fbpx

sexta, 30 de julho de 2021

‘Militares não irão embarcar em aventuras’, diz ex-ministro da Defesa

Aldo Rebelo sempre teve grande aproximação do meio militar e admiração pelas Forças Armadas brasileiras.

12 de julho de 2021

Compartilhe

Bolsonaro ao lado de militares durante evento do Exército (Foto: Fernando Souza/AFP)

O alagoano e ex-ministro da Defesa entre 2015 e 2016, Aldo Rebelo afirmou, neste domingo (11), com convicção, durante entrevista a um veículo de comunicação a nível nacional, que não tem nenhum motivo para acreditar que as Forças Armadas brasileiras embarcariam em qualquer tipo de aventura antidemocrática.

Por mais que possa parecer inusitado para quem se acostumou aos discursos dos militares de direita ligados ao governo Jair Bolsonaro, que atacam o comunismo a todo momento, Aldo sempre teve grande aproximação do meio militar e admiração pelas Forças Armadas brasileiras.

Aldo foi durante boa parte da sua vida integrante do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Foi como comunista que ele presidiu a Câmara dos Deputados, entre 2005 e 2007. E, no seu gabinete, atrás de sua mesa, Aldo pendurou um retrato de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro.

A proximidade com o meio militar não diminuiu depois desse período e prossegue até hoje. “Quando a sociedade enfrenta dificuldades, sempre vejo as Forças Armadas como parte da solução, não do problema”, afirma ele. “Infelizmente, os últimos episódios colocaram as Forças Armadas no limite entre ser a solução e o problema”, continua.

Baixo oficialato

Há, porém, um outro risco. O de um embarque não institucional, mas vindo de baixo para cima, a partir do oficialato de baixa patente e das polícias militares. Algo que Bolsonaro parece estimular. Sua base política sempre foi esse baixo oficialato. Ele poderia conseguir produzir algum tipo de insurreição nas Forças Armadas? Aldo também não acredita nessa hipótese. “Não há nenhuma hipótese disso acontecer”, diz, taxativo.

“Bolsonaro sempre atuou como uma espécie de sindicalista das Forças Armadas. E as pessoas ligadas ao baixo oficialato de fato sempre demonstraram apreço a ele por essa atuação sindical. Mas não acredito que isso tenha força para fazer com que o sentimento de disciplina muito forte nas Forças Armadas seja ultrapassado pelo sentimento político”, diz ele.

Da Redação, com informações do site Congresso em Foco.

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

PEC do Voto Impresso pode ser votada por Comissão na próxima quinta

Para garantir o sigilo do voto, será proibido o uso de qualquer elemento de identificação do eleitor na cédula impressa.

30 de julho de 2021

Garantido no Senado até 2026, Plínio não quer se aventurar a vice em 2022

Senador acredita ser uma boa opção para uma terceira via na disputa pelo Governo do Amazonas, mas descarta formar chapa com o tucano Arthur Neto na Eleição majoritária.

30 de julho de 2021

Bolsonaro ressuscita boatos de fraude nas Eleições e não prova nada

Presidente há um ano diz ter provas de que houve fraude nas Eleições em 2018. Nesta quinta-feira (29), mais uma vez não cumpriu com a palavra ao não revelar provas.

29 de julho de 2021

Punições pelo uso indevido de dados pessoais começam a valer domingo

Quem infringir a lei fica sujeito a advertência, multa simples, multa diária, suspensão parcial ou total de funcionamento, além de outras sanções.

29 de julho de 2021

CPI centrará fogo nas plataformas de redes sociais que divulgaram mentiras

O senador Omar Aziz considera um absurdo a quantidade de mentiras e desinformação que circula nas plataformas de redes sociais a partir de robôs de internet.

29 de julho de 2021

Senador do AM chama procurador do MPF de ‘militante ambiental’

O procurador proibiu que o Ibama realize audiências virtuais para expor o estudo de impacto ambiental para licenciamento da BR-319. Órgão tem 10 dias para acatar a decisão.

29 de julho de 2021

Pazuello depõe em inquérito da PF que apura prevaricação de Bolsonaro

O ex-ministro da Saúde começou a depor às 10h e até o momento segue na superintendência da Polícia Federal em Brasília. Pazuello hoje trabalha na cozinha do Planalto.

29 de julho de 2021

Procurador pede que Coari suspenda festividades pelos 89 anos da cidade

A comemoração dos 89 anos da fundação de Coari, recheada de eventos, deve ser suspensa a pedido Ministério Público do Amazonas devido ao risco sanitário.

29 de julho de 2021