fbpx

quinta, 19 de maio de 2022

PSOL aciona MPF contra aquisição da ‘DarkMatter’ pelo ‘gabinete do ódio’

Bancada do PSOL considera risco à democracia se 'gabinete do ódio' adquirir ferramenta de espionagem que pode ser usada para perseguir ativistas políticos e jornalistas.

21 de janeiro de 2022

Compartilhe

Para os parlamentares do PSOL, o foco das investigações deve ser o vereador do RJ, Carlos Bolsonaro (Foto: Sérgio Lima/AFP)

A bancada do PSOL na Câmara enviou ao Ministério Público Federal (MPF) um requerimento para que o órgão investigue o suposto interesse do ‘gabinete do ódio’, grupo que atua no Palácio do Planalto, por uma ferramenta de espionagem chamada DarkMatter, que poderia ser usada contra jornalistas e opositores do governo nas eleições deste ano.

Os parlamentares da oposição consideram o dispositivo como um risco à democracia no Brasil, afirmam que o governo federal tem viés autoritário e um “histórico de perseguições” a inimigos internos e pedem que as “instituições atuem para frear o viés antidemocrático do governo Bolsonaro”.

Para o grupo, o foco das atenções é o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Segundo reportagem do UOL, um integrante do “gabinete do ódio” teria manifestado interesse por um programa chamado DarkMatter em uma feira de tecnologia em Dubai em novembro do ano passado. Essa pessoa, cujo nome não foi revelado, representaria extraoficialmente o vereador filho de Bolsonaro.

A DarkMatter foi criada por uma empresa dos Emirados Árabes Unidos e oferece aos governos um software que permite espionar elementos criminosos, como grupos terroristas e cartéis de traficantes, mas também ativistas e jornalistas.

Os parlamentares querem ter acesso às agendas de cada um dos integrantes da delegação brasileira que estiveram em Dubai naquela ocasião e detalhes do o encontro entre o representante brasileiro e a DarkMatter.

Segundo a Anistia Internacional mais de 50 mil pessoas já foram alvos de espionagem por clientes da empresa israelense Pegasus, que oferece serviço semelhante ao DarkMatter.

Com informações do Estadão Conteúdo

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

João Pedro ‘bate o pé’ e lança seu nome ao Senado pelo PT-AM

O ex-senador afirmou que irá registrar candidatura ao Senado, contrariando o deputado Sinésio Campos, que afirmou que o PT não terá candidato ao posto para apoiar Omar Aziz.

19 de maio de 2022

General Franklimberg quer levar experiência militar para Aleam

Filiado ao União Brasil, o militar colocou seu nome à disposição da sigla para tentar uma vaga na Asembleia. Ele ajudou a atual gestão durante o período de transição.

19 de maio de 2022

Populares reagem a vídeo de Amazonino dizendo não ter dinheiro; confira

Depois de quatro mandatos como governador e três como prefeito, Amazonino Mendes disse, em vídeo, não ter dinheiro. O ex-governador quer voltar a chefiar o Estado.

19 de maio de 2022

Homeschooling: Átila, Bosco, Alberto Neto e Pablo dizem sim à educação domiciliar

A bancada do Amazonas na Câmara ficou dividida na votação do homeschooling. Os destaques do texto-base serão votados nesta quinta e depois segue para o Senado.

19 de maio de 2022

‘Gestor tem que ser jovem, andar e estar perto do povo’, diz Liliane Araújo

Liliane Araújo é a nova entrevistada da série do Real Time 1 com os pré-candidatos para a Câmara dos Deputados em Brasília onde faz a defesa de suas bandeiras.

19 de maio de 2022

Saiba como serão definidas as chapas na federação PT, PV e PCdoB

Os números foram baseados nos resultados eleitorais do pleito de 2018, de acordo com critérios de proporcionalidade. Sinésio afirmou que próximo passo é ampliar as alianças.

19 de maio de 2022

Federações partidárias podem ser avanço na representação política

Artigo de Ismael Almeida sinaliza como as federações podem racionalizar a representação do eleitorado, com os partidos unificados em pautas que refletem melhor o voto.

19 de maio de 2022

Governo e Prefeitura alinham estratégias para fortalecer turismo no AM

Para o presidente da Amazonastur, Gustavo Sampaio, a parceria tem o objetivo de aumentar o fluxo de turistas, criar oportunidades, empregos e renda para o Estado.

19 de maio de 2022