terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Dólar alto reduziu importação e impulsionou produção de pneus no PIM

Sindicato afirma que a elevação da moeda estrangeira inibiu a compra dos pneus importados e a demanda precisou ser suprida pela indústria nacional.
COMPARTILHE
pneus
O empreendimento já é tido pela Suframa como uma das principais referências no processo de interiorização dos incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus (ZFM). (Foto: Divulgação)

A demanda aquecida e a redução expressiva da importação por conta do aumento do dólar impulsionaram a fabricação e o faturamento do segmento de pneus no Polo Industrial de Manaus (PIM). Conforme os indicadores de desempenho do PIM, de janeiro a julho deste ano o setor faturou R$271,5 milhões, o que representa incremento de 73,74% em relação a igual período de 2020.

O presidente do Sindicato das Indústrias de Artefatos de Borracha e Recauchutagem do Amazonas, Sebastião Cavalcante Júnior, que também é proprietário da Recauchutadora Elo Ltda, explica que a elevação da moeda estrangeira inibiu a compra dos pneus importados e a demanda precisou ser suprida pela indústria nacional.

“A pandemia afetou toda a cadeia produtiva. Houve paralisação de fábricas, o valor do frete disparou e dificultou a importação, o preço dos insumos segue elevado o que consequentemente gera o aumento no preço do produto final. Somente neste ano o preço do pneu sofreu reajuste de mais de 40%”, comentou o empresário.

Conforme Cavalcante, o PIM conta com apenas uma fabricante de pneus, a Michelin, e mais nove indústrias de recapagem, que operam na recuperação de pneus usados. O trabalho consiste na reposição de cerca de 20% a 25% da banda de rodagem do produto.

O presidente acredita que a produção de pneus novos, assim como a produção em recapagem deverá seguir aquecida pelos próximos meses por conta da retomada das atividades econômicas no pós-pandemia. A expectativa é de maior faturamento para o setor neste ano em relação a 2020.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

“Notamos um aumento considerável na demanda por pneus para motos e bicicletas. Esse aumento na procura pelo produto veio acompanhado do retorno das atividades econômicas”.

A reportagem tentou contato com a fabricante Michelin, mas até o fechamento da edição não obteve resposta.

Texto: Priscila Caldas

Leia Mais:

COMPARTILHE