fbpx

sábado, 31 de julho de 2021

Águas de Manaus é multada em R$ 2 mi, mas consegue se livrar de processos

Concessionária obteve quatro decisões favoráveis contra as sanções aplicadas pela Ageman que impedem o Poder Executivo municipal de executar as multas.

15 de junho de 2021

Compartilhe

Empresa sofreu multas por falta de fornecimento no bairro Gilberto Mestrinho e outras quebras no contrato (Foto: Divulgação)

Após ser multada em aproximadamente R$ 2 milhões pelo descumprimento do contrato de concessão firmado com a Prefeitura de Manaus, a empresa Águas de Manaus, responsável pelos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário da capital, conseguiu na Justiça se livrar das sanções aplicadas pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman).

O Conselho Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (CMR) julgou e validou as sanções aplicadas pela Ageman. Mas a concessionária permaneceu discordando das penalidades sofridas e após recorrer à Justiça obteve quatro decisões que impedem a execução das multas pela Prefeitura.

As multas são resultantes de quatro processos instaurados pela agência de regulação referentes à não renovação das apólices dos seguros e garantias dos bens da concessionária no prazo contratualmente estabelecido; o descumprimento dos Planos de Exploração dos Serviços e o de Melhorias do saneamento, ambos referentes a 2018; e pelas irregularidades constatadas no fornecimento de água aos moradores da comunidade Grande Vitória, no bairro Gilberto Mestrinho, na zona Leste. 

O diretor-presidente da Ageman, Fábio Augusto Alho da Costa, esclarece que, em todos os quatro processos, foi assegurado o amplo direito à defesa e o contraditório para a empresa. Segundo ele, foi concedida a dilatação de prazo a pedido da concessionária, houve o recebimento e análise dos recursos administrativos interpostos pela empresa e o julgamento dos referidos recursos pelo CMR.

Posicionamento

Em nota enviada ao portal RealTime1, a concessionária Águas de Manaus esclareceu que em relação aos quatro processos instaurados pela Ageman, a “maior parte dos processos são relativos a fatos ocorridos antes de a empresa assumir a concessão dos serviços de água e esgoto na capital”.

Os trabalhos da empresa iniciaram em Manaus em junho de 2018. Ainda conforme a Águas de Manaus, as metas estabelecidas no contrato de concessão com a Prefeitura de Manaus estão sendo todas cumpridas e que “investiu mais de R$ 384 milhões na melhoria dos serviços de saneamento.”

A concessionária também afirmou que “mantém diálogo constante com a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Manaus e atendendo as solicitações da autarquia.”

Leia na íntegra a nota da concessionária Águas de Manaus:

A Águas de Manaus informa que apresentou defesa e prestou esclarecimentos nos quatro processos administrativos. A maior parte dos processos são relativos a fatos ocorridos antes de a empresa assumir a concessão dos serviços de água e esgoto na capital. Inclusive, todas as multas foram anuladas judicialmente pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), que acatou os argumentos da concessionária. Os trâmites processuais seguem.

Desde que começou a atuar em Manaus, em junho de 2018, a Águas de Manaus tem cumprido as metas estabelecidas no contrato de concessão e investiu mais de R$ 384 milhões na melhoria dos serviços de saneamento.

Entre as entregas, destacam-se novas estações de tratamento de esgoto, implantação de mais de 80 quilômetros de redes de água em áreas de vulnerabilidade (palafitas, rip-rap, becos) e aumento superior a 220% de beneficiários da Tarifa Social. Até o fim do contrato, o volume de investimento será superior a R$ 3 bilhões.

A empresa mantém diálogo constante com a Agência Reguladora de Serviços Públicos de Manaus e atendendo as solicitações da autarquia. Além disso, todos indicadores da Águas de Manaus também são auditados por órgãos independentes, o que confirma a boa prestação dos serviços da empresa na cidade.

Da Redação, com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais Dia a Dia

DPE-AM leva atendimento jurídico gratuito a Rio Preto da Eva

Atendimento jurídico gratuito da Defensoria Pública do Amazonas ocorreu durante três dias e alcançou 505 pessoas com atendimento nas áreas de Família e Registros Públicos.

31 de julho de 2021

Campanha Nota Premiada realiza mais um sorteio nesta segunda-feira

Para esta edição do sorteio foram gerados mais de 430 mil bilhetes de aproximadamente 11,6 mil contribuintes que solicitaram seus CPFs nas suas Notas Fiscais de Serviços.

31 de julho de 2021

BR-174 vai ganhar balança de fiscalização no quilômetro 8

Em 2021, a Sefaz-AM reativou o posto fiscal da BR-174 e o posto fiscal de Humaitá para evitar a evasão de divisas.

30 de julho de 2021

Faar visita sete municípios do AM para impulsionamento do esporte

Além de projetar novas estratégias, a Fundação Amazonas de Alto Rendimento anunciou um investimento de R$50 mil destinado a sete municípios do Amazonas.

30 de julho de 2021

Produtores serão beneficiados com pavimentação do ramal do Porto do Açaí em Guajará

O município de Guajará está situado na calha do Juruá, na região sudoeste do Amazonas, na fronteira com o Estado do Acre. Sua população, segundo dados do IBGE.

30 de julho de 2021

Profissionais do setor cultural têm até amanhã para solicitar auxílio

O benefício, assim como o prazo de solicitação, também se estende aos trabalhadores do Turismo e Esporte. Cada profissional receberá três parcelas de R$ 200.

30 de julho de 2021

Pescadores de Autazes recebem mais de 1,7 mil cestas básicas

Cada cesta contém 10 quilos de arroz, 4 quilos de feijão, 2 quilos de farinha de mandioca; 2 quilos de açúcar; e um quilo de flocos de milho, macarrão e leite em pó.

30 de julho de 2021

Pacientes com sequelas da hanseníase ganham sapatos adaptados no AM

A Fundação Alfredo da Matta vai iniciar a entrega dos calçados adaptados e personalizados na próxima semana; ação vai alcançar 300 pessoas.

29 de julho de 2021