fbpx

quarta, 01 de dezembro de 2021

Omar aposta em maioria no Senado para aprovar relatório da CPI

Relatório final da CPI da Pandemia será votado, nesta terça-feira (26), no Senado Federal. Omar Aziz garante ter apoio da maioria para aprovação do documento.

25 de outubro de 2021

Compartilhe

Senador Omar Aziz é presidente da CPI da Pandemia (Foto: Divulgação)

O senador pelo Amazonas, Omar Aziz (PSD), e presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, no Senado Federal, que investiga as ações e omissões do governo Bolsonaro no enfrentamento da Covid-19 disse, em entrevista à TV RealTime1 nesta segunda-feira (25), que vota a favor do relatório do senador Renan Calheiros (MDB/AL), independente de qual seja o conteúdo final.

Nesta terça (26), os senadores se reúnem para votar o relatório final, que será apresentado e lido pelo relator da CPI da Covid-19, Renan Calheiros.

Questionado sobre a possível inclusão do nome do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), no relatório final da CPI, Omar diz que este novo fato não mudará o seu voto favorável.

Reunião antes da votação

Antes disso, Omar Aziz diz que chega a Brasília ainda na noite de hoje, onde reúne, por volta das 21h, com outros senadores em seu apartamento funcional.

No local, os parlamentares vão alinhar os últimos ajustes do relatório e ouvir algumas considerações, que serão apresentadas pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP).

Conforme Omar, as considerações de Ranfolfe não têm muita divergência e são mais para conhecimento de cada um dos parlamentares.

Sobre o relatório de Renan, Omar está confiante na aprovação.

“O relatório do Renan será aprovado conforme vier. Nós temos maioria para aprovar e os votos separados serão lidos. Caso eles [senadores de oposição ao relatório] peçam para votar, eu posso pedir uma inversão de pauta e votar. Mas, caso eles queiram votar, serão derrotados pela comissão”, garante Omar Aziz.

Muitas pessoas serão indiciadas por crimes durante a pandemia

O senador pelo Amazonas está confiante de que, com o relatório final da CPI da Covid-19, muitas pessoas sejam indiciadas por crimes como o de omissão, fake news, prevaricação e outros.

“Esses indiciamentos não são para julgar ninguém. Serão enviados e analisados pelos ministérios público Estadual e Federal, órgão competentes, como o Supremo Tribunal Federal (STF) e, com certeza, também pelo Tribunal Internacional, como é o caso de Bolsonaro que tá sendo apontado como autor de crime contra a humanidade”, explicou o presidente da CPI.

Assista à entrevista completa no link abaixo:

Texto: Isac Sharlon

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprova PEC dos Precatórios

A PEC do senador Fernando Bezerra, que já passou pela Câmara dos Deputados, libera espaço fiscal em 2022 para o pagamento do programa social Auxílio Brasil.

1 de dezembro de 2021

Prazo para apresentação de emendas impositivas à LOA encerra hoje

O Governo estima o orçamento para o próximo ano fiscal em pouco mais de R$ 24 bilhões. Os deputados podem dispor de 1,2% da receita corrente líquida para emendas individuais.

1 de dezembro de 2021

Comissão de Educação ignora pedidos do Sinteam e frustra educadores

Sindicato que representa a categoria dos profissionais da Educação diz que a comissão não deu retorno de ofícios protocolados ao longo do ano; reajuste é uma das pautas.

1 de dezembro de 2021

STF mantém foro de Flávio Bolsonaro no caso das rachadinhas

A investigação que atinge o senador foi desidratada por decisões do STJ, que anulou a maior parte das provas colhidas em primeiro grau por considerar o juízo incompetente.

1 de dezembro de 2021

Deputados debatem prática de empinar moto como atividade desportiva

Deputada diz que o 'grau de moto' têm sido muitas vezes reprimido por agentes da polícia e por isso quer transformar a 'acrobacia' em esporte.

1 de dezembro de 2021

Destacando presença de deputados, Bolsonaro oficializa entrada no PL

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro destacou que a cerimônia foi uma simples filiação ao partido e que não estava “lançando ninguém a cargo nenhum”.

30 de novembro de 2021

Plínio e Marcelo defendem emendas do relator e transparência na aplicação

Senador Plínio Valério e o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, defenderam o instrumento que possibilita liberação de recursos para o Estado e os municípios.

30 de novembro de 2021

Ministério Público do Amazonas vai investigar garimpagem no rio Madeira

MP-AM instalou inquérito civil público na última sexta-feira (26) para investigar "possíveis irregularidades" das balsas de garimpo que se amontoaram no Rio Madeira.

30 de novembro de 2021