fbpx

terça, 15 de junho de 2021

Queiroga minimiza discussão sobre uso de máscaras e diz que fará estudo

O presidente Bolsonaro sugeriu estudos ao Ministério da Saúde para permitir que pessoas vacinadas contra a Covid não usem máscara. Hoje, o país tem 11% da população vacinada.

10 de junho de 2021

Compartilhe

A proposta de Bolsonaro tem como base países que possuem ao menos 40% dos cidadãos vacinados (Foto: Reprodução)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comentou, no início da noite de hoje (10), a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – que na contramão das recomendações das autoridades sanitárias em todo o mundo – sobre permitir as pessoas já vacinas ou contaminadas pela Covid-19 fiquem sem máscara.

Os especialistas recomendam que a máscara entre em desuso somente cerca de 70% da população já tiver sido imunizada com as duas doses da vacina.

Num vídeo compartilhado nas redes sociais, Queiroga diz que recebeu a solicitação do presidente pedindo a revogação do uso das máscaras por essa parcela da população, mas até o momento, o Brasil vacinou quase 11% dos brasileiros com as duas doses de imunizantes.

De acordo com o ministro, o presidente está satisfeito com o ritmo da campanha de vacinação no Brasil. Segundo ele, Bolsonaro viu os países como Estados Unidos e Israel – que vacinaram 42% e 80% de seus cidadãos, respectivamente – flexibilizarem o uso de proteção facial e, por isso, pediu que fosse feito um estudo para avaliar a situação no país.

“Vamos atender essa demanda do presidente Bolsonaro que está sempre preocupado com pesquisas. Tanto que estamos fazendo pesquisas na área das vacinas, transferência de tecnologias da Astrazeneca para Fiocruz […] Tudo para trazer um cenário mais favorável para a população brasileira”, minimizou Queiroga.

Da Redação

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Braga ‘esquece’ que defendeu abertura do comércio em dezembro

Crítico da gestão de Wilson Lima (PSC) e em busca da cadeira de governo do Estado, o senador Eduardo Braga (MDB) chegou a afirmar que não era "hora de fechar o comércio".

15 de junho de 2021

Para comprometer Wilson, Braga flerta com governistas na CPI da Covid

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

15 de junho de 2021

Governo Federal não atendeu as demandas do Amazonas, diz ex-secretário

Em depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito, ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo considerou que socorro a Manaus não foi o adequado e nem o esperado.

15 de junho de 2021

Marcelo Serafim pede que FVS-AM inclua grupo de 12 a 17 anos na vacinação

Órgão de vigilância em saúde explicou que é responsável pela distribuição das vacinas contra Covid no Estado e que é o Ministério da Saúde quem define os grupos prioritários.

15 de junho de 2021

Mayra recomendou tratamento precoce em Manaus, diz Campêlo à CPI

Apesar da recomendação, o ex-secretário informou à CPI da Covid que o governo jamais usou essa estratégia para conter o avanço da doença e a explosão de casos em Manaus.

15 de junho de 2021

Versão reforçada: crise de oxigênio em Manaus durou apenas 2 dias

Tese defendida pelo ex-ministro Eduardo Pazuello e pelo ex-secretário-executivo Élcio Franco sobre o desabastecimento de oxigênio em Manaus foi repetida por Marcellus.

15 de junho de 2021

Nunes Marques suspende quebra de sigilo de Élcio Franco na CPI

Nunes Marques suspendeu quebra de sigilo do ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco e de Helio Angotti, secretário de Ciência e Tecnologia da pasta.

15 de junho de 2021

Processo de Waldívia Alencar, ex-Seinfra, e mais 31, serão julgados no TCE

Entre as contas a serem apreciadas pelo Tribunal de Contas, também está a do ex-diretor da Suhab, Diego Afonso, referente ao exercício no ano de 2018.

15 de junho de 2021