fbpx

sexta, 25 de junho de 2021

Queiroga diz desconhecer ‘guerra química’ citada por Bolsonaro

Ministro afirmou que nas conversas que mantém com organismos internacionais e instituições públicas jamais ouviu falar sobre a guerra química que o presidente diz existir.

6 de maio de 2021

Compartilhe

Presidente insinuou que China criou o coronavírus para dominar o mundo (Foto: Reprodução)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou a Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, nesta quinta-feira (6), que desconhece o fato da doença ter sido criada propositalmente pela China no âmbito de uma guerra química, como sugeriu ontem o presidente Jair Bolsonaro em evento realizado em São Paulo.

A declaração do ministro foi feita em resposta ao senador Tasso Jereissatti (PSDB/CE), que ironizou as falas de Bolsonaro.

“[O presidente] fez uma declaração gravíssima de que há uma guerra química iniciada – ele não citou – pela China, mas evidentemente falava de lá, aonde começou a pandemia e fez também a referência ao crescimento do PIB de lá”, afirmou Tasso, acrescentando que se isso fosse verdade, os norte-americanos e os europeus estariam em “polvorosa”.

Tasso insistiu sobre esse tema porque o presidente disse que os militares sabem dessa guerra química e por isso inquiriu o ministro sobre o conhecimento dele, a partir das relações dele com organismos e instituições que mantém diálogos com o ministério, se alguém já havia tocado nesse assunto. Queiroga disse que nunca ouviu isso de ninguém e não acreditava nessa versão.

Após Tasso Jereissatti foi a vez da senadora Mara Gabrilli (PSDB/SP). Ela questionou a inclusão de Pessoas com Deficiências no Plano Nacional de Imunização (PNI), mas priorizando as que recebem o Benefício da Prestação Continuada (BPC). O ministro disse que vai pedir que ao Comitê do PNI que este critério seja modificado para atender este público específico citado por Gabrilli, que é tetraplégica.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Maioria do STF impede convocação de governadores pela CPI da Covid

Os ministros seguem decisão individual da ministra Rosa Weber, que suspendeu as convocações de governadores determinadas pela CPI da Pandemia.

24 de junho de 2021

Por ordem de Alexandre de Moraes, Daniel Silveira é preso novamente

O ministro do STF alega em sua decisão que Daniel Silveira violou mais de 30 vezes as regras da prisão domiciliar que o deputado está cumprindo desde o início do ano.

24 de junho de 2021

Câmara autoriza candidatura de gestor multado por conta irregular

A lei aprovada por 345 favoráveis, 98 contrários e quatro abstenções, libera para concorrer os gestores que foram punidos apenas com multa. A matéria segue para o Senado.

24 de junho de 2021

Irmãos bolsonaristas prometem ‘bomba’ na CPI para derrubar República

Além de revelar que possuem informações quentes do Governo Federal, os irmãos Miranda pediram segurança à CPI após intimidação de Onix Lorenzoni.

24 de junho de 2021

Filipe Martins ganha liminar para ficar calado em depoimento na CPI

Assessor Internacional da Presidência da República será ouvido para esclarecer a presença dele na reunião com representantes da Pfizer, em novembro, para a compra de vacinas.

24 de junho de 2021

Luis Miranda pede prisão de Onyx Lorenzoni e Elcio Franco à CPI

O deputado federal encaminhou um ofício ao presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz, no qual afirma que Onyx e Élcio estariam buscando coagi-lo antes do seu depoimento.

24 de junho de 2021

Hallal: ‘país precisa vacinar mais de 30 milhões em 21 dias de lockdown’

O epidemiologista, que presta depoimento nesta quinta-feira (24), afirmou que só o fechamento radical e vacinação em massa poderiam jogar o número de casos para baixo.

24 de junho de 2021

Em sessão ‘miojo’, deputados criticam política ambiental de Bolsonaro

Serafim Corrêa comemorou a saída do, agora, ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Wilker Barreto usou o tempo de fala para exaltar a ZFM para manutenção da floresta.

24 de junho de 2021