fbpx

sexta, 20 de maio de 2022

Mudanças em leis essenciais expõem abismo entre o parlamento e o povo

Especialistas consultados pelo RealTime1 dizem que mudanças no Código Eleitoral e nas Leis Anticorrupção não priorizam o debate popular e configuram um ataque à democracia.

11 de agosto de 2021

Compartilhe

No último semestre, o Congresso Nacional tem promovido diversas mudanças que devem refletir nas eleições 2022 (Foto: Mídia Ninja)

Uma série de mudanças nas regras eleitorais e de combate à corrupção debatidas no Congresso Nacional, e até aprovadas a pouco mais de um ano das eleições gerais, evidenciam o abismo entre os políticos e a população brasileira na avaliação de especialistas consultados pelo RealTime1.

Afrouxamento de Leis como a da Ficha Limpa e de Improbidade Administrativa, mudanças no sistema de financiamento de campanha para que empresas possam voltar a patrocinar políticos, voto ‘distritão’ para favorecer os mais ricos e famosos e o retorno das coligações foram apenas algumas das pautas que, segundo o presidente do Comitê de Combate à Corrupção no Amazonas, Carlos Santiago, vão de encontro ao discurso dos congressistas.

“Ninguém discutiu um Novo Código eleitoral brasileiro, ao contrário. Disseram que iriam combater a velha prática da política, iriam combater a corrupção. Então, as velhas práticas estão sendo feitas pelos que foram eleitos com discurso da nova política e isso é terrível para a cabeça do eleitor. Os representantes da sociedade estão agindo de costas para a sociedade”, reforçou Carlos.

Ataque às conquistas da população

Na avaliação de Santiago, o comportamento dos políticos é um ataque à democracia, pois suprime a participação dos cidadãos em debates importantes para o futuro do País. A população já mostrou que é favorável, segundo ele, a regras duras contra a corrupção e as últimas mudanças do Congresso sobre o assunto têm retirado conquistas dos movimentos populares nos últimos 30 anos.

“Quem está lá não faz nenhum movimento para que tenham audiência [pública]. As coisas estão sendo feitas na calada da noite. Os caras estão pautando reunião para discutir mudanças no sistema eleitoral brasileiro na madrugada, com relatórios apresentados na hora para os deputados. É uma coisa vergonhosa”, completou.

Mudanças sem publicidade de informações

Assim como Santiago, o presidente da Associação Amazonense do Ministério Público (AAMP), Alessandro Samartin, também destacou a importância da publicidade das informações, principalmente a partir da imprensa, para que as mudanças sejam realizadas de forma transparente.

“Todas essas discursões no ambiente democrático são necessárias, mas o que serve para a tomada de decisão é a informação e aquela informação tem que ser uma informação baseada na verdade, na segurança e na qualidade. Vivemos uma era onde rapidamente se disseminam informações falsas e só é possível combater esse problema com informação correta”, destacou Samartin.

Junto com a reforma eleitoral os políticos planejam afrouxar a fiscalização dos gastos do Fundo Partidário e dos gastos de partidos e candidatos transferindo a prestação de contas para o sistema da Receita Federal e não mais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) padronizando os gastos e dificultando a identificação de crimes.

Texto: Giovanna Marinho

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ataca o STF, e Moraes fala em luta contra antidemocráticos

Bolsonaro também afirmou que as Forças Armadas foram convidadas a participar do processo eleitoral e que suas observações "não vão ser jogadas no lixo".

19 de maio de 2022

Em pré-campanha, Arthur busca apoio de influenciadores digitais

O ex-prefeito reuniu com influenciadores digitais do Amazonas, que já o apoiaram durante sua gestão na Prefeitura. A ideia é ampliar sua rede de apoio nas redes sociais.

19 de maio de 2022

‘Não vou dar mole para essa empresa’, diz Sinésio sobre AM Energia

Ao comentar decisão que libera a AM Energia a instalar medidores, Sinésio afirma que os aparelhos são vergonhosos e que não vai deixar a empresa livre para cometer abusos.

19 de maio de 2022

João Pedro ‘bate o pé’ e lança seu nome ao Senado pelo PT-AM

O ex-senador afirmou que irá registrar candidatura ao Senado, contrariando Sinésio Campos, que afirmou que o PT não terá candidato ao posto para apoiar Omar Aziz.

19 de maio de 2022

General Franklimberg quer levar experiência militar para Aleam

Filiado ao União Brasil, o militar colocou seu nome à disposição da sigla para tentar uma vaga na Asembleia. Ele ajudou a atual gestão durante o período de transição.

19 de maio de 2022

Populares reagem a vídeo de Amazonino dizendo não ter dinheiro; confira

Depois de quatro mandatos como governador e três como prefeito, Amazonino Mendes disse, em vídeo, não ter dinheiro. O ex-governador quer voltar a chefiar o Estado.

19 de maio de 2022

Homeschooling: Átila, Bosco, Alberto Neto e Pablo dizem sim à educação domiciliar

A bancada do Amazonas na Câmara ficou dividida na votação do homeschooling. Os destaques do texto-base serão votados nesta quinta e depois segue para o Senado.

19 de maio de 2022

‘Gestor tem que ser jovem, andar e estar perto do povo’, diz Liliane Araújo

Liliane Araújo é a nova entrevistada da série do Real Time 1 com os pré-candidatos para a Câmara dos Deputados em Brasília onde faz a defesa de suas bandeiras.

19 de maio de 2022