fbpx

quarta, 10 de agosto de 2022

‘Nenhum cacique político pode dizer que é meu padrinho’, diz Wilson Lima

Convenção que confirmou candidatura à reeleição do governador contou com a presença de cerca de 40 prefeitos do interior. David garantiu que será cabo eleitoral na campanha.

4 de agosto de 2022

Compartilhe

Governador finalizou o discurso sendo carregado pelos apoiadores que prestigiavam o evento (Foto: Reprodução)

A convenção conjunta entre  União Brasil, Avante, PSC, Patriota e PRTB reuniu mais de 30 mil pessoas na noite desta quinta-feira (4), no espaço Via Torres. O ato oficializou os nomes de Wilson Lima (UB) e Tadeu de Souza (Avante) como candidatos ao Governo do Amazonas.

Diante de milhares de apoiadores e do maior arco de aliança política nesta eleição, o governador Wilson Lima (UB) discursou afirmando que “não tem nenhum cacique politico pra dizer que é seu padrinho” no Estado.

“Sabe quem é o padrinho do governador Wilson Lima? É esse povo que está aqui e que o elegeu. E agora estamos para fechar a cortina de poderosos que achavam que mandavam nesse Estado. Estou para provar que qualquer um do povo pode ser governador, pode ser prefeito, deputado”, disse o governador do Estado.

No palanque da convenção, ao lado de Wilson Lima estavam seu vice na chapa majoritária, Tadeu de Souza (Avante), o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), o candidato ao Senado da sua coligação, Coronel Menezes (PL), além de prefeitos municipais.

A convenção, que reuniu UB, Avante, PSC, Patriota e PRTB confirmaram na noite desta quinta-feira (4), mais de 170 nomes nas candidaturas proporcionais.

David Almeida fez questão de ressaltar que a continuidade da gestão Wilson Lima é sinônimo da “continuação da mudança no Amazonas”.

“Aqueles que criaram os problemas do Amazonas querem tirar Wilson Lima”, disse David, reforçando ser “cabo eleitoral” do governador.

Ainda na noite de hoje, cerca de 40 prefeitos do interior marcaram presença no evento, confirmando apoio à reeleição de Wilson. Todos usavam uma camiseta onde se lia ‘O Amazonas fechado com Wilson 44’.

Da Redação, com informações de Emerson Medina

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Michelle Bolsonaro ataca Lula e associa religiões africanas a ‘trevas’

Em vídeo divulgado por Michelle, Lula se encontra com representantes de religiões de matriz africana. Para ela, o ato corresponde a "principados e potestades das trevas".

9 de agosto de 2022

DC refaz contas para garantir mínimo da cota feminina nas Eleições do AM

Antes, o partido não havia apresentado o mínimo de candidaturas femininas para a disputa na Câmara Federal. Agora, a sigla conta com duas mulheres e quatro homens.

9 de agosto de 2022

Após definir palanque com Braga e Omar, Lula vem ao AM em setembro

Viagem está marcada para o início do mês de setembro, conforme informou ao RealTime1 o presidente estadual do PCdoB, Eron Bezerra.

9 de agosto de 2022

TRE-AM realiza curso para Prestação de Contas das Eleições 2022

O treinamento visa a correta prestação de contas, desde a utilização do sistema da Justiça Eleitoral até o lançamento das receitas e despesas. Inscrições encerram dia 12.

9 de agosto de 2022

Chico diz que tentará Senado de forma avulsa, mas pode ser impugnado

O alerta é do advogado Augusto Sampaio que aponta que Chico Preto não pode ser beneficiado pela decisão do TSE porque o Avante apoia coligação que já tem senador.

9 de agosto de 2022

Silas Câmara declara patrimônio de R$ 3,5 milhões à Justiça Eleitoral

O patrimônio do deputado federal evoluiu de R$ 2,1 milhões para R$ 3,5 milhões. Em 2006, quando ele foi eleito pela 3º vez para Câmara, os bens declarados somavam R$ 574 mil.

9 de agosto de 2022

Patrimônio dos irmãos Pinheiro evolui de R$ 557 mil para R$ 3 milhões

Candidata à reeleição, Mayara Pinheiro declarou possuir o patrimônio de R$ 1,9 milhão. A soma é R$ 864,6 mil a mais que os bens declarados pelo irmão, Adail Filho.

9 de agosto de 2022

O que faz um suplente de senador? O AM já definiu estes nomes; confira

Candidatos a suplentes nas chapas majoritárias são empresários, ex-dirigente de partido, professores e membros da comunidade indígena.

9 de agosto de 2022