fbpx

segunda, 04 de julho de 2022

Com água de sobra, Amazonas paga a conta pela crise hídrica nacional

Por integrar o Sistema Interligado Nacional, estado também será afetado por reajuste na bandeira tarifária vermelha patamar 2, a partir de julho.

30 de junho de 2021

Compartilhe

A partir de julho, tarifa de energia terá reajuste. (Foto: Reprodução)

Apesar de ser favorecido pelo expressivo potencial hídrico, o Amazonas também ‘paga a conta’ pela escassez de água que atinge as demais regiões do país e afeta o sistema de geração de energia. O estado integra o Sistema Interligado Nacional (SIN) e a partir de julho sofrerá reajuste na bandeira tarifária vermelha patamar dois, de 52% a cada 100 kWh consumidos.

Conforme anúncio feito pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), na terça-feira (29), a cobrança passou de R$6,24 para R$9,49 a cada 100 kWh consumidos, o que representa uma alta de 52%.

Ao ser questionada sobre o motivo da incidência da cobrança ao Amazonas, ao considerar que é um estado com potencial hídrico e que consequentemente pode contribuir para a geração de energia, a Aneel informou que independentemente do favorecimento hídrico ou não da região, os custos são divididos entre os estados.

Até o fechamento da edição a Aneel não confirmou quais cidades ou estados não integram o SIN e estão excluídos das cobranças das bandeiras tarifárias.

Confira a nota da Aneel na íntegra:

“O Sistema Elétrico brasileiro é interligado. Nesse sentido, ainda que a condição hidrológica, em determinado ano, seja mais severa em uma determinada região, quando comparada com as demais, o fato é que ela afetará o custo de geração em todo o país, sobretudo se for naquelas bacias hidrográficas onde estão instalados os principais reservatórios de hidrelétricas. Daí a importância de todos os consumidores brasileiros receberem a sinalização de preços correta, no momento correto”.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

Leia mais sobre Economia & Negócios

BNDES reúne bancos de desenvolvimento globais na ExpoAmazônia

Tema sustentabilidade norteou boa parte das discussões ao longo dos objetivos principais da ExpoAmazônia sediada em Manaus.

3 de julho de 2022

Alta da Selic atrai investidores para renda fixa isenta de Imposto de Renda

Com a alta da taxa básica de juros, o mercado tem oferecido aos investidores títulos emitidos por grandes empresas, sem cobrança de impostos, com retorno real.

3 de julho de 2022

Petrobras tem trabalhadores e bancos como minoritários no Governo Bolsonaro

Acionistas viraram alvo de Jair Bolsonaro em meio à crise provocada pelas conturbadas trocas de comando na Petrobras, que resiste em elevar os preços dos combustíveis.

3 de julho de 2022

Infraestrutura de conectividade pauta palestra na ExpoAmazônia

Diretor de projetos do Ministério das Comunicações disse que leitos dos rios é a forma mais sustentável de implantar cabos subfluviais para conectar internet na Amazônia.

3 de julho de 2022

Receita Federal alerta para golpe do falso IOF antecipado via Pix

A Receita Federal informa que jamais fornece dados para recolhimento de tributos ou de taxas via transferência. Os fraudadores fornecem documentos falsos de notificação.

2 de julho de 2022

Aumenta o número de brasileiros endividados acima de 60 anos

Ao todo, o país tem 66,1 milhões de endividados – recorde da série histórica iniciada em 2016. Antes, o pico do endividamento foi atingido em abril de 2020, com 65,9 milhões.

2 de julho de 2022

Leis que beneficiam policiais e professores são sancionadas no AM

Governador do Amazonas beneficia policiais civis com equiparação da aposentadoria e professores da rede pública estadual de ensino com 14º e 15º salários.

2 de julho de 2022

Manaus vai sediar maior evento de networking de Tecnologia e Inovação

Estão abertas as inscrições para o ‘AATEC Day 2022’, evento gratuito voltado para gestores e profissionais de Tecnologia e Inovação. Evento vai acontecer em 23 de julho.

1 de julho de 2022