fbpx

segunda, 04 de julho de 2022

TSE planeja nota oficial para desagravar Barroso, chamado de imbecil

Em encontro com aliados no Palácio do Alvorada, Jair Bolsonaro chamou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral de "imbecil" e "idiota" por ser contra o voto impresso.

9 de julho de 2021

Compartilhe

Luís Roberto Barroso respondeu ao presidente garantindo que a eleição de 2022 vai acontecer independente de voto impresso. (Foto: Reprodução)

O Tribunal Superior Eleitoral prepara uma nota oficial para ser divulgada, ainda nesta sexta-feira (9), para desagravar o presidente da corte eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, chamado de “imbecil” e de “idiota” pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em encontro com aliados no chamado “cercadinho” do Palácio do Alvorado. Bolsonaro também ameaçou a realização de eleição em 2022.

No encontro, Bolsonaro voltou a dizer que não aceitará o resultado da eleição se o TSE não adotar o voto impresso como forma de auditar a urna eletrônica. Luís Roberto Barroso é contrário a adoção deste tipo de voto impresso pois vê a possibilidade dele quebrar o sigilo do voto, uma das conquistas da urna eletrônica e que acabou com fraudes em eleições que demoravam semanas para serem concluídas.

“(É a) Resposta de um imbecil, lamento falar isso de uma autoridade do STF (Supremo Tribunal Federal). Só um idiota para falar isso”, disse Bolsonaro, acrescentando que a presença de Barroso na corte é uma “vergonha”.

Eleição garantida

Luís Roberto Barroso disse em resposta que não perderá tempo com agressões do presidente da República, mas foi categórico ao afirmar que teremos sim eleição no próximo ano. “Eleição vai haver sim, eu garanto”, disse o ministro.

A fúria de Bolsonaro é estendida ao vice-presidente do TSE, ministro Luiz Edson Fachin, que assumirá a presidência da corte e da eleição de 2022 em maio do próximo ano. Fachin é geralmente criticado por ter, no Supremo Tribunal Federal, cancelado as sentenças aplicadas ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva aplicadas pelo ex-juiz Sérgio Moro no curso da Operação Lava Jato.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro diz torcer para STF derrubar liminar que ampara ZFM

Presidente voltou a atribuir crise econômica no Brasil à manutenção dos incentivos para as empresas da Zona Franca de Manaus.

3 de julho de 2022

PT escolhe vereadora de Itacoatiara como suplente de Omar Aziz

Cheila Moreira é vice-presidente da Câmara Municipal de Itacoatiara e pessoa de confiança do deputado Sinésio Campos, presidente estadual do PT.

3 de julho de 2022

Reunião do PSol-AM acaba em briga e adia debate sobre disputa ao Governo

Partido reuniu filiados no último sábado no diretório regional, mas não conseguiu avançar na definição da disputa interna pela pré-candidatura ao Governo do AM.

3 de julho de 2022

Eleições 2022: restrições para agentes públicos começam a valer

Eles também não podem fazer pronunciamento oficial em cadeia de rádio de televisão, salvo em casos de questões urgentes e relevantes autorizados pela Justiça Eleitoral.

3 de julho de 2022

PT divulga nome de pré-candidatos a deputado federal e estadual no AM

Além dos pré-candidatos para a Aleam e Câmara Federal, os petistas homologaram o nome de Cheila Moreira para suplência do senador Omar Aziz (PSD).

2 de julho de 2022

Com apoio de Omar e Sidney, Manacapuru ganha escola construída sobre as águas

A escola municipal e a Quadra Poliesportiva Almir Batista da Silva, na comunidade Rainha dos Apóstolos, atenderão pelo menos 250 criança e jovens.

2 de julho de 2022

Datafolha: maioria diz que professor deve evitar falar de política

Pesquisa mostra que 54% dizem que pais têm o direito de proibir as escolas de ensinar temas que não achem adequados, mas apoiam discussão sobre pobreza e desigualdade social.

2 de julho de 2022

Com futuro incerto na disputa pelo Governo, PSol reúne filiados

Quatro nomes disputam internamente a preferência dos filiados, mas nenhum tem força suficiente para ser anunciado na briga pelo Governo sem ter que passar pelas prévias.

2 de julho de 2022