fbpx

sexta, 21 de janeiro de 2022

Guedes recebe investigados no STF para tratar de fundos de investimentos

A lista dos presentes, inclui nomes dos deputados Eduardo Bolsonaro, Bia Kicis e do empresário Otavio Fakhoury, todos os investigados no Supremo Tribunal Federal.

10 de janeiro de 2022

Compartilhe

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro é investigado por

O ministro da Economia, Paulo Guedes, inicia a semana com uma agenda para tratar de fundos de investimentos. Entre os presentes na reunião agendada para às 16h no Bloco P do Ministério da Economia, entretanto, chama atenção a lista dos presentes, que inclui nomes de três investigados no Supremo Tribunal Federal (STF) por disseminação de fake news. São eles o empresário Otavio Fakhoury e os deputados federais Eduardo Bolsonaro (PSL-DF) e Bia Kicis (PSL-DF).

Fakhoury inclusive depôs à CPI da Covid no Senado no ano passado por suspeita de financiar a divulgação de fake news durante a pandemia no coronavírus no Brasil. Ele teve o nome listado nos pedidos de indiciamento do relatório final da comissão.

De acordo com as apurações da CPI, Fakhoury integra o chamado “gabinete paralelo”, grupo responsável por subsidiar o presidente Jair Bolsonaro com materiais para reforçar versões falsas sobre o tratamento da covid-19 e agir de maneira paralela aos ministérios aconselhando sobre políticas de combate à doença. Ainda conforme a CPI da Covid, um dos principais prejuízos ao país foi o retardo na compra de imunizantes e o desincentivo a medidas preventivas contra a doença.

Em julho do ano passado, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e a deputada Bia Kicis (PSL-RJ), tornaram-se investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por praticarem atos anti-democráticos e disseminarem notícias falsas (fake news)

O Brasil encerrou o ano de 2021 com mais de 412 mil mortos. A CPI também apurou superfaturamento na compra de medicamentos para o chamado Kit Covid, conjunto de remédios sem eficácia contra a doença, propagado inclusive em campanhas do governo, bem como o aumento de faturamento de farmacêuticas.

Com informações do Congresso em Foco

Leia Mais:

Leia mais sobre Política

Congresso tem 30 medidas provisórias para analisar em 2022

Apesar de produzir efeitos jurídicos imediatos, a MP precisa da posterior apreciação pelas do Congresso Nacional (Câmara e Senado) para se converter definitivamente em lei.

21 de janeiro de 2022

Sete governadores e 20 parlamentares anunciaram ter Covid-19 em 22

Doença se espalhou entre os políticos neste período de recesso parlamentar, mas não há informações sobre a variante que predominou no caso das infecções ou reinfecções.

21 de janeiro de 2022

Senador Omar Aziz revela que está com Covid, mas sem sintomas graves

O senador Omar Aziz, que presidiu a CPI da Covid do Senado, revelou, nas redes sociais, que tomava todas as precauções e seguia os protocolos, mas acabou contraindo a doença.

21 de janeiro de 2022

Mãe de Jair Bolsonaro morre aos 94 anos no interior de São Paulo

Olinda Bonturi Bolsonaro, morreu na madrugada desta sexta-feira (21), aos 94 anos, em Registro, no interior de São Paulo, onde estava internada desde a última segunda-feira.

21 de janeiro de 2022

PSOL aciona MPF contra aquisição da ‘DarkMatter’ pelo ‘gabinete do ódio’

Bancada do PSOL considera risco à democracia se 'gabinete do ódio' adquirir ferramenta de espionagem que pode ser usada para perseguir ativistas políticos e jornalistas.

21 de janeiro de 2022

Carol Braz e Luiz Castro ingressam no PDT durante convenção em Brasília

Defensora e ex-deputado vão liderar chapa majoritária do partido nas eleições. Filiação ocorrerá durante convenção que oficializará Ciro Gomes como candidato a Presidência.

21 de janeiro de 2022

Alas do MDB e do PSDB pressionam para união entre Doria e Simone

Doria tem dito que deseja ter uma mulher na sua chapa. Por meio de sua equipe de pré-campanha, ele afirmou que senadora estará ao seu lado na disputa pela presidência.

20 de janeiro de 2022

Presidente do TCE-AM determina retorno do regime híbrido de trabalho

Presidente Érico Desterro argumentou que o momento, onde os números de casos de Covid-19 voltaram a crescer no Amazonas, requer que se preserve a saúde dos servidores.

20 de janeiro de 2022