fbpx

domingo, 19 de setembro de 2021

Samela e Greta advertem para o papel do governo nas mudanças climáticas

Samela Sateré-Mawé e Greta Thunberg falaram na sessão temática do Senado Federal que discutiu os números do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas.

10 de setembro de 2021

Compartilhe

Samela e Greta avaliaram que o Governo do presidente Jair Bolsonaro favoreceu a ocorrência de queimadas na Amazônia e, com isso, acelerou as mudanças climáticas. (Foto: Reprodução)

O Senado debateu em sessão temática, nesta sexta-feira (10), os resultados do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU. Os dados, segundo os debatedores, são preocupantes e apontam que o planeta deve aquecer pelo meio 1,5º C nas próximas duas décadas. O senador Jaques Wagner (PT-BA) afirmou que essa é uma discussão urgente acima de premissas ideológicas.

Uma das debatedoras do dia, a líder indígena amazonense Samela Sateré-Mawé falou sobre mudanças climáticas e disse que é impossível pensar a Amazônia sem levar em consideração os povos tradicionais da floresta.

“Somos os principais defensores da natureza. Não dá para pensar numa Amazônia viva, em pé e sustentável sem levar em conta os povos indígenas”, afirmou direto do acampamento das mulheres que participam da Marcha das Mulheres Indígenas, Mulheres Originárias pelo Reflorestamento de Mentes.

A marcha tem o objetivo de denunciar as mais de seis mil agressões físicas e mentais sofridas por mulheres indígenas de diversas etnias em todo o Brasil.

Em outro ponto da intervenção dela, Samela disse que é preciso proteger os jovens indígenas, que são o grupamento mais atuante na luta pela preservação e, portanto, soldados contra as mudanças climáticas.

Antes da líder amazonse, falou direto de Oslo a ativista Greta Thunberg, que atribuiu ao governo brasileiro a responsabilidade pela proliferação de queimadas na Amazônia, que agravam as mudanças climáticas, e a morte dos povos indígenas.

“Não estou em posição de dizer o que devemos fazer, pois sou de uma região que tem responsabilidade enorme por essa crise das mudanças climáticas”, afirmou Greta preliminarmente, antes de dizer que o país dela, a Suécia, adotou uma escola moderna de defesa do meio ambiente e de apoio aos povos indígenas. “O Brasíl, de fato, não começou essa crise, mas acrescentou gasolina a esse incêndio e aí chegamos no limite da capacidade do planeta”, completou.

Para a ativista, o governo brasileiro cumpre um papel vergonhoso ao favorecer as queimadas na Amazônia, quando deveria estar liderando o mundo na luta para retomarmos as metas do Acordo de Paris. “O Brasil, por conta das queimadas na Amazônia, está emitindo mais carbono do que consome. Isso é grave”, disse.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Lei que regulamenta o transporte hidroviário de passageiros e cargas no AM é sancionada

Após publicação da lei sancionada pelo governador Wilson Lima, a Arsepam tem 120 dias para apresentar regras de funcionamento do novo modal.

18 de setembro de 2021

Wilson Lima dá início à nova frente de obras da modernização da AM-010

Governador cumpre agenda em Rio Preto da Eva, onde vai entregar obras e anunciar novos investimentos em infraestrutura, como a pavimentação do ramal do Sulivan Portela.

18 de setembro de 2021

David Almeida nomeia Ivson Coêlho novo procurador-geral do município

Entre as atribuições da função estão: exercer as funções estratégicas de planejamento, orientação, coordenação, controle e revisão no âmbito de sua atuação.

18 de setembro de 2021

Governo altera decreto e permite ampliar serviços de acesso à internet

Norma foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União nesta sexta-feira. O texto altera um decreto de 2018, que trata sobre políticas de telecomunicações.

18 de setembro de 2021

Revés na justiça faz David Reis recuar e suspender licitação das pick ups

Suspensão do processo licitatório vem um dia após a Casa parlamentar sofrer um revés judicial, quando recebeu ordem de suspender o certame para a construção do prédio anexo.

18 de setembro de 2021

Empresa vai receber R$ 6 milhões para asfaltar ruas em Novo Aripuanã

Coincidentemente, o valor é quase o mesmo que será gasto pela Prefeitura de Iranduba com serviços de recapeamento de vias. Porém, em Iranduba, o serviço será em área menor.

18 de setembro de 2021

Reforma administrativa: deputados querem incluir o Judiciário

A reforma caminha para o terceiro parecer do relator Arthur Maia (DEM-BA). Deputados do Amazonas querem que benefícios do Judiciário também sejam cortados.

18 de setembro de 2021

Diretor-presidente interino da FVS-RCP pede exoneração do cargo

Para o cargo de diretor-presidente interino do órgão, foi nomeada a enfermeira Tatyana Amorim, que já atuava como diretora técnica da FVS-RCP ao lado de Cristiano Fernandes.

17 de setembro de 2021