fbpx

quinta, 23 de setembro de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021

Compartilhe

Eventos esportivos, concursos de beleza, show pirotécnico e o 'Agita Coari' integram a programação da prefeitura em plena pandemia (Foto: Divulgação)

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) pediu, nesta quinta-feira (29), a suspensão dos eventos marcados para comemorar o aniversário do município de Coari, na região do Médio Solimões, entre os dias 28 de julho a 2 de agosto. A decisão tem por objetivo evitar aglomerações e risco à segurança sanitária da população em meio à pandemia da Covid-19, mas a prefeitura do município segue divulgando o calendário com a programação nas redes sociais.

O pedido de suspensão foi encaminhado pela 2ª Promotoria de Justiça de Coari à prefeita Dulce Menezes (MDB) e ao secretário municipal de Saúde, Rafael Ferreira.

“No município, houve um razoável aumento nos índices de contágio de Covid-19 e de internações e, mesmo diante do início da vacinação no território nacional, os especialistas recomendam a manutenção do distanciamento social, higiene respiratória e demais medidas de prevenção não farmacológicas”, apontou a promotoria.

A maior parte dos eventos, conforme divulgação nas redes sociais da prefeitura, são competições esportivas. No entanto o MP-AM recomenda a suspensão do Show Cultural e do Parabéns/Bolo “Niver” Coari, que ocorreria no dia 1º de agosto, bem como do evento Agita Coari, previsto para o dia 2 de agosto.

Divulgação feita pela Prefeitura de Coari no Facebook (Foto: Reprodução)

O documento recomenda ao comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar do Estado do Amazonas e ao titular da Delegacia Interativa de Polícia de Coari, que adotem as providências legais cabíveis quanto àqueles que insistam em descumprir as normas sanitárias sobre a vacinação e distanciamento social.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Coari e ainda aguarda um posicionamento do município sobre a determinação do MP.

Com informações da assessoria

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Reforma administrativa: Alberto Neto chama discussão de palhaçada

Capitão Alberto Neto, um dos deputados que integram a Comissão Especial da Reforma Administrativa, perdeu a paciência durante o debate dos colegas parlamentares.

23 de setembro de 2021

David recorre à Justiça e Amom monta nova ação para barrar ‘puxadinho’ da CMM

Vereador anunciou que tanto ele quanto Rodrigo Guedes já estão preparando não apenas as contrarrazões, mas também novas ações na justiça com outros argumentos.

23 de setembro de 2021

Trento, Flávio Bolsonaro e ministro foram a Las Vegas tratar de jogos de azar

Revelação veio a tona nas inquirições feitas pelos senadores Humberto Costa (PT/PE) e o governista Eduardo Girão, que revelou presença do filho do presidente na viagem.

23 de setembro de 2021

TRF-6 em Minas Gerais passa na frente e ‘rouba’ servidores do AM

Enquanto Minas Gerais ficará com o TRF-6, um Tribunal exclusivo, o TRF1, do qual o Amazonas faz parte, ficará responsável por 13 estados, uma matemática totalmente desigual.

23 de setembro de 2021

Fim das coligações: grandes caciques podem ficar sem a fatia do bolo

O fim das coligações partidárias pode dificultar a entrada de muitos políticos já acostumados a serem eleitos mesmo com o número de votos inferior a outros concorrentes.

23 de setembro de 2021

Amazonino e Braga intensificam ‘paternidade’ de obras públicas no AM

Nesse mês de setembro, as equipes de Amazonino e Braga intensificaram postagem sobre obras e projetos criados na gestão dos políticos, que hoje caminham em lados opostos.

23 de setembro de 2021

Wilson libera pagamento de indenizações às famílias que residiam no Igarapé do 40

De 2019 até setembro desse ano, já foram investidos R$ 56,7 milhões para retirar famílias de áreas alagadas e reassentá-las em áreas com infraestrutura e saneamento.

23 de setembro de 2021

TRE cassa mandato de Sandro Maia por abuso de poder econômico

A sentença afirma que o vereador realizou reuniões com usuários da ONG Sandro Maia para angariar votos, de forma ilícita, em seu favor no pleito municipal do ano passado.

23 de setembro de 2021