fbpx

sábado, 21 de maio de 2022

Ida de Moro ao União Brasil facilita vida de filiados do Podemos no AM

Presidenciável estuda se filiar ao União Brasil e assim facilitar a vida dos filiados do Podemos no Amazonas, que poderão apoiar livremente Bolsonaro e ter mais recursos.

27 de janeiro de 2022

Compartilhe

Sérgio Moro deve trocar o Podemos para ingressar no União Brasil e ter mais recursos e tempo de propaganda no rádio e TV durante a campanha (Foto: Reprodução)

A desfiliação do ex-juiz e presidenciável Sérgio Moro do Podemos e a ida dele para o União Brasil vai facilitar a vida dos militantes do partido no Amazonas e que são aliados do governador Wilson Lima (PSC), o principal aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL) no Amazonas.

O conflito entre apoiadores de Moro e Bolsonaro no Amazonas rumava para uma disputa eleitoral sem unidade e, consequentemente, avaliam os dirigentes, para o fracasso.

“Com uma turma puxando para um lado e a outra para o outro, nós não chegaríamos a nenhum lugar”, diz um membro da executiva provisória do Podemos que não quis se identificar.

Com Moro indo para o União Brasil, o partido que surgirá da fusão de PSL com o DEM num processo que só deverá estar pronto em março, as alas que seguirão com Wilson Lima vão dominar o Podemos e seguir livres para subir no palanque de Bolsonaro no Amazonas.

Fora do Podemos, Sérgio Moro ganharia um palanque forte no Amazonas já que o União Brasil terá como candidato ao Governo o ex-governador Amazonino Mendes, um dos líderes das pesquisas de intenção de voto no Estado.

De acordo com um dirigente do PSL, a opção de Moro pelo novo partido deve-se ao maior tempo na propaganda de rádio e televisão e à maior fatia de recursos que o União Brasil terá para investir na candidatura presidencial.

“No Podemos os recursos dos fundos partidário e eleitoral são escassos e investir na candidatura presidencial acaba retirando dinheiro das candidaturas proporcionais para as Casas Legislativas”, explicou o cientista político Moacir Santos.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson destina mais de R$ 57 milhões para os municípios Caapiranga e Anamã

Os investimentos do Governo do Amazonas têm o objetivo de melhorar a infraestrutura, o escoamento da produção agrícola e a trafegabilidade nos dois municípios.

20 de maio de 2022

Moraes bloqueia bens de Daniel Silveira para garantir pagamento de multas

Medida do ministro Moraes visa garantir que Daniel Silveira pague as multas acumuladas em mais de R$ 600 mil pelo descumprimento do uso de tornozeleira eletrônica.

20 de maio de 2022

Wilson anuncia R$ 1,3 milhão para equipamentos no Hospital de Caapiranga

O hospital recebeu reforma geral, passando por ampliações e adaptações, sendo necessário para o completo atendimento aos usuários, e reforço na estrutura.

20 de maio de 2022

Aliados de Bolsonaro indicam nova visita do presidente ao AM no dia 28 de maio

O anúncio da vinda do presidente foi feito por seus aliados no Amazonas. No entanto, a agenda presidencial ainda não foi divulgada oficialmente pelo Planalto.

20 de maio de 2022

Lula estabiliza em 44% contra 32% de Bolsonaro em nova pesquisa Ipespe

Pesquisa foi realizada por telefone, entre os dias 16 e 18 de maio, com 1 mil entrevistados com idade a partir de 16 anos, em todas as regiões do país.

20 de maio de 2022

Prefeitos do AM criam novo fórum e esvaziam Associação de Municípios

Desde a eleição de Jair Souto para o comando da AAM, os demais prefeitos reclamam da falta interlocução dele com o Governo do Estado para sanar demandas do interior.

20 de maio de 2022

Escolha de ouvidor-geral nas Defensorias deve ser em lista tríplice

Segundo relator Gilmar Mendes, as atribuições conferidas aos membros da Ouvidoria-Geral das Defensorias Públicas estão entre as previstas na Constituição Federal

20 de maio de 2022

‘Wilson levou asfalto onde jamais imaginavam’, diz pré-candidato do Republicanos

Pastor da Igreja Universal diz que não é bolsonarista e tem opinião própria sobre a corrida presidencial, mas se for eleito buscará parceria mesmo com Lula na presidência.

20 de maio de 2022