sexta-feira, 12 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Wilson determina apoio psicossocial às famílias das vítimas de Manacapuru

O governador esteve no município, na manhã desta segunda-feira (29), acompanhando o trabalho das equipes do Governo do Amazonas na assistência aos feridos.
COMPARTILHE
Governo

O governador do Amazonas, Wilson Lima, determinou à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) que ofereça suporte social e psicológico às famílias das vítimas do acidente com um guindaste ocorrido durante o 24º Festival de Cirandas de Manacapuru, na noite deste domingo (28).

O governador esteve no município, na manhã desta segunda-feira (29), acompanhando o trabalho das equipes do Governo do Amazonas na assistência aos feridos e reforçou que toda a estrutura do estado foi disponibilizada, ainda na noite de domingo, para o atendimento das vítimas.

Pela manhã, equipes da Seas atenderam as famílias no Hospital Geral Lázaro Reis e, agora a tarde, seguem para os Hospitais 28 de Agosto, João Lúcio e Platão Araújo, onde outras vítimas estão recebendo atendimento.

Acompanhado de autoridades da saúde, cultura e segurança, Wilson Lima conversou com os representantes das agremiações do festival. Até o meio dia de hoje, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) coordenou a transferência de 17 vítimas para hospitais da capital. O governador destacou que a rapidez no atendimento aos feridos foi essencial para evitar um cenário mais grave.

“Nós montamos aqui um Centro Integrado de Comando e Controle e ação rápida dos policiais militares, dos homens do Corpo de Bombeiros, foi determinante para que nada mais grave pudesse acontecer. A retirada das pessoas do Cirandódromo aconteceu sem tumulto e de acordo com aquilo que havíamos planejado”, afirmou.

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Sobre a apuração do incidente e atuação dos órgãos, ele destacou que as equipes de perícia, por meio da Polícia Civil e Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), já iniciaram o trabalho de investigação.

“Os peritos já estão em campo para apurar a questão das responsabilidades. A documentação do evento e também da operacionalização do evento já foi entregue, inclusive para o Ministério Público aqui no município de Manacapuru”, acrescentou.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

COMPARTILHE