O presidente do Sindicato dos Condutores Autônomos e Taxistas de Manaus (Sintax-AM), José Carlos Sousa, comentou que apesar da demanda crescente, os taxistas sentem os impactos do aumento no preço da gasolina a cada dia ao registrarem redução na margem de lucro. Ele afirma que a situação é agravada pela falta de reajuste das bandeiras tarifárias, estabelecidas pelo município.

“Não há reajuste para a categoria desde 2015 e com os preços atuais está ficando insustentável. Estamos pleiteando a recomposição tarifária e a prefeitura está estudando a situação. O sindicato conta com mais de quatro mil permissionários, mas desse total, cerca de 2,5 mil a 3 mil estão em atividade”, informou.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

Com R$ 195 bilhões, Receita bate recorde de arrecadação em abril

No quadrimestre (de janeiro a abril de 2022), a arrecadação da Receita Federal alcançou o valor de R$ 743,2 bilhões, o que representa um acréscimo de 11,05% pelo IPCA.

26 de maio de 2022

Redução do ICMS: Bolsonaro sinaliza veto a compensação para estados

Bolsonaro disse que compensação, prevista em projeto aprovado na Câmara que limita ICMS da energia e de combustíveis, "não tem cabimento" e que poderá vetar o dispositivo.

26 de maio de 2022

Criticado até por bolsonarista, salário mínimo de R$ 1.212 é aprovado

Valor já está em vigor desde o primeiro dia do ano, quando Bolsonaro editou a medida provisória. A proposta, no entanto, precisava ser confirmada pelo Congresso Nacional.

26 de maio de 2022

Wilson Lima anuncia investimentos de quase R$ 25 milhões para CT&I

Por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapeam), os recursos serão aplicados em sete editais, sendo seis inéditos, de programas de apoio a pesquisas científicas.

26 de maio de 2022

Para economistas, ICMS em 17% terá pouco impacto na redução de preços

Economistas acreditam que projeto que estipula teto de 17% na cobrança de ICMS não resultará em redução expressiva no preço do combustível, com queda de até 5% nos preços.

26 de maio de 2022

Novamed anuncia expansão no PIM com investimento de R$ 50 milhões

Empresa pretende aumentar a produção de 1 bilhão e 100 milhões de comprimidos/mês para 1 bilhão e 400 milhões/mês, além da garantia de cerca de 900 postos de trabalho.

26 de maio de 2022

Indígenas Tikuna participam de oficina de artesanato em Benjamin Constant

O Workshop, promovido em parceria com o Sebrae Amazonas, contou com a presença de consultores de artesanato do Ceará, do Espírito Santo, Colômbia e Brasília.

26 de maio de 2022

Caixa amplia em até 21,4% subsídio do programa Casa Verde Amarela

Percentuais vão variar de 12,5% a 21,4%. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, acréscimo varia conforme região, renda familiar e população do município.

26 de maio de 2022