fbpx

quinta, 30 de junho de 2022

Livre de acusação por crise de oxigênio, Pazuello visita obras em Manaus

Na manhã desta sexta-feira (27), Pazuello acompanhou o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) e o governador Wilson Lima (UB) que visitaram obras de asfaltamento.

27 de maio de 2022

Compartilhe

A nova Lei de Improbidade Administrativa, que prevê que improbidade só existe em caso de dolo, ou seja, quando há a intenção de dano por parte dos gestores (Foto: Divulgação)

O ex-ministro da Saúde, general da ativa, Eduardo Pazuello (PL), fez a primeira aparição pública em Manaus desde que a Justiça Federal do Amazonas o livrou da acusação de improbidade administrativa na crise do oxigênio em Manaus. O ‘alívio’ veio em razão da nova lei de improbidade aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que prevê que o crime só existe em caso de dolo, ou seja, quando há a intenção de dano por parte dos gestores.

Na manhã desta sexta-feira (27), Pazuello acompanhou o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), e o governador Wilson Lima (UB) em visitas à obras de asfaltamento do programa Asfalta Manaus.

Nas redes sociais, David Almeida fez questão de mostrar Pazuello. Em um de seus stories, David brinca com Pazuello. “Estamos com o Pazuello na Alvorada e a gente se depara com uma loja que tem [o nome] General Oficial. Olha só. Faca na caveira”, postou.

Diferente de David, o governador Wilson Lima não dedicou espaço em suas redes sociais ao ex-ministro.

Pré-candidato a deputado federal pelo PL no Rio de Janeiro, Pazuello assumiu o Ministério da Saúde em meio a baixa de dois ministros que abandonaram o governo depois de pressão do presidente Bolsonaro para que a cloroquina fosse usada no combate à Covid-19.

Como ministro, Pazuello cedeu às pressões do presidente e adotou a cloroquina, medicamento inútil para tratar todas as formas da Covid-19.

Quando Manaus colapsou na segunda onda da pandemia, em janeiro de 2021, uma equipe do Ministério da Saúde sob a supervisão da ex-titular da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação, Mayra Pinheiro – a Capitã Cloroquina – receitou o kit Covid-19 em Unidades Básicas de Saúde de Manaus.

Texto: Jefferson Ramos

Leia mais:

Leia mais sobre Política

Amazonino tenta se promover às custas de policiais que prometem greve

Amazonino divulga que policiais ameaçam entrar em greve este ano e diz que sempre esteve ao lado da classe, mas esquece que quando governador teve que contornar paralisação.

30 de junho de 2022

Projeto de Lei isenta templos religiosos de pagar IPTU em Manaus

Apresentado pelo vereador Rosinaldo Bual, o Projeto de Lei tira do papel direito à isenção previsto na Constituição, mas impacta arrecadação da Prefeitura de Manaus.

30 de junho de 2022

TSE define teto de gastos de campanha presidencial em R$ 88,3 milhões

A decisão unânime da corte foi no sentido de determinar que seja usado o mesmo teto de gastos de 2018, mas corrigido pela inflação. Ou seja, pelo IPCA.

30 de junho de 2022

Comissão realiza oitivas sobre falta de segurança em terra indígena

Comissão vai pedir providências sobre os assassinatos de Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, além de apurar a omissão do poder público na segurança dos indígenas.

30 de junho de 2022

Wilson entrega mais de R$ 10 milhões em materiais para Operação Enchente

A entrega de 19 lanchas rápidas e 300 purificadores, que juntos somam o investimento de R$ 10,8 milhões dão continuidade nas ações de enfrentamento da enchente 2022.

30 de junho de 2022

‘Wilson Lima tem habilidade e é um dos favoritos da eleição’ , diz Hissa

Pré-candidato pelo Avante, Hissa Abraão afirmar que vai lutar pela Reforma Tributária e pela revisão dos impostos para que a classe média pague menos que os mais ricos.

30 de junho de 2022

‘Mesmo sob ditadura camuflada, golpe não virá’, avalia um dos criadores do PT

Foragido político por 15 anos, Carlos Augusto, para muitos Raimundo Cardoso viveu escondido em Manaus; integrou o PCdoB na década de 70 e está no PT há 43 anos.

30 de junho de 2022

Governo suspende publicações em redes sociais até o fim da eleição

Medida atende vedação prevista na legislação eleitoral que visa dar igualdade de disputa na corrida eleitoral minimizando o peso da máquina pública na eleição.

30 de junho de 2022