fbpx

sábado, 23 de outubro de 2021

Manobra na Conitec resulta na 3ª convocação de Queiroga à CPI

Comissão do Ministério da Saúde iria votar, nesta quinta-feira, parecer que atesta a ineficácia da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento da Covid-19.

7 de outubro de 2021

Compartilhe

Em depoimento na CPI, em maio, Marcelo Queiroga informou que havia pedido que a Conitec analisasse o uso da cloroquina, mas ao final do trabalho ele retirou a decisão da pauta (Foto: Reprodução)

A retirada de pauta do parecer elaborado por especialistas que atesta a ineficácia da cloroquina no tratamento da Covid-19 da reunião desta quinta-feira (7) da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) indignou os senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19, que decidiram aprovar requerimento do senador Alessandro Veira (Cidadania/SE) pedindo a terceira convocação do Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

A retirada de pauta do parecer, na avaliação dos senadores, foi definida no Palácio do Planalto em uma reunião entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os generais Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, e o assessor de Assuntos Estratégicos e ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

“Eles se reuniram ontem e determinaram ao ministro Queiroga que retirasse esse parecer que definiria um protocolo com base na ciência e não no negacionismo do presidente”, afirmou o relator da CPI, senador Renan Calheiros (MDB/AL).

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) também defendeu uma nova convocação do ministro Queiroga. O mesmo pedido já havia sido feito por Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Tasso criticou o fato de Queiroga ter retirado da pauta da Conitec a votação de um relatório sobre a ineficácia da cloroquina no tratamento da covid-19.

“Nós retrocedemos. O ministro da Saúde, que veio a essa CPI de uma maneira humilde dizer que respeitava a ciência e iria se concentrar na vacinação, homem bem-educado, passou por uma transformação radical. Nos últimos 15 dias, passou a prejudicar de uma maneira concreta o processo de combate à Covid”, disse Tasso, citando inclusive a proibição que o Ministério fez em relação à vacinação de adolescentes.

“Atrapalhou, criou confusão e insegurança. Em seguida fez aquele ‘papelão’ na ONU. Agora, tivemos essa notícia: na ânsia de agradar ao presidente da República, retira da Conitec o processo que claramente condena o uso inadequado da cloroquina. Que o ministro venha a se colocar diante da CPI”, sacramentou o senador.

O senador Eduardo Braga (MDB) também criticou a decisão de retirar de pauta o parecer dos especialistas.

“Desde o início desta CPI eu defendi que o fórum adequado para a discussão e decisão sobre o uso deste medicamento era a Conitec, o ministro Queiroga disse o mesmo, e agora quando a comissão está próximo de tomar uma decisão, ele vai lá e retira a discussão da pauta”, disse Braga.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Gilberto Kassab anuncia Rodrigo Pacheco como candidato a presidente

O presidente Nacional do PSD revelou, neste sábado, que o candidato do partido à presidência, no próximo ano, será o senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado.

23 de outubro de 2021

Wilson Lima e David Almeida assinam convênios de mais de meio bilhão

O governador Wilson Lima e o prefeito David Almeida assinarão, amanhã, uma série de convênios que representarão um presente para a cidade que fará 352 anos neste domingo.

23 de outubro de 2021

STF realiza audiência para discutir a criação do juiz de garantias

Juiz de garantias vai atuar fiscalizando a legalidade dos atos praticados pelo juiz da instrução criminal, o que gerou uma dúvida sobre a constitucionalidade desta novidade.

23 de outubro de 2021

Congresso abre prazo para apresentação de emendas a LOA da União

Lei Orçamentária Anual (LOA) do Governo Federal reservou R$ 16,2 bilhões para os parlamentares apresentarem emendas com execução obrigatória no próximo ano.

23 de outubro de 2021

Improbidade administrativa um problema recorrente das prefeituras

Para analista político, irregularidades na prestação de contas pode ser fruto da falta de pessoal, dificuldades dos servidores e até mesmo má fé com a causa pública.

23 de outubro de 2021

“Baixo orçamento é oriundo de Arthur Neto”, culpa Antônio Stroski

Titular da secretaria de meio ambiente disse que política de "encolhimento" de antecessor foi responsável pelo atual orçamento de R$ 17,1 milhões em 2022.

23 de outubro de 2021

Após viagens na pandemia e diagnóstico de Covid-19, Assis volta à CMM

Vereador chamava a atenção de pessoas por aglomerações e o não uso de máscara, mas na Pandemia emendou duas viagens seguidas em agosto e voltou pra Manaus com Covid-19.

22 de outubro de 2021

Ex-ministro Esteves Colnago assumirá Secretaria de Tesouro e Orçamento

A nomeação foi confirmada há pouco pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

22 de outubro de 2021