sexta-feira, 12 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Bancada do AM e Guedes devem discutir decreto que prejudica ZFM

Parlamentares vão levar ao ministro da Economia decreto legislativo que susta a redução do Imposto de Importação sobre bicicletas.
COMPARTILHE
bancada amazonas reunião ministro Paulo Guedes

A bancada federal da Amazonas no Congresso Nacional aguarda, para as 18h (horário de Brasília) desta terça-feira (23), uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O objetivo do encontro é apresentar o projeto de decreto legislativo que susta os efeitos do decreto presidencial que diminui, gradativamente, de 35% para 20% as alíquotas do Imposto de Impostação que incide sobre as bicicletas.

Apesar de não constar da agenda oficial do ministro, a reunião foi confirmada pela assessoria do senador Omar Aziz (PSD), líder da bancada amazonense em Brasília.

Empregos ameaçados

Na prática, a decisão anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na última quarta-feira (17) pelas redes sociais, inviabiliza a produção nacional de bicicletas.

Só no Polo Industrial de Manaus (PIM), o setor é responsável pela geração de mais de 5 mil empregos diretos e indiretos.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

“O decreto é equivocado sob a lógica da proteção do emprego. Estamos falando de quase 400 indústrias espalhadas pelo Brasil, que estão não só na Zona Franca de Manaus, mas em Rondônia, Recife e Piauí. Como não temos, por conta do custo Brasil, como competir com a China, ele transfere milhares de empregos brasileiros para a China”, observou o vice-presidente da Câmara Federal, deputado Marcelo Ramos (PL).

Produção no PIM

A produção de bicicletas no Polo Industrial de Manaus (PIM) totalizou 56.981 unidades somente em janeiro de 2021, de acordo com dados da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

O volume é 44,6% maior às 39.400 bicicletas fabricadas em dezembro e 1% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado (56.410).

Importações

Ainda em janeiro, as importações em todo o território nacional totalizaram 7.646 bicicletas. Na comparação com dezembro, que teve 2.958 bicicletas importadas, a alta foi de 158,5%. Já em relação a janeiro do ano passado (9.314 unidades), houve retração de 17,9%.

De acordo com dados do portal Comex Stat, que registra os embarques totais de cada mês, analisados pela Abraciclo, a maioria das bicicletas veio da Ásia. A China respondeu pelo maior volume, com 6.238 unidades e 81,6% do volume total importado. Em seguida, vieram Taiwan (589 unidades e 7,7% do total importado) e Vietnã (475 unidades e 6,2%).

Brasil é o 4º maior produtor de bicicletas do mundo

Ainda segundo dados da Abraciclo, em 2020 o Brasil foi o quarto maior produtor mundial de bicicletas, com produção anual de 2,5 milhões de unidades.

Reportagem: Lucas Raposo

Leia mais:

COMPARTILHE