fbpx

terça, 15 de junho de 2021

Lula precisa reconquistar ricos para tirar favoritismo de Bolsonaro

Os dados da pesquisa 'Especiais Eleições' da Revista Exame Invest Pro e Instituto IDEIA apontam que a rejeição do ex-presidente é maior entre as classes média e alta.

15 de março de 2021

Compartilhe

Após decisão do STF, embate entre Lula e Bolsonaro virou duelo com data marcada para acontecer

A possibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se candidatar às Eleições em 2022 abalou, mas não tirou o favoritismo de Jair Bolsonaro (sem partido) para reeleição. Os dados são da pesquisa Especiais Eleições da Revista Exame Invest Pro e Instituto IDEIA apresentada na última sexta-feira (15).

Porém, para vencer com tranquilidade os dois precisaram lidar com o mesmo problema: a rejeição. Entre os respondentes da pesquisa, 46% acreditam que Lula não merece ser presidente, enquanto 48% dizem que Bolsonaro não merece a reeleição.

Quando perguntados qual dos dois merece comandar o país, 32% são favoráveis a Lula, enquanto 42% ainda apostam em Bolsonaro. Lula está na dianteira na rejeição com 42% dos cidadãos questionados dizendo que não votariam de jeito nenhum em sua candidatura, contra 38% Bolsonaro.

Ricos não querem Lula

O público que desaprova, em sua maioria, o ex-presidente é composto pela classe média e alta. Seguido deles estão o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) (28%), Luciano Huck (26%), Ciro Gomes (23%), Sergio Moro (19%), Boulos (18%), Mandetta (15%), João Amoedo (11%).

O fundador do instituto IDEIA, especializado em opinião pública, Maurício Moura acredita que os dados mostram Bolsonaro como favorito pelo fortalecimento em seu reduto eleitoral, os evangélicos. Porém as respostas a pandemia e os números da economia devem ser pautas recorrente que irão definir muitos votos.

“Como apontamos seguidamente, as variáveis velocidade de vacinação e frequência do auxílio emergencial serão decisivas. Assumindo uma melhora da pandemia, a economia irá pautar a eleição de 2022”, explicou.

O vice mudará escolhas

A escolha do vice também pode mudar quadro das Eleições. Fernando Haddad permanece como favorito para ser vice de Lula, com 32% de pessoas que votariam nele com uma chapa puro sangue do PT. O apresentador da Rede Globo, Luciano Huck fica em segundo com 18%.

Huck, segundo Maurício, traria novos votos em outros nichos para Lula, uma vez que boa parte dos mais afortunados apontaram a preferência por um nome fora dos extremos políticos.

Enquanto a decisão do ministro o Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin que anulou as decisões da Lava Jato julgadas pela Vara de Curitiba, 73% dos entrevistados sabem que Lula se tornou elegível novamente. Boa parte dos 27% que não sabiam são das classes C e D, reconhecida como público do ex-presidente.

Porém, 49% das pessoas acreditam que essa informação não aumenta nem diminui as chances de mudar seu voto e 39% ainda não sabem dizer se essa informação altera ou não a sua decisão.

Bolsonaro vence em todos

Segundo a pesquisa, em todos os cenários propostos Bolsonaro seria releito. O destaque vai para Lula e para Huck que no segundo turno teriam cenário semelhantes com 37% das intenções de voto contra Bolsonaro (46%). Em um embate direto entre Lula e Bolsonaro, eles teriam 37% e 44% respectivamente.

A pesquisa foi realizada de 10 a 11 de março, onde 1 mil entrevistas em todas as regiões do país, respeitando as variáveis populacionais o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Prefeita e ex-secretário de Coari são denunciados pelo MPAM

De acordo com o MPAM, há indícios de uso do programa social 'Direito a Cidadania' para fins eleitoreiros, devido à possibilidade das Eleições suplementares no município.

14 de junho de 2021

Wizard poderá ser levado à CPI por condução coercitiva, caso falte na quinta

Caso o empresário não compareça, o auditor do TCU, Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, estará de sobreaviso para antecipar depoimento à comissão investigadora.

14 de junho de 2021

Entusiasmo de governador e prefeito esbarra na vontade da população

Essa e outras notícias na coluna TEMPO REAL do portal RealTime1: Informação com credibilidade sobre política e os últimos acontecimentos do Amazonas.

14 de junho de 2021

PEC da Guarda Municipal avança, mas sem trechos inconstitucionais

A proposta para regulamentação da Guarda Municipal armada no Amazonas tramita em regime de urgência na Assembleia Legislativa e deve entrar em pauta nesta quarta-feira (16).

14 de junho de 2021

Supremo abre crise na CPI com decisões divergentes sobre sigilos

Analisando casos de quebras dos sigilos telefônico e telemático, Luís Roberto Barroso, Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski tomaram decisões bastante diferentes.

14 de junho de 2021

Parceria com David na imunização vai ter ‘bis’ nos próximos dias, diz Wilson

Governador e prefeito comemoraram os números alcançados na ação do final de semana e agradeceram aos profissionais da saúde envolvidos na operação.

14 de junho de 2021

Depoimento de Marcellus Campêlo pode evidenciar omissões de Bolsonaro

O ex-secretário de Saúde do Amazonas deve ser questionado acerca da crise de oxigênio vivida em janeiro e da imposição do tratamento precoce pelo Ministério da Saúde.

14 de junho de 2021

Deputados levam indícios de crime de responsabilidade de Bolsonaro ao TCU

Os dados foram apresentado pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) também à CPI da Covid. O desvio de valores destinados a publicidade seriam de R$ 52 milhões.

14 de junho de 2021