fbpx

sábado, 27 de novembro de 2021

Proxalutamida rende indiciamento para médico que coordenou pesquisa

Flavio Cadegiani é acusado de crimes contra a humanidade por conduzir o estudo com proxalutamida no hospital Samel, em Manaus, e no Hospital da Brigada Militar do RS.

21 de outubro de 2021

Compartilhe

Endocrinologista Flávio Cadegiani foi incluído no relatório final da CPI da Covid acusado de cometer crimes contra a humanidade (Foto: Reprodução)

O médico endocrinologista Flávio Adsuara Cadegiani, que coordenou em Manaus um estudo com o medicamento proxalutamida que é suspeito de ter causado a morte de mais de 200 pessoas em tratamento contra a Covid-19, teve o nome incluído no relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 do Senado Federal acusado de crime contra a humanidade.

O estudo foi realizado em Manaus com pacientes do Hospital Samel, pertencente à família Nicolau, do deputado Ricardo (PSD)e do ex-vereador em Manaus, Hiran. Os resultados preliminares foram divulgados em nível nacional pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Além de ter sido executada em Manaus, a mesma pesquisa foi feita no Hospital da Brigada Militar do Rio Grande do Sul.

A acusação de crime contra a humanidade feita pelo relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB/AL), leva em conta que a pesquisa foi realizada sem autorização da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) e ter sido responsabilizado pela Unesco e o Conselho Nacional de Saúde (CNS) pelas 200 mortes.

Conforme laudo do Conselho Nacional de Saúde, o laboratório responsável pela pesquisa e Flávio Cadegiani, violou a ética ao não adotar medidas para conter o número elevado de mortes no chamado grupo placebo, formado por pacientes que não receberam a proxalutamida, mas sim uma pílula de farinha sem efeito medicamentoso.

Para o CNS, ao detectar o excesso de mortes em um dos grupos era imperativo que Cadegiani suspendesse o experimento.

“Ao se verificar o excesso de mortes em um dos grupos, era mandatório interromper o cegamento do ensaio clínico para verificar se os óbitos estariam associados à toxicidade do medicamento ou se o grupo controle estaria em desvantagem por suposta eficácia da proxalutamida”, afirma o CNS.

Cadegiani, em nota da assessoria divulgada no último dia 18, nega as irregularidades e considera que declarações do Conep e do CNS foram “inverídicas, distorcidas e com caráter claramente difamatório”.

Segundo a assessoria do médico, “nenhum óbito foi decorrente do uso de proxalutamida, nem tampouco era suspeito de ter sido causado pelo tratamento, mas sim ocorreram em decorrência da Covid-19”.

Em Manaus, o grupo Samel não se pronuncia sobre o caso, atribuindo a responsabilidade pela pesquisa a Cadegiani.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Coari: Justiça libera entrega de cartões do Auxílio Estadual e cestas básicas

No último dia 20, populares se revoltaram com o ex-prefeito de Coari, Adail Filho, após a juíza da eleição suplementar, Mônica do Carmo, ter proibido a entrega dos cartões.

26 de novembro de 2021

‘Dinheiro pro espaço’: Aleam compra direito de uso em satélite

Mesmo diante de uma grave crise econômica, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, Roberto Cidade não tem feito esforços para poupar o erário público.

26 de novembro de 2021

Plínio vota em Eduardo Leite e descarta Arthur Neto nas prévias do PSDB

'Manda quem tem mandato. E eu tenho', diz Plínio sobre disputa com Arthur. Avalia disputar a eleição para o Governo, mas não conta com a garantia de apoio do ex-prefeito.

26 de novembro de 2021

Prefeito reúne secretariado para alinhar estratégias econômicas para 2022

Entre os projetos está a construção de seis viadutos; o Mirante da Ilha de São Vicente; o Mirante “Encontro das Águas” Rosa Almeida; e a reforma de paradas de ônibus.

26 de novembro de 2021

Candidato à presidência pelo PSDB deve ser revelado neste sábado

Após cinco dias de suspensão por conta de problemas no aplicativo de votação, o PSDB vai retomar suas prévias presidenciais a partir deste sábado (27), das 8h às 17h.

26 de novembro de 2021

Lula diz que Bolsonaro segue sendo o maior aliado do coronavírus no país

Ex-presidente responsabiliza atual governante por manter fronteiras abertas mesmo com novas variantes detectadas. Hoje, a Anvisa recomendou algumas restrições para viajantes.

26 de novembro de 2021

Texto que institui Auxílio Brasil será analisado pelo Senado Federal

A manutenção da famílias beneficiárias dependerá, no mínimo, do cumprimento de algumas condições relativas à realização do pré-natal, calendário de vacinação e entre outras.

26 de novembro de 2021

Teste do pezinho é ampliado e passa a detectar até 53 doenças no bebê

O projeto aprovado pelo Senado Federal ampliou o alcance do exame, detectando até doenças raras e que só podem ser descobertas após testes na rede particular de saúde.

26 de novembro de 2021