fbpx

terça, 15 de junho de 2021

Bolsonaro quer vacinados e já infectados pela Covid sem máscaras nas ruas

Ao contrário do que dita todas as autoridades sanitárias do mundo, o presidente do Brasil vai na contramão do que garante o controle da pandemia.

10 de junho de 2021

Compartilhe

Bolsonaro tem comportamento negacionista desde o início da pandemia (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (10) que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, “vai ultimar parecer visando a desobrigar o uso de máscara por aqueles que estejam vacinados ou por aqueles que já foram contaminados”.

O presidente deu esta declaração em um evento que participou ao lado do ministro do Turismo, Gilson Machado, e outros integrantes do governo. Bolsonaro completou dizendo que a medida deverá será implantada pelo governo “para tirar esse símbolo, que obviamente tem a sua utilidade para quem está infectado”. 

Bolsonaro aproveitou a oportunidade para, ainda, criticar novamente a imprensa por noticiar que ele não usa máscara em suas viagens pelo Brasil.

Até o momento, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que é médico e defende as medidas não-farmacológicas como o uso da máscara e o distanciamento social, ainda não se manifestou oficialmente quanto à declaração do presidente.

Uso da máscara no mundo

Israel e, mais recentemente, os Estados Unidos são alguns dos países em que vacinados também não são obrigados a usar máscara.

A diferença é que, nestes lugares, a campanha de imunização contra a Covid-19 está muito mais avançada: no primeiro, segundo balanço do Our World in Data, 59,4% da população já recebeu as duas doses da vacina; no segundo, 42,15%.

Já no Brasil, apenas 11,06% das pessoas estão completamente imunizadas. Ou seja, tomaram as duas doses das vacinas que são aplicadas no país.

Texto: Rosianne Couto, com informações do Poder 360 e UOL

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Privatização da Eletrobrás em debate no Senado já tem voto contra do AM

Os senadores amazonenses Omar Aziz (PSD) e Plínio Valério (PSDB) anunciaram seus votos contrários ao texto aprovado na Câmara dos Deputados.

15 de junho de 2021

Braga ‘esquece’ que defendeu abertura do comércio em dezembro

Crítico da gestão de Wilson Lima (PSC) e em busca da cadeira de governo do Estado, o senador Eduardo Braga (MDB) chegou a afirmar que não era "hora de fechar o comércio".

15 de junho de 2021

Para comprometer Wilson, Braga flerta com governistas na CPI da Covid

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

15 de junho de 2021

Governo Federal não atendeu as demandas do Amazonas, diz ex-secretário

Em depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito, ex-secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo considerou que socorro a Manaus não foi o adequado e nem o esperado.

15 de junho de 2021

Marcelo Serafim pede que FVS-AM inclua grupo de 12 a 17 anos na vacinação

Órgão de vigilância em saúde explicou que é responsável pela distribuição das vacinas contra Covid no Estado e que é o Ministério da Saúde quem define os grupos prioritários.

15 de junho de 2021

Mayra recomendou tratamento precoce em Manaus, diz Campêlo à CPI

Apesar da recomendação, o ex-secretário informou à CPI da Covid que o governo jamais usou essa estratégia para conter o avanço da doença e a explosão de casos em Manaus.

15 de junho de 2021

Versão reforçada: crise de oxigênio em Manaus durou apenas 2 dias

Tese defendida pelo ex-ministro Eduardo Pazuello e pelo ex-secretário-executivo Élcio Franco sobre o desabastecimento de oxigênio em Manaus foi repetida por Marcellus.

15 de junho de 2021

Nunes Marques suspende quebra de sigilo de Élcio Franco na CPI

Nunes Marques suspendeu quebra de sigilo do ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco e de Helio Angotti, secretário de Ciência e Tecnologia da pasta.

15 de junho de 2021