fbpx

domingo, 23 de janeiro de 2022

FEI beneficiou mais de mil famílias de comunidades e aldeias em 2021

Fundação Estadual do Índio (FEI), distribuiu mais de 119 toneladas de cestas básicas em comunidades e aldeias indígenas do Amazonas em 2021.

1 de janeiro de 2022

Compartilhe

O Governo do Amazonas, por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI), distribuiu mais de 119 toneladas de cestas básicas em comunidades e aldeias indígenas do Amazonas em 2021. Além disso, prestou assistência social com serviços do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e atendimentos psicoterapêuticos para mais de 1.234 famílias.

Para o diretor-presidente da FEI, Zenilton Mura, os serviços e as entregas de alimentos foram essenciais para o progresso dos povos indígenas.

“A FEI vem cumprindo o seu papel de servir os parentes de maneira fundamental para o progresso e o sustento de suas etnias. Há quase 2 anos estamos enfrentando a pandemia de Covid-19 que desacelerou muitos dos serviços que nós oferecemos, entretanto, não paramos de buscar as melhores maneiras de atender à necessidade deles”, disse.

Somente no período de 11 meses, de janeiro a novembro, a FEI já atendeu mais de 1.234 famílias que buscaram os serviços de INSS e psicoterapia. Além do atendimento presencial, os serviços continuam ativos via WhatsApp, que facilita o acesso de indígenas que se encontram em comunidades afastadas de Manaus, mas que continuam recebendo a assistência e orientação necessárias.

Segundo a assistente social da Fundação, Ana Paula Nunes, os atendimentos são bastante procurados, pois muitos deles não tinham conhecimento dos direitos que têm.

“Recebemos muitas pessoas que buscam por conhecimento daquilo que ouviram falar, mas que não tinham certeza. Dessa maneira nós ajudamos e orientamos da melhor maneira possível a realizar um serviço eficiente e com o atendimento via WhatsApp, também podemos ajudar a solucionar os problemas de maneira eficaz”, comentou.

Ajuda Humanitária – Por meio do programa Ajuda Humanitária, a FEI distribuiu mais de 119 toneladas de alimentos, dentre eles pescado, carnes, frutas e farinha. A Fundação contou com a parceria de outros órgãos para que fosse feita a distribuição destes alimentos de janeiro a novembro de 2021.

As distribuições de cestas básicas durante o ano ocorrem com o intuito de amenizar os impactos causados pela pandemia nas comunidades, associações, aldeias situadas no interior e capital amazonense. A elevação das bacias dos rios Negro, Japurá e Solimões, em período de cheia, ocasionou a suspensão da produção agrícola familiar voltada aos indígenas. Após a vazante dos rios, comunidades que trabalham com pescado e transporte fluvial para a capital, sofreram com o aumento dos valores dos produtos alimentícios.

Também como maneira de combater a proliferação da Covid-19, ao longo do ano a FEI prestou apoio na distribuição de kits para higiene pessoal, como álcool em gel e máscaras de proteção facial.

Leia mais:

Leia mais Dia a Dia

Covid mata 4x mais crianças de 0 a 4 anos no Brasil que maiores que 5

Oficialmente, o Brasil registrou 1.544 mortes de crianças de 0 a 11 anos. Faixa etária já pode ter atingido 3.249 óbitos e 92.837 internações desde o início da pandemia.

23 de janeiro de 2022

Exame para checar níveis de vitamina D no organismo agora é obrigatório

A medida, sancionada pelo governador Wilson Lima, orienta que médicos da rede pública de Saúde incluam nos exames de rotina checagem das dosagens da vitamina no corpo.

23 de janeiro de 2022

Belém adia volta presencial às aulas na rede pública de ensino

Decisão foi tomada após a identificação de casos de síndromes gripais entre trabalhadores da educação. Aulas serão retomadas na próxima segunda-feira (24) de forma remota.

23 de janeiro de 2022

Fiocruz Amazônia realiza evento pelo mês da Visibilidade Trans

O evento reforça a necessidade de respeito ao movimento trans e a importância da promoção de cidadania entre mulheres e homens travestis e transexuais.

23 de janeiro de 2022

Roteirista da Turma da Mônica, amazonense Romahs lança obra sobre felinos

Livro “Todos os meus gatos de volta” conta uma aventura tendo como personagens as várias representações mitológicas ou religiosas de felinos em culturas de outros povos.

23 de janeiro de 2022

Novo Centro de Testagem realizou exames em mais de 10 mil pessoas

Do dia 19 de janeiro até este sábado (22), o número de exames do tipo antígeno realizados no espaço foi de 10.533, sendo 5.387 com resultados positivos e 5.146 negativos.

23 de janeiro de 2022

ANAC dá primeira autorização para entrega comercial usando drones

Empresa contemplada foi a companhia Speedbird. Poderão ser carregadas cargas de até 2,5 quilos em um raio de até 3 quilômetros. Autorização contempla áreas rurais e urbanas.

23 de janeiro de 2022

Reforço de marca diferente é mais eficaz para vacinados com CoronaVac

Voluntários em São Paulo e Salvador que receberam doses da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, em um intervalo de seis meses antes do início do estudo.

23 de janeiro de 2022