fbpx

quarta, 25 de maio de 2022

Justiça extingue ação que pedia anulação de venda da Reman

Na ação, movida pelos sindicatos dos mototaxistas, trabalhadores de petróleo e taxistas, entidades alegavam que a operação representa a quebra absoluta do monopólio da União.

26 de abril de 2022

Compartilhe

Decisão que manteve a venda da Refinaria foi baseada em jurisprudência do STF (Foto: Reprodução)

O juiz Júlio Mansur, da 14ª Vara Federal do Rio de Janeiro, extinguiu a Ação Civil Pública ajuizada em maio do ano passado que pedia a anulação do processo de venda da  Refinaria Isaac Sabbá (Reman). A ação foi movida pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Petróleo e Derivados do Estado do Amazonas (Sindipetro-AM), Sindicato dos Profissionais Mototaxistas de Manaus (Sindmoto) e Sindicato dos Condutores Autônomos e Taxistas de Manaus (Sintax).

As entidades alegavam que a operação viola a Constituição Federal, pois representa a quebra absoluta do monopólio da União sobre a atividade de refino de petróleo e da lavra de gás natural. Fora que a venda da refinaria não teria atuação do Estado no monitoramento e fiscalização na gestão da atividade de refino pela compradora.

No entanto, a decisão que manteve a venda da Refinaria foi baseada em jurisprudência formada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo o magistrado, o STF entende que ao vender subsidiárias, “a Petrobras pretende realizar um plano de desinvestimento, buscando otimizar sua atuação e, consequentemente, garantir maior rentabilidade, eficiência e eficácia à empresa, o que constitui legítima opção gerencial do controlador acionário da estatal”.

Em agosto de 2021, a Petrobras anunciou a assinatura de contrato para venda da Refinaria Isaac Sabbá por US$ 189,5 milhões. O negócio foi firmado com a Ream Participações, constituída por sócios da Atem’s Distribuidora de Petróleo.

Da redação

Leia mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

‘Nosso Centro’ quer expandir empreendimentos na região central de Manaus

Programa da Prefeitura prevê a revitalização do centro histórico com a implantação dos projetos 'Mais Negócios', 'Mais Vida' e 'Mais História', ao longo dos próximos 3 anos.

25 de maio de 2022

Em apoio a petroleiros, parlamentares questionam venda da Reman no TCU

Deputado Zé Ricardo e o senador Jean Paul (PT/RN) acionaram o Tribunal de Contas da União solicitando medida cautelar para suspender o processo de privatização da refinaria.

25 de maio de 2022

Comércio do Amazonas teve alta de até 20% nas vendas do Dia das Mães

Mais da metade dos estabelecimentos do comércio disse que as vendas do Dia das Mães cresceram entre 11% e 20% com destaque para pagamento no cartão parcelado.

25 de maio de 2022

Programa do Cetam realiza curso de criação de startups em Itacoatiara

Programa Trilhas de Empreendedorismo Digital vai receber 40 alunos para três dias de imersão no processo de criação de startups. Curso começa nesta quarta-feira (25).

25 de maio de 2022

Wilson Lima institui Sistema de Informações de Custos do Amazonas

Com o Sica, o governo vai ampliar o rigor no controle das informações com o objetivo de melhorar a qualidade dos investimentos. O sistema funcionará de forma eletrônica.

25 de maio de 2022

Operadoras de telemarketing vão ao STF contra uso do prefixo 0303

Argumento é de que a norma viola a Constituição por supostamente afetar o exercício de atividade empresarial e prejudicar a livre iniciativa e a busca do pleno emprego.

25 de maio de 2022

Fieam aponta distorção e afirma que ‘lista misteriosa’ prejudica o PIM

Fieam considera que a lista de produtos elaborada pela Suframa e pelo Ministério da Economia não atende às necessidades do PIM. Presidente da entidade demonstra preocupação.

25 de maio de 2022

Resultado preliminar do concurso público da PGE-AM é divulgado

Provas ocorreram no dia 17 de abril, quando quase oito mil candidatos concorreram a uma das 44 vagas ofertadas, sendo 37 para ampla concorrência e sete para PcDs.

25 de maio de 2022