terça-feira, 23 de julho de 2024

faça parte da Comunidade RT1

Projetos no AM são contemplados no Petrobras Socioambiental

Estatal divulgou o resultado da seleção de projetos beneficiados pelo Petrobras Socioambiental
COMPARTILHE
Banco de sementes da Universidade Federal do Amazonas
Banco de sementes da Universidade Federal do Amazonas terá incentivo para desenvolver projeto em Barreirinha, no baixo Amazonas

A Petrobras anunciou, nesta terça-feira (22), os 31 projetos contemplados na primeira fase da Seleção Pública Petrobras Socioambiental 2023. O anúncio dos vencedores foi feito na Sala Cecília Meireles, na Lapa, no Rio de Janeiro. Dos 31 projetos, cinco terão atuação no Amazonas.

O projeto “Dignidade para a infância”, da Associação Beneficente O Pequeno Nazareno, é um dos contemplados pelo Petrobras Socioambiental 2023. O trabalho envolve educação social de meninos e meninas de ruas, acompanhamento familiar, inserção para o trabalho e esporte e participação.

Além de Manaus, o “Dignidade para a infância” será também aplicado nos Estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Maranhão, na região Nordeste, e no Amapá e Pará, aqui no Norte, tudo com recursos do Petrobras Socioambiental.

Leia mais:

Brics: Amazonas pode acessar recursos para projetos sustentáveis

Receba notícias do RT1 em primeira mão
quero receber no Whataspp
Quero receber no Facebook
Quero receber no Instagram

Onda de calor: Manaus deve bater 39º C nesta semana

O segundo projeto aprovado pelo Petrobras Socioambiental no Amazonas é o “Programa Pesca para Sempre 3.0”, desenvolvido pela ong Rare Brasil, que atuará ainda nos Estados do Amapá e Pará. O programa busca estimular práticas sustentáveis de manejo da pesca de diversas espécies.

A Rare Brasil foca em sete dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) da ONU: Erradicação da Pobreza, Fome Zero e agricultura sustentável, Igualdade de gênero, Ação contra a mudança global do clima, Vida na água, Paz, Justiça e instituições eficazes e Parcerias e meios de implementação.

Com atuação no município de Coari, onde a Petrobras atua na Província Petrolífera de Urucu, o projeto “Costa do Juçara: Biodiversidade Amazônica e Floresta em Pé” é desenvolvido pela Associação Comunitária dos Produtores Rurais da Comunidade Nossa Senhora Aparecida.

O projeto “AEVA Esporte, Educação e Inclusão” é desenvolvido pela Associação Educacional Esportiva e Social Voz Ativa em comunidades e escolas da Zona Norte de Manaus. O projeto trabalha com esportes e atividades culturais com grupos de crianças e jovens

O último projeto contemplado no Petrobras Socioambiental é o “Wepainung: Proteção e sustentabilidade da Terra Indígena Andirá-Marau”, no município de Barreirinha, na região do baixo Amazonas.

Quem toca o projeto é Centro de Sementes Nativas da Amazônia, que é ligado a Universidade Federal do Amazonas e que busca ser um “berçário” de sementes de espécies nativas da Amazônia.

Números do Petrobras Socioambiental no Brasil

O número de inscrições superou as expectativas, totalizando 414 projetos não incentivados e 37 projetos incentivados. Isso permitiu à companhia aumentar o recurso destinado à primeira etapa do edital, de R$ 162 milhões para R$ 212 milhões

O novo valor permitiu também elevando o número de projetos contemplados dos 23 previstos inicialmente para 31 projetos. Somando todas as etapas da seleção pública, o valor atinge R$ 432 milhões, sendo o maior já investido pela Petrobras em uma chamada pública desse tipo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COMPARTILHE