fbpx

segunda, 04 de julho de 2022

Humberto Michiles ganha força para ser o vice na chapa de Amazonino

Encarregado das costuras de bastidores com as lideranças do interior, o ex-deputado Humberto Michiles ganhou força nos bastidores para ser o vice na chapa do ex-governador.

29 de dezembro de 2021

Compartilhe

O último cargo público de Beto Michiles foi como secretário municipal de Educação na gestão de Arthur Neto, quando substituiu Pauderney Avelino (Foto: Reprodução)

Nos bastidores da política amazonense ganhou força, nesta semana, o nome do ex-deputado Humberto Michiles (DEM) como o nome favorito para compor a chapa do ex-governador Amazonino Mendes (sem partido) como candidato a vice-governador nas eleições do próximo ano. O nome de Michiles já havia sido cogitado no início de outubro deste ano.

Beto Michiles, como é conhecido, está encarregado de viabilizar a candidatura do ex-governador junto as lideranças de municípios do interior. Acontece que os contatos estão sendo tão bons que o entendimento do grupo do entorno de Amazonino é de que o coordenador é o nome certo para estar na vaga de vice.

“Ele tem história. É político, é do interior e pode agregar na capital também”, diz uma fonte próxima de Amazonino. “Hoje eu cravaria que o nome para ser o vice é Beto Michiles”, completa um ex-secretário de Amazonino.

Michiles está afastado da política desde 2015 quando pediu exoneração do cargo de Secretário Municipal de Educação de Manaus, na gestão do ex-prefeito Arthur Neto (PSDB), e se refugiou nos bastidores, tendo apoiado Amazonino na eleição suplementar de 2017, vencida por ele, e na eleição regular de 2018, quando perdeu para Wilson Lima (PSC).

A última vez que disputou uma eleição foi em 2010, quando ficou na suplência de Henrique Oliveira (Pros). Neste posto, vivenciou um fato curioso ao deixar a Semed por alguns dias em janeiro de 2015 para substituir Henrique, que havia sido eleito vice-governador na chapa de José Melo (Pros).

O mandato acabaria no fim de janeiro e Humberto ficou no posto por alguns dias e depois retornou à secretaria municipal, de onde saiu em 19 de março de 2015, sendo substituído por Kátia Schweickardt, que foi deslocada por Arthur da pasta de Meio Ambiente (Semmas).

Texto: Gerson Severo Dantas

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Bolsonaro diz torcer para STF derrubar liminar que ampara ZFM

Presidente voltou a atribuir crise econômica no Brasil à manutenção dos incentivos para as empresas da Zona Franca de Manaus.

3 de julho de 2022

PT escolhe vereadora de Itacoatiara como suplente de Omar Aziz

Cheila Moreira é vice-presidente da Câmara Municipal de Itacoatiara e pessoa de confiança do deputado Sinésio Campos, presidente estadual do PT.

3 de julho de 2022

Reunião do PSol-AM acaba em briga e adia debate sobre disputa ao Governo

Partido reuniu filiados no último sábado no diretório regional, mas não conseguiu avançar na definição da disputa interna pela pré-candidatura ao Governo do AM.

3 de julho de 2022

Eleições 2022: restrições para agentes públicos começam a valer

Eles também não podem fazer pronunciamento oficial em cadeia de rádio de televisão, salvo em casos de questões urgentes e relevantes autorizados pela Justiça Eleitoral.

3 de julho de 2022

PT divulga nome de pré-candidatos a deputado federal e estadual no AM

Além dos pré-candidatos para a Aleam e Câmara Federal, os petistas homologaram o nome de Cheila Moreira para suplência do senador Omar Aziz (PSD).

2 de julho de 2022

Com apoio de Omar e Sidney, Manacapuru ganha escola construída sobre as águas

A escola municipal e a Quadra Poliesportiva Almir Batista da Silva, na comunidade Rainha dos Apóstolos, atenderão pelo menos 250 criança e jovens.

2 de julho de 2022

Datafolha: maioria diz que professor deve evitar falar de política

Pesquisa mostra que 54% dizem que pais têm o direito de proibir as escolas de ensinar temas que não achem adequados, mas apoiam discussão sobre pobreza e desigualdade social.

2 de julho de 2022

Com futuro incerto na disputa pelo Governo, PSol reúne filiados

Quatro nomes disputam internamente a preferência dos filiados, mas nenhum tem força suficiente para ser anunciado na briga pelo Governo sem ter que passar pelas prévias.

2 de julho de 2022