fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

Por ordem de Alexandre de Moraes, Daniel Silveira é preso novamente

O ministro do STF alega em sua decisão que Daniel Silveira violou mais de 30 vezes as regras da prisão domiciliar que o deputado está cumprindo desde o início do ano.

24 de junho de 2021

Compartilhe

O deputado Daniel Silveira foi preso no início de 2021 por defender o fechamento do STF e o AI-5 (Foto: Divulgação)

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ordenou nesta quinta-feira (24) a nova prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), que é réu na corte por promover atos contra a democracia.

Segundo a defesa do deputado, ele já se encontra detido. Silveira foi levado ao IML para exame de delito e se pronunciará sobre o caso mais tarde, segundo sua defesa.

Em sua decisão, Alexandre de Moraes apontou que Daniel Silveira violou mais de 30 vezes as regras da prisão domiciliar que o deputado está cumprindo desde o início do ano.

Em um dos momentos, Daniel teria sumido dos radares do monitoramento por três horas, sem recarregar a tornozeleira que tem de portar 24 horas por dia. O deputado ainda deixou de pagar fiança estipulada em R$ 100 mil.

Desprezo pela Justiça

O ministro do STF concluiu que a atitude do deputado seria um exemplo de desprezo pela Justiça. “Está largamente demonstrada, diante das repetidas violações ao monitoramento eletrônico imposto, a inadequação da medida cautelar em cessar o periculum libertatis [perigo de liberdade] do denunciado, o que indica a necessidade de restabelecimento da prisão, não sendo vislumbradas, por ora, outras medidas aptas a cumprir sua função”, escreveu o ministro.

Foi Moraes que, durante o Carnaval de 2021, ordenou a prisão em flagrante do deputado carioca, um dos mais próximos da base do bolsonarismo, após um vídeo seu pregar o fechamento da própria suprema corte, assim como fazer expressa apologia ao Ato Institucional nº 5 (AI-5), que representa o auge da repressão pela ditadura militar no Brasil.

Apesar de já ter afirmado posteriormente que falou por impulso e que se arrependeu do ato, Silveira teve sua prisão mantida pelos deputados da Câmara, e vê um processo contra si caminhar no Conselho de Ética da Casa.

Após ser transferido para a prisão domiciliar, Silveira – que ainda é parlamentar com mandato – virou réu no STF pelo mesmo motivo, mas relativo a vídeos anteriores de sua autoria.

Texto: Da Redação, com informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021

STF desmente Bolsonaro sobre ‘proibir’ a União de atuar no combate à Covid

Desde o início da pandemia a ADI do STF é usada pelo presidente Jair Bolsonaro para mentir sobre a falta de ação do Governo Federal no combate à Covid-19.

29 de julho de 2021

Omar garante que CPI já tem provas que atestam crimes na pandemia

Presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz afirmou que documentos e depoimentos já tomados provam a existência de crimes cometidos por agentes públicos e particulares.

29 de julho de 2021