fbpx

sábado, 24 de julho de 2021

Para Queiroga, volta às aulas não depende do esquema vacinal completo

O ministro da Saúde revelou que para o pleno retorno às aulas em todo o Brasil a estratégia é testar os professores. A classe é contra o retorno sem as duas doses da vacina.

21 de junho de 2021

Compartilhe

Na semana passada, uma unidadade de ensino municipal em Manaus teve as aulas suspensas por casos de Covid-19 (Foto: Reprodução)

Medida que tem mobilizado professores e servidores da Educação no Amazonas, a segunda dose da vacina contra a Covid-19 não é um fator de prioridade na avaliação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A declaração foi dada nesta segunda-feira (21) durante sua participação na Audiência Pública feita pela Comissão Temporária da Covid-19, no Senado.

O ministro enfatizou que em vários estados, há mais de um ano, os alunos não têm aulas presenciais. A estratégia do Ministério da Saúde, segundo ele, é acelerar a distribuição de doses para os professores da educação básica e ampliar a testagem nas escolas. Até agora, o Ministério da Saúde (MS) enviou doses de vacinas suficientes para 80% dos professores.

“No meu entendimento, não é fundamental que todos os professores estejam imunizados com duas doses para o retorno às aulas. Com estratégias adequadas de testagem podemos compatibilizar o retorno às aulas com a identificação dos casos positivos e, a partir daí, ter já no segundo semestre o retorno às aulas”, disse Queiroga.

Em Manaus

O retorno às aulas em escolas municipais de Manaus aconteceu dia 31 de maio, de forma híbrida, 50% dos alunos assistem as aulas em casa e os outros 50% vão para as escolas. Porém, a aplicação da primeira dose da vacina nos professores não impediu a infecção de duas servidoras da escola Dr. Raymundo Nonato Magalhães Cordeiro.

O Sindicato dos Professores e Pedagogos das Escolas Públicas do Ensino Básico de Manaus (Asprom/Sindical) declarou greve até que todos os professores sejam devidamente vacinados com as duas doses da vacina.

Texto: Giovanna Marinho

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

CPI atuou ’em todas as angústias do povo brasileiro’ avalia Confúcio

24 de julho de 2021

Bancada gastou R$ 5,2 milhões com verba de gabinete em Brasília

Verba é destinada para a contratação de funcionários diretamente por cada um dos deputados do Amazonas em Brasília ou em escritórios montados no Estado.

24 de julho de 2021

Aleam concede 28 autorizações de viagens no recesso parlamentar

Após o início do recesso parlamentar a Aleam autorizou o pagamento de viagens e diárias para servidores da Casa. Destinos no Sul e Sudeste e Tabatinga foram os preferidos.

23 de julho de 2021

Luis Miranda chora após fim da parceria entre Precisa e Bharat Biotech

Chorando, o deputado Luis Miranda questionou ser chacota dos colegas e estar no conselho de Ética após depoimento à CPI da Covid-19.

23 de julho de 2021

David prorroga ‘Auxílio Manauara’ e amplia para outras 410 famílias

A prorrogação do auxílio será por mais três meses e foi anunciada nesta sexta-feira (23) pelo prefeito de Manaus, David Almeida. Benefício vai comtemplar mais 410 famílias.

23 de julho de 2021

Bi Garcia confirma propostas para ser candidato a vice-governador

Embora esteja focado na administração municipal, o prefeito de Parintins, Bi Garcia, disse que tem avaliado propostas para compor uma chapa como vice-governador nas eleições.

23 de julho de 2021

Deputado quer auxílio para catadores no valor de R$ 275, no AM

Estudo apresentado pelo parlamentar estima que catadores são responsáveis pela coleta de 90% de tudo que é reciclado hoje no país e que a categoria trabalha em meio ao risco.

23 de julho de 2021

Lideranças do DEM e do PP no Amazonas divergem sobre ‘superpartido’

Enquanto Pauderney Avelino (DEM) nega a fusão entre os partidos, Belarmino Lins (PP) não descarta a possibilidade de criação do 'superpartido'.

23 de julho de 2021