fbpx

terça, 07 de dezembro de 2021

Relatório final da CPI inclui nomes de Wilson Lima e Marcellus Campêlo

Os nomes do governador Wilson Lima e do ex-secretário Marcellus Campelo foram incluídos na versão final do relatório da CPI que está sendo lido por Renan Calheiros.

26 de outubro de 2021

Compartilhe

Nova versão do relatório final da CPI da Covid inclui o nome de 12 pessoas, entre agentes públicos e privados (Foto: Reprodução)

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, senador Renan Calheiros (MDB/AL), começou a ler, na manhã desta terça-feira (26), a última versão do relatório final da investigação incluindo os nomes do governador Wilson Lima (PSC), do ex-secretário de Saúde do Estado, Marcellus Campêlo, e mais 10 pessoas e duas empresas.

A inclusão dos nomes de Wilson Lima e Marcellus Campêlo constava de um voto em separado preparado pelo senador Eduardo Braga (MDB), que após ver acatado sua sugestão pelo relator pediu para não mais ler este voto.

“Estou satisfeito com a inclusão e por economia processual me abstenho de ler o voto que preparei”, disse Braga, que é pré-candidato ao Governo do Estado nas próximas eleições e que vem fazendo oposição ferrenha ao governador Wilson Lima.

A inclusão do nome do governador do Amazonas no relatório pode configurar o desrespeito a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que estabeleceu ser impossível uma CPI federal investigar chefes de estado. Por conta disso, o senador governista Eduardo Girão (Podemos/CE) pediu que, aberto o precedente com a inclusão do nome de Wilson, o relator inclua ainda os nomes dos governadores Jader Barbalho, do Pará, e Carlos Moisés, de Santa Catarina.

Outros nomes incluídos hoje

Na versão atualizada do parecer final, Renan Calheiros ampliou a lista de sugestões de indiciamentos. O número subiu de 68 para 78 pessoas e empresas. 

Os dez nomes incluídos por sugestão de senadores são os seguintes: 

Heitor Freire de Abreu, ex-coordenador do Centro de Coordenação de Operações do Ministério da Saúde; 

Marcelo Bento Pires, assessor do Ministério da Saúde;

Alex Lial Marinho, ex-coordenador de Logística do Ministério da Saúde;

Thiago Fernandes da Costa, assessor técnico do Ministério da Saúde; 

Hélcio Bruno de Almeida, presidente do Instituto Força Brasil;

Regina Célia Oliveira, fiscal de contratos do Ministério da Saúde;

Amilton Gomes de Paula, reverendo presidente da Secretaria Nacional de Assuntos Humanitários (Senah);

José Alves Filho, sócio da Vitamedic Indústria Farmacêutica Ltda.;

Hélio Angotti Netto, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, do Ministério da Saúde; 

Antônio Jordão, presidente da Associação Médicos pela Vida.

Texto: Gerson Severo Dantas, com informações da Agência Senado

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Omar critica liberação de garimpo em áreas indígenas no Amazonas

Decisão de liberar projetos de mineração em São Gabriel da Cachoeira foi tomada pelo chefe do GSI, Augusto Heleno, e alvo de críticas do senador Omar Aziz.

6 de dezembro de 2021

Cadastro Nacional vai reunir informações de pessoas condenadas por pedofilia

Os dados serão levantados pelo Conselho Nacional de Justiça. Entre os crimes estão estupro de vulnerável; corrupção de menores; exploração sexual de criança ou adolescentes.

6 de dezembro de 2021

Após tramitação relâmpago, vereadores aprovam Secretaria de Segurança

A criação de 68 cargos para o funcionamento da Segurança Pública gerou críticas dos vereadores Amom Mandel e Rodrigo Guedes. Governistas defenderam a criação dos cargos.

6 de dezembro de 2021

Vitória de Keitton em Coari aumenta poder de fogo dos Pinheiros em 2022

Eleição de Keitton Pinheiro ajuda a 'turbinar' as candidaturas de Adail Pinheiro Filho para deputado federal e de Mayara Pinheiro para permanência da sua vaga na Assembleia.

6 de dezembro de 2021

Absorventes e fundão eleitoral: Congresso analisa vetos de Bolsonaro

Congresso Nacional analisa, nesta terça-feira (7), os vetos do presidente ao fundão eleitoral de R$ 5 bilhões e a distribuição de absorventes para estudantes de baixa renda.

6 de dezembro de 2021

Em novo pacote de projetos de lei, Governo garante pagamento de datas-bases

A reestruturação da Lei 3.510 era esperada há décadas. Com ela, é possível a atualização salarial de vencimento e gratificações. A correção era esperada por 1987 servidores.

6 de dezembro de 2021

Bolsonaro quer Governo Federal decidindo sobre passaporte da vacina

Uma MP assinada por Bolsonaro teria o poder de alterar imediatamente essa lei, interferindo na autonomia de Estados e municípios, mas poderia ser rejeitada pelo Congresso.

6 de dezembro de 2021

General Heleno autoriza avanço de garimpo em áreas preservadas da Amazônia

Ministro Augusto Heleno do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) permitiu sete projetos de pesquisa de ouro em região na fronteira, ato inédito nos últimos dez anos.

6 de dezembro de 2021