fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

Ministro diz que há lobby para derrubar arremate do aeroporto de Manaus

A pressão, segundo Tarcísio de Freitas, é feita pelas empresas SB Porto Seco e Aurora que tinham interesse na licitação do terminal de cargas do aeroporto.

22 de junho de 2021

Compartilhe

O ministro disse ainda que a Polícia Federal está investigando o caso (Foto: Reprodução)

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse que há um lobby com interesse em derrubar o resultado do leilão do bloco Norte da sexta rodada de concessões de aeroportos, que ocorreu em abril deste ano. Freitas falou à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (22).

O ministro disse que a briga judicial é das empresas SB Porto Seco e Aurora, que tinham interesse na licitação do terminal de cargas do aeroporto de Manaus. A licitação chegou a ser agendada no governo Temer, mas foi cancelada pelo governo de transição, entre novembro e dezembro de 2018.

A licitação anterior daria prejuízo ao erário, já que o terminal de cargas da capital amazonense, que é lucrativo, com operação privada exclusiva para aquele espaço, daria um déficit de R$ 1 bilhão em 10 anos à Infraero, quando comparado à administração direta que é feita hoje pela estatal.

Um dos dois interessados naquela licitação, a SB Porto Seco, apresentou à Justiça um contrato assinado com a Infraero que supostamente validaria a sua atuação naquele terminal. Segundo Freitas, esse contrato nunca existiu e só apareceu nas vésperas do certame, assim como também nunca foi publicado no Diário Oficial da União (DOU). Freitas disse ainda que a Polícia Federal está investigando o caso.

“A assinatura apareceu, a publicação no Diário Oficial da União, não. Até porque não tem [contrato]. A empresa nunca entrou no terminal. Nunca operou. Nunca bateu um prego numa barra de sabão. Quem sempre fez a operação ali foi a Infraero”, disse.

Com informações do Poder 360

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021

STF desmente Bolsonaro sobre ‘proibir’ a União de atuar no combate à Covid

Desde o início da pandemia a ADI do STF é usada pelo presidente Jair Bolsonaro para mentir sobre a falta de ação do Governo Federal no combate à Covid-19.

29 de julho de 2021

Omar garante que CPI já tem provas que atestam crimes na pandemia

Presidente da CPI da Covid-19, Omar Aziz afirmou que documentos e depoimentos já tomados provam a existência de crimes cometidos por agentes públicos e particulares.

29 de julho de 2021