fbpx

segunda, 08 de agosto de 2022

Aliança Podemos-União Brasil mexe no tabuleiro da eleição no Amazonas

Sérgio Moro costura uma aliança com o PSL, uma das pontas que formará o novo partido União Brasil. Se concretizada, aliança mexe com a posição de caciques do Estado.

6 de janeiro de 2022

Compartilhe

Ensaio da aliança Podemos-União Brasil acontecerá nesta semana quando Moro visitará Pernambuco na companhia de Luciano Bivar, do PSL, virtual candidato a vice na chapa dele (Foto: Reprodução)

Uma aliança entre o Podemos, partido que lançará o ex-juiz Sérgio Moro como candidato à presidência da República, e o União Brasil (UB), partido que surgirá da união do PSL e o DEM, terá consequências no cenário da eleição estadual neste ano.

Essa aliança será posta na vitrine nesta semana, quando Moro visitará Pernambuco na companhia do presidente do PSL e do futuro UB, deputado federal Luciano Bivar, virtual candidato a vice na chapa do ex-juiz federal.

No Amazonas, o PSL tem como estrelas os delegados Pablo, que é deputado federal, e Péricles, deputado estadual. O DEM é comandado pelo secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, candidato a deputado federal e um dos articuladores da candidatura do ex-governador Amazonino Mendes pelo UB.

Há ainda indícios de que é Pauderney quem presidirá o União Brasil.

Pablo e Péricles são bolsonaristas de primeira hora, mas estão seguindo rumos diferentes para se garantirem nos parlamentos. Pablo tem sido visto ao lado do senador Eduardo Braga (MDB), candidato ao Governo do Estado que deverá apoiar a candidatura do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT). Péricles deve trocar o PSL pelo PL e seguir apoiando a candidatura de Bolsonaro.

“Vou para onde estiver o presidente”, resume Péricles, que no novo partido deverá apoiar a candidatura do governador Wilson Lima (PSC). “Ainda não tenho uma definição”, desconversa Pablo, que não confirma ida para o União Brasil, que vai de Amazonino e Moro.

Desafio para o Podemos

Pelo lado do Podemos a situação é ainda mais incerta, pois o partido perdeu os principais quadros eleitos em 2018. Os deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas deixaram o partido e devem acompanhar Amazonino Mendes no UB e no apoio a Moro. O mesmo deve acontecer com os vereadores Amon Mandel e Professora Jacqueline, que também deixaram o partido em 2021.

Todos saíram por discordar da nova orientação do partido, que foi assumido pelo deputado Abdalla Fraxe, que tende a seguir com Wilson Lima e Bolsonaro.

O primeiro teste para a confirmação deste cenário acontecerá em 28 de fevereiro, quando os partidos que forem disputar a eleição organizados em federações deverão comunicar essa condição ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Uma federação partidária tem caráter nacional e, assim, o quadro estadual ficará sujeito às articulações que acontecem em nível nacional.

“Será uma eleição diferente, com características que ainda não estão totalmente claras”, diz o cientista político Moacir Santos.

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Wilson Lima se reúne com agricultores no Ramal do Brasileirinho

Governador conversou com cerca de 1 mil agricultores do ramal do Brasileirinho, na zona rural de Manaus, onde ouviu demandas do setor primário do Estado.

7 de agosto de 2022

Multidão invade ruas de Maués em apoio à comitiva do PSD e aliados

A comitiva percorreu ruas do município e foi seguida por uma multidão de apoiadores que prestigiaram o lançamento da candidatura de Sidney Leite à reeleição na Câmara.

7 de agosto de 2022

Bolsonaro paga R$ 89 milhões em campanhas que elogiam sua gestão

Três campanhas institucionais são as mais caras pagas pelo Governo Bolsonaro. 60% do valor gasto até o momento é com ênfase nas redes sociais.

7 de agosto de 2022

Campanha de Lula quer Petrobras fora de privatização e ações da Eletrobras

Proposta da campanha de Lula inclui ainda a fusão da Petrobras com a Eletrobras criando uma estatal da energia. Assessores veem erros nas privatizações de Bolsonaro.

7 de agosto de 2022

Ambev pode sair do Amazonas e causar desemprego, alerta senador

Omar Aziz alertou que decretos de redução do IPI de concentrados ameaçam empregos em Maués, pois a Ambev, que compra guaraná do município; pode sair do Amazonas.

7 de agosto de 2022

Michelle Bolsonaro diz em culto que Planalto já foi ‘consagrado a demônios’

Michelle Bolsonaro reforça aspecto evangélico da campanha de Bolsonaro e tenta diminuir rejeição do presidente junto ao eleitorado das mulheres.

7 de agosto de 2022

1º debate com candidatos ao Governo do AM acontece neste domingo

Band Amazonas mantém tradição com debate e com o formato, anunciando o fim do botão de tempo que era administrado pelos próprios candidatos.

7 de agosto de 2022

Mais de 23 milhões de eleitores estão aptos a votar voluntariamente

A Constituição Federal estabelece o voto facultativo, ou seja, opcional, para os jovens de 16 e 17 anos de idade; pessoas com 70 anos ou mais e também para analfabetos.

7 de agosto de 2022